DEU NO DIÁRIO DE NOTÍCIAS, DE LISBOA

Cerca de 83,1 milhões de chineses viajaram para fora da China continental em 2012 e gastaram 102 mil milhões de dólares (78.081 milhões de euros) nas férias, segundo contas da Academia Chinesa de Turismo citadas hoje na imprensa oficial.

O número de viajantes representa um aumento de 18,4% em relação a 2011 e deverá voltar a aumentar este ano (15%), para 94,3 milhões, indicou a mesma fonte.

De acordo com estimativas anteriores da Organização Mundial de Turismo, no final da década a China será o maior emissor de turistas.

“O turismo no estrangeiro já não é um privilégio dos ricos. A população das cidades secundárias têm dado e continuarão a dar um contributo significativo para o desenvolvimento do turismo”, disse um especialista chinês, Jiang Yiyi, citado pelo China Daily.

Além de grandes metrópoles como Pequim, Xangai ou Cantão, consideradas as mais desenvolvidas do país, a China tem dezenas de cidades com uma próspera classe média.

No conjunto, a nova classe media chinesa representará entre 200 e 250 milhoes de pessoas, correspondendo a menos de 20% da população.

http://youtu.be/xtu9RXeYSLU

============================================================

BARBRA, NOSSO AMOR DE SEMPRE

Maria Aparecida Torneros

Ela encanta geracões, tem carisma especial, talento reconhecido por premiações que incluem dois OSCARs e tantos outros trofeus de música, ou como atiz, diretora e produtora. Barbra Joan Straisand completou ontem, 24 de abril, 71 anos, e tem agenda de shows lotada para os rproximos meses com shows programados pela
Europa e Israel, com publico garantido que a acompanha desde os tempos de Funny girl, my Fair Lady, Yentl, e do clássico The way we were (Nosso Amor de Ontem) , no qual contracenou com Robert Redford , imortalizando a cancao Memories.

Barbra, de origem judia, engaja-se nao só na vida politica americana, como é notoriamente uma das estrelas que mais tem contribuido em campanhas para levantamento de fundos em causas sociais e de pesquisa e atendimento medico, mantem uma fundação que leva seu nome com finalidade beneficente.

Ativa e militante, Barbra emociona por sua trajetória profissional e exemplos pessoais. Ela merece que saudemos suas memorias, desejando-lhe saude. E um festivo happy birthday!

Cida Torneros, jornalista, escritora e professora universitária (Comunicação), mora no reino musical de Vila Isabel, no Rio de Janeiro.

Cida Torneros

abr
25
Posted on 25-04-2013
Filed Under (Artigos) by vitor on 25-04-2013


==========================================
Sinfrônio, hoje, no Diário do Nordeste


25 de Abril em Lisboa:”não só para recordar”

===================================================

DEU NO DIÁRIO DE NOTÍCIAS, DE LISBOA

Elisabete Silva (da agencia LUSA)

Cerca de 60 pessoas juntaram-se hoje em Lisboa para “viver e não apenas recordar” o espírito do 25 Abril, precisamente no momento em que, há 39 anos se iniciaram as operações militares que depuseram o regime do Estado Novo.

Em cima de uma cadeira, de microfone na mão e cravo vermelho ao peito, hoje à noite no Largo São Sebastião da Pedreira numa iniciativa de militares de Abril, o coronel Andrade da Silva, que há 39 anos foi um dos comandantes da revolução, disse que este ano se devia viver a data “com um novo conceito”, para que não seja só uma recordação.

“Vamos fazer o que a liberdade consente, com respeito”, exclamou, lamentando que ainda exista uma “nação pouco reconhecida para os filhos da pátria”.

Dito isto, Andrade da Silva gritou “viva a chamite”, no momento em que um desses veículos militares dobrou a esquina do antigo quartel do Governo Militar de Lisboa.

Soou a musica “E Depois do Adeus”, na voz de Paulo de Carvalho, primeira senha da revolução, entoada na sessão de hoje por alguns dos presentes.

Tinham já sido distribuídos cravos vermelhos pelos participantes, muitos deles militares de abril, à medida que vários intervenientes foram subindo a uma cadeira – um improvisado palanque – para uma espécie de tribuna pública.

abr
25
Posted on 25-04-2013
Filed Under (Artigos) by vitor on 25-04-2013

==================================================================

OPINIÃO POLÍTICA

Teratologia legislativa

Ivan de Carvalho

O PT, com ajuda de aliados, parece haver aderido de vez à teratologia legislativa. Está parindo monstros no Congresso.

Primeiro, sob forte pressão do PT e do governo Dilma Rousseff (que é do PT), parlamentares da aliança governista na Câmara dos Deputados aprovaram o projeto de lei que põe pedras no caminho da organização de novos partidos.

Trata-se de um esforço notoriamente casuísta para tentar inviabilizar a candidatura de Marina Silva a presidente da República, assim como embaraçar as candidaturas do socialista Eduardo Campos e do tucano Aécio Neves, ambos também aspirantes a suceder Dilma Rousseff.

Aprovado na Câmara dos Deputados por ampla maioria governista, o projeto deve ser apreciado pelo Senado. Lá, além de um movimento de senadores que inclui alguns integrantes de legendas governistas, dois senadores do PT anunciaram que fariam restrições ao projeto. Um deles foi Jorge Viana. Ele adiantou que iria apresentar emenda para que o projeto, uma vez transformado em lei, só entre em vigor após as eleições de 2014.
Isto foi o bastante para o PT, estupefato com a ousadia ou a inocência de seus dois senadores, correr a fechar questão pela aprovação do projeto com vigência imediata. Ora, se é para atrapalhar os principais oponentes de Dilma Rousseff nas eleições de 2014, como é que dois senadores petistas perdiam o juízo e se dispunham a desviar o punhal – como a ex-senadora Marina Silva qualificara o projeto –, a desmanchar o casuísmo, fixando a vigência para depois das próximas eleições? Coisa de doidos, mesmo.

Mas o PT ainda não acha que basta. Ontem, a Comissão de Constituição e Justiça da Câmara aprovou, sem discussão, a admissibilidade de uma proposta de emenda constitucional (PEC). A PEC é de autoria do deputado Nazareno Fonteles, do PT e estabelece que o Congresso terá de aprovar as “súmulas vinculantes” do Supremo Tribunal Federal e as decisões do STF que julguem insconstitucionais emendas à Constituição.

Por enquanto talvez não se possa ainda discernir se a PEC de Fonteles atende a algum desejo de vingança contra o STF por causa do resultado, até o momento, do julgamento do Mensalão ou se visa a pressionar o tribunal para que seja menos severo ao decidir se são cabíveis embargos infringentes e, em seguida, ao julgá-los, o que poderia mudar de condenação para absolvição as sentenças dadas a alguns dos principais réus pelo crime de formação de quadrilha e a um deles pelo crime de enriquecimento ilícito.

Mais grave do que isto, no entanto, será se o objetivo dessa PEC apresentada pelo petista piauiense Fonteles integrar uma estratégia do PT para tirar o Supremo Tribunal Federal de sua frente, quando o partido ou seu governo quiser efetivar mudanças que encontram forte rejeição na sociedade brasileira e que, mais especificamente, atingem “cláusulas pétreas” da Constituição ou a contrariem em seu espírito.

Assim, ao invés de o STF decidir, quando provocado, se uma emenda constitucional é constitucional ou não, quer a PEC ontem aprovada na Comissão de Constituição e Justiça estabelecer o absurdo, a monstruosidade: embora o STF continue com a competência de julgar a constitucionalidade de emendas constitucionais, tal julgamento pode não valer. O que passaria a valer, em instância final, seria uma decisão do Congresso sobre a decisão do STF. Em síntese: ao Congresso caberá dar a última palavra sobre as emendas constitucionais que ele mesmo aprovou, com o que se anula qualquer controle externo e pode se estabelecer no país, uma ditadura da maioria. Uma ditadura da maioria congressual, substituindo o regime democrático – que é governo da maioria com respeito aos direitos da minoria, assegurados estes pela interpretação da Constituição e das leis pelo Poder Judiciário.

========================================================


Cançao do Filme Capitães de Abril de Maria de Medeiros, compositor Antonio Victorino D’Almeida, letra Pedro Ayres de Magalhães, interpretada por Teresa Salgueiro e Madredeus. Clip de João Pedro Ruivo”.(You Tube)

=========================================================

AS BRUMAS DO FUTURO

Sim, foi assim que a minha mão
Surgiu de entre o silêncio obscuro
E com cuidado, guardou lugar
À flor da Primavera e a tudo

Manhã de Abril
E um gesto puro
Coincidiu com a multidão
Que tudo esperava e descobriu
Que a razão de um povo inteiro
Leva tempo a construir

Ficámos nós Só a pensar Se o gesto fora bem seguro

Ficámos nós A hesitar
Por entre as brumas do futuro

A outra acção prudente
Que termo dava
À solidão da gente
Que deseperava
Na calada e fria noite
De uma terra inconsolável
Adormeci
Com a sensação
Que tinhamos mudado o mundo
Na madrugada
A multidão
Gritava os sonhos mais profundos

Mas além disso
Um outro breve início
Deixou palavras de ordem
Nos muros da cidade
Quebrando as leis do medo
Foi mostrando os caminhos
E a cada um a voz
Que a voz de cada era
A sua voz
A sua voz

==============================================

Sim, foi assim

Bom enquanto durou.

Mas durou pouco.

Agora é recordar os cravos lançados pelas raparigas em flor
e o cheirinho de alecrim nas ruas de Lisboa.

Bom 25 de abrtil para todos, do lado de lá e de cá do Atlântico.

(Vitor Hugo Soares)

http://youtu.be/zEX2-Ke1PxI

Lewandowski: o devorador do Madri comemora quatro vezes
Clique na imagem e confira
====================================================

DEU NO JORNAL DO BRASIL

A Liga dos Campeões da temporada 2012/13 está perto de ter uma final alemã. Um dia após o Bayern de Munique atropelar o Barcelona por 4 a 0 em casa pela primeira partida da semifinal, o Borussia Dortmund recebeu o Real Madrid e conseguiu uma imponente vitória por 4 a 1. Com o resultado, a equipe da capital espanhola precisa vence por 3 a 0 para ter chances de voltar à final.

O grande nome da partida foi o polonês Robert Lewandowski, autor dos quatro gols do Borussia. De quebra, entrou para a história, uma vez que foi o primeiro jogador na história a marcar quatro vezes em uma semifinal de Liga dos Campeões.

Tentando repetir o sucesso do conterrâneo Bayern, o Borussia Dortmund começou o jogo superior, apertando muito o Real em sua saída de bola e já criando perigo. Gotze ignorou a pressão por conta de sua ida ao rival alemão e era um destaques da equipe da casa, assim como Marco Reus.

Esportes
Hoje às 17h49 – Atualizada hoje às 17h55
Lewandowski arrasa Real, e Borussia encaminha final alemã na Champions
Portal Terra
Publicidade

A Liga dos Campeões da temporada 2012/13 está perto de ter uma final alemã. Um dia após o Bayern de Munique atropelar o Barcelona por 4 a 0 em casa pela primeira partida da semifinal, o Borussia Dortmund recebeu o Real Madrid e conseguiu uma imponente vitória por 4 a 1. Com o resultado, a equipe da capital espanhola precisa vence por 3 a 0 para ter chances de voltar à final.

O grande nome da partida foi o polonês Robert Lewandowski, autor dos quatro gols do Borussia. De quebra, entrou para a história, uma vez que foi o primeiro jogador na história a marcar quatro vezes em uma semifinal de Liga dos Campeões.

Tentando repetir o sucesso do conterrâneo Bayern, o Borussia Dortmund começou o jogo superior, apertando muito o Real em sua saída de bola e já criando perigo. Gotze ignorou a pressão por conta de sua ida ao rival alemão e era um destaques da equipe da casa, assim como Marco Reus.
O Borussia Dortmund recebeu o Real Madrid e conseguiu uma imponente vitória por 4 a 1O Borussia Dortmund recebeu o Real Madrid e conseguiu uma imponente vitória por 4 a 1

Não demorou muito para que o Borussia abrisse o placar. Aos 7min, Gotze cruzou da esquerda para Lewandowski, que se antecipou em relação a Pepe e completou para o fundo das redes. Curiosamente, essa foi uma jogada de dois atletas que viram seus nomes ligados a uma transferência ao Bayern, sendo que, no caso de Gotze, o desfecho foi confirmado.

O Real Madrid demorou a se soltar em campo, mas pouco a pouco conseguiu equilibrar a partida. O Dortmund era quem mais criava chances de gol, mas o resultado no primeiro tempo foi um empate. Aos 42min, Hummels vacilou feio e perdeu a bola para Higuaín. O argentino avançou pela esquerda e cruzou para Cristiano Ronaldo empatar.

O intervalo fez bem para o Borussia, que voltou superior e conseguiu marcar em apenas cinco minutos. Lewandowski recebeu passe entre a marcação do Real, girou com a bola e finalizou no canto esquerdo de Diego López. A equipe espanhola reclamou de impedimento, que não houve. O show do polonês prosseguiu e, aos 10min, escapou da defesa adversária e arrematou forte para ampliar.

Lewandowski ainda queria mais. Aos 21min, Reus foi deslocado por Xabi Alonso e a arbitragem viu pênalti. O polonês foi para a cobrança e superou López com um chute firme. O Real não conseguia ir para o ataque, enquanto o atacante seguia terrível. Aos 32min, Lewandowski arriscou de fora da área e obrigou López a fazer ótima defesa.

DEU NO PORTAL “POR ESCRITO” (E NO TWITTER) , EDITADO PELO JORNALISTA LUIZ AUGUSTO GOMES.

O senador Walter Pinheiro (PT), que age nas sombras para viabilizar-se como candidato ao governo do Estado, reuniu-se em Brasília com cinco pesos-pesados do PP, pedindo-lhes apoio com o argumento de que, saindo do Senado, deixaria a vaga para o suplente Roberto Muniz, que é do PP.

Seria uma força expressiva, uma vez que o PP é o terceiro partido da base, mas o deputado João Leão, em nome dos demais presentes – deputados Mário Negromonte, Ronaldo Carletto, Luiz Argôlo e Roberto Britto –, respondeu: “Não, essa vaga já é nossa pela aliança da eleição passada”.

Frustrou-se, assim, o passo seguinte de Pinheiro, que seria negociar com o deputado Marcelo Nilo (PDT) sua inclusão na chapa como candidato a vice-governador, fechando-se o pacote, naturalmente, com Otto Alencar (PSD) para o Senado.


Marisa Monte:Ilusões em Portugal, na véspera do 25 de Abril
=========================================================

DO DIÁRIO DE NOTÍCIAS, LISBOA

Hoje e amanhã no Porto, sábado e domingo em Lisboa. Cantora brasileira Marisa Monte apresenta “show” que une música e artes plásticas.

Um show não serve apenas para irmos lá ouvir a cantora, mesmo que a cantora, a sua voz e a sua música valham muito a pena. Para isso temos o disco. Marisa Monte acredita que um show deve ser também “uma experiência multissensorial, onde a música e os suportes visuais se interligam para potenciar os significados das canções”. Isso já era claro nos espetáculos anteriores da brasileira mas é ainda mais visível em “Verdade uma Ilusão”, o concerto que Marisa estreou em maio do ano passado no Brasil e que agora chega a Portugal para quatro concertos – hoje e amanhã no Coliseu do Porto, sábado e domingo no Coliseu de Lisboa.

Desta vez, Marisa Monte, com a ajuda da curadora Luísa Duarte, escolheu 15 artistas plásticos contemporâneos brasileiros e associou cada obra a um tema diferente. “Todo o cenário foi pensado para integrar essas obras de arte, em diversos suportes. Não são apenas quadros que ilustram canções. Procuramos ligações e somamos essas duas linguagens para criar um novo significado”, explicou à imprensa brasileira.

Marisa Monte chama-lhe “uma espécie de exposição de arte itinerante”. Para o público português, os nomes dos artistas serão praticamente desconhecidos. Há alguns, muitos jovens, que nem a própria Marisa conhecia antes de iniciar esse trabalho, como Jonathas Andrade ou Guilherme Peters. Mas há alguns que são nomes grandes, como José Damasceno, Thiago Rocha Pitta ou Janaina Tchäpe, mesmo se todos relativamente novos.

abr
24
Posted on 24-04-2013
Filed Under (Artigos) by vitor on 24-04-2013


==========================================================
Casso, hoje, no Diário do Pará

Pages: 1 2 3 4 5 6 7 ... 24 25

  • Arquivos