maio
04


Marieta Severo:prêmio merecido no cinema

========================================================

DEU NA FOLHA/ILUSTRADA

LUCAS NEVES
NO RECIFE

Quase sempre massacrada pela crítica, a neochanchada brasileira deu o troco na premiação do 17ª festival Cine-PE, na quinta-feira (2) à noite, no Centro de Convenções de Pernambuco, em Olinda.

“Vendo ou Alugo”, de Betse de Paula, levou 12 dos 16 prêmios oficiais, incluindo os de melhor filme, direção, roteiro e atriz (Marieta Severo).

A comédia, com estreia prevista para 9/8, mostra os quiproquós de uma decadente família que decide vender uma mansão no pé de um morro do Rio. Tudo vai bem até que, durante uma visita prospectiva, estoura um tiroteio, que abrirá a comporta de segredos e confissões de quatro gerações.
Divulgação
Marieta Severo, escolhida melhor atriz, em cena do filme “Vendo ou Alugo”
Marieta Severo, escolhida melhor atriz, em cena do filme “Vendo ou Alugo”

“É histórico para uma comédia: [conjugar] prêmios de crítica e público “, disse Betse em uma das vezes que subiu ao palco para coletar troféus.

Afora menções secundárias ao documentário “Rio Doce-CDU”, de Adelina Pontual, o júri privilegiou produções que orbitam em torno do sistema TV Globo/Globo Filmes.

Reconhecido pela fotografia de Lauro Escorel, “Giovanni Improtta”, estreia na direção de José Wilker, deriva da novela “Senhora do Destino”.

“Bonitinha, mas Ordinária”, que deu a João Miguel o prêmio de protagonista, tem direção de Moacyr Goés (“Dom”) e produção de Diler Trindade (dos filmes de Xuxa e de Renato Aragão).

Enquanto isso, saiu sem prêmios a interessante mistura de filme de cangaço, drama social de época e jornada do herói que é “Aos Ventos que Virão”, do cearense Hermano Penna (“Sargento Getúlio”).

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • Maio 2013
    S T Q Q S S D
    « abr   jun »
     12345
    6789101112
    13141516171819
    20212223242526
    2728293031