O número de desempregados inscritos nos centros de emprego em Espanha baixou de forma muito ligeira em Março. Houve menos 4979 pessoas registadas em relação a Fevereiro, um número residual num país onde há mais de cinco milhões de desempregados e que tem a segunda maior taxa de desemprego da União Europeia.

O total de inscritos diminuiu em dez comunidades autónomas. Ao todo, os dados publicados nesta terça-feira pelo Ministério espanhol do Emprego e Segurança Social mostram uma redução mensal de 0,1% do número de desempregados. São, porém, mais 285 mil aqueles que o Governo espanhol contabiliza nas estatísticas oficiais, que apontam para 5.035.243 desempregados em Março.

Há mais mulheres desempregadas do que homens, mas a diferença é pouca. O desemprego feminino representa 50,2% (2.529.152) do total, enquanto o número de homens sem emprego é de 49,8 % (2.506.091).

Dos mais de cinco milhões que estão fora do mercado de trabalho, quase 480 mil (9,5%) enquadram-se no grupo do chamado desemprego jovem, ou seja, têm menos de 25 anos.

Espanha é, entre os 27 da União Europeia, o país com a segunda taxa de desemprego mais elevada (26,3% em Fevereiro), depois da Grécia. E, entre os jovens em idade ativa, a percentagem estava nos 55,7%, segundo os dados revelados nesta terça-feira pelo Eurostat, o gabinete estatístico europeu.

O ministério sublinha o fato de este recuo ser o primeiro num mês de Março desde 2008, ano da explosão da bolha imobiliária. O recuo agora registado estará a beneficiar de um impulso das festividades da Páscoa, que poderá explicar a redução do desemprego nos serviços, o único sector em que houve um recuo (de 0,50%, para 3.126.440 de pessoas).

(Com informações do “Público”, de Lisboa)

abr
02
Posted on 02-04-2013
Filed Under (Artigos) by vitor on 02-04-2013


==================================================
Pelicano, hoje,no Bom Dia (SP)


==================================================

OPINIÃO POLÍTICA

Ministro baiano!

Ivan de Carvalho

1. Afinal, com a decisão da presidente Dilma Rousseff de nomear o ex-senador César Borges para ministro dos Transportes, representando o PR, a Bahia volta a ter alguém no ministério de Dilma. O que estava acontecendo, em termos da política que é feita no Brasil, era um total absurdo: o quarto colégio eleitoral do país, onde o governador é do partido no governo, o PT e onde Lula e Dilma obtiveram votações extremamente expressivas nas eleições presidenciais de 2002, 2006 e 2010, não dispunha de um ministro sequer, desde que foram demitidos os que havia.

Agora, esta situação absurda deverá ser corrigida, com a nomeação do ex-governador e atual ex-presidente estadual do PR, mesmo não sendo ele o preferido do seu partido para o cargo. A direção e a bancada do PR tinham outras preferências, enquanto rejeitavam o atual ministro Sérgio Passos, que, apesar de filiado, não era considerado representante do partido e sim da “cota pessoal” da presidente Dilma.

César Borges entra como um híbrido. Não é um tecnocrata como Paulo Sérgio Passos e não é exclusivamente um político, pois, apesar de sua vasta carreira política, (deputado estadual, vice-governador, governador, senador e novamente candidato a senador – nesta última vez, sem êxito, em consequência de circunstâncias políticas gerais extremamente desfavoráveis) é engenheiro civil e foi secretário estadual de Saneamento, além de diretor do BB. Pode, nos Transportes, com a sua formação de engenheiro civil, ser considerado um político e técnico simultaneamente.

Também pode ser considerado um híbrido porque não era o nome preferencial do PR, mas é aceitável ao seu partido e foi o nome que a presidente Dilma Rousseff preferiu para atender ao PR, que se considerava totalmente desatendido pela insistência dela em manter sua teimosa preferência por Paulo Sérgio Passos, que assumiu o cargo desde que ela demitiu – forçada por um dos vários escândalos produzidos em seu governo por gênese própria ou herança genética – Alfredo Nascimento, atual presidente do PR e, ao lado de Valdemar Costa Neto, um dos dois controladores do partido. Aliás, com a nomeação de César Borges, o PR quase certamente passa a ter três controladores, sendo benéfico o acréscimo.

Finalmente, pode-se dizer que César Borges é um híbrido no sentido de que, atendendo ao PR, que preside na Bahia, sua nomeação reforça a coalizão governista liderada em nosso Estado pelo governador Jaques Wagner, além de incluir de vez o PR entre os integrantes da aliança que sustenta o governo e a candidatura de Dilma Rousseff à reeleição. Pode ter deixado o PT baiano de olho comprido, mas para o governador Wagner certamente foi bom e se não fosse dificilmente teria acontecido.

2. A coluna de Cláudio Humberto, edição de ontem, dá conta de que o tucano José Serra já está engajado a tal ponto no projeto de ingressar no PPS (que se fundiria com um micro-partido para abrir uma janela pela qual possam penetrar parlamentares do PSDB e outras legendas) que já faz convites em nome do PPS a políticos para ingressarem na nova legenda, mesmo estando ele ainda sem despir publicamente a plumagem de tucano.

A informação do colunista prossegue dando conta de que Serra admite deixar o PSDB, mas, digamos nós, serrando-lhe um bom pedaço, uma tora de pelo menos 15
deputados federais.

A questão é importante. Recentemente, o então prefeito de São Paulo, Kassab, formou um partido com integrantes recrutados em diversas legendas, mas sobretudo no segundo mais importante partido da oposição no país. E aliou-se ao governo federal do PT. Agora, Serra quer esvaziar o principal partido da oposição, o PSDB, supostamente (somente supostamente, porque certeza ninguém pode ter, até pelo histórico ideológico dele) para fazer um partidinho próprio de oposição. Cujos membros, não podendo adotar a denominação de tucanos, escolheriam, talvez, pela possível função que teriam na política brasileira, o cognome de caga-sebos.

“Os caga-sebos decidiram, em convenção nacional, lançar candidatura própria a presidente da República”, anunciou o partido em nota oficial. Seria impactante, convirá qualquer marqueteiro, mas conviria também que os eleitores saíssem de baixo exatamente para evitar impactos indesejáveis.

======================================================
Charles Trenet – Chanson d’automne, poème de Paul Verlaine.

A perfeita combinação da música, do intérprete e da poesia.

Boa terça-feira de outono baiano!

(Vitor Hugo Soares)

abr
02

====================================================

Deu na coluna de Felipe Patury, na revista ÉPOCA

Primeiro, o governador da Bahia, Jaques Wagner, passou a levar seu secretário da Casa Civil, Rui Costa, para reuniões com a presidente Dilma Rousseff. Depois, começou a passar-lhe a palavra. Na última, Dilma disse a Wagner: “Entendi o recado”. Costa disputa a sucessão de Wagner com os também petistas Walter Pinheiro e José Sérgio Gabrieli.

Felipe Patury


Cesar Borges:ex-carlista (com Neto e Souto)
assume Transportes de Dilma

============================================================

DEU NO IG

O ex-governador da Bahia, ex-senador e atual vice-presidente do Banco do Brasil César Borges (PR) substituirá Paulo Sérgio Passos no comando do Ministério dos Transportes. Embora seja um nome da da cota pessoal da presidente Dilma Rousseff, o que desagrada um pouco alguns integrantes do PR na Câmara, que queriam um deputado como ministro, a executiva nacional da legenda não fez restrições a Borges. “O importante é o Ministério ficar com o partido”, afirmou um dos líderes nacionais da legenda ao iG .

A avaliação é de que Transportes volta, agora, para um quadro político do partido. Borges é presidente do PR na Bahia. Passos era contestado pelas lideranças por ser membro de um quadro técnico da legenda. A Secretaria de Comunicação Social não informou a data da posse do novo ministro.

A presidente começou a reforma ministerial no mês passado , com a troca de comando nos ministérios da Agricultura e do Trabalho e nas secretarias de Aviação Civil e de Assuntos Estratégicos. O deputado federal Antônio Andrade (PMDB-MG) substituiu Mendes Ribeiro à frente do Ministério da Agricultura. O secretário-geral do PDT, Manoel Dias , ficou no lugar do de Brizola Neto no Trabalho, e o peemedebista Moreira Franco trocou a Secretaria de Assuntos Estratégicos e assumiu a Secretaria de Aviação Civil.

LEIA MAIS NO IG

abr
01

Bahia em Pauta pública texto escrito pelo jornalista Nelson Barros Neto, correspondente da Folha de S. Paulo na Bahia, e lido na cerimônia de sepultamento de dona Teresinha Barros e Barros (original a começar pelo nome) avó querida do repórter, Domingo de Pascoa, no Jardim da Saudade, em Salvador.

Bela vó! Belo texto-depoimento!

(Vitor Hugo Soares)

======================================================
CRÔNICA/DESPEDIDA

A MELHOR VÓ DO MUNDO

Nelson Barros Neto

Também conhecida como a “melhor vó do mundo”, Teresinha Barros e Barros fez a última de suas famosas viagens –ao menos neste plano– por volta das 22h30 deste sábado (30), aos 77 anos, no Hospital Português, em Salvador. A despedida do sem-número de amigos e familiares aconteceu neste Domingo de Páscoa, no Jardim da Saudade, antes de uma cerimônia de cremação ao som de “O que é o que é”, de Gonzaguinha; “Emoções”, de Roberto Carlos; e “Deixa a vida me levar”, de Zeca Pagodinho.
Todas haviam sido exaltadas por ela, há uma semana.

Especial e irreverente até no nome, sempre ria ao contar a história de que não tinha certeza se o seu Teresinha era, afinal, com “s” ou com “z”. Na dúvida, dizia escrever um ‘sí’ com o rabinho do ‘zê’, “enganchado um no outro”.
Vítima de um câncer no pulmão, após quatro dias na UTI, esta autodidata professora de história da arte e, ao mesmo tempo, à frente de cada detalhe de sua casa, na Rua Flórida, também se afirmava “brahmeira” e “capaz de qualquer coisa” se mexessem com alguém “dos dela”.

“Era uma Mulher de verdade, com ‘m’ maiúsculo. Uma das pessoas mais fantásticas que tive a honra de conhecer”, afirmou a publicitária Lara Thomazini, colega de um dos cinco netos, em discurso que deu o tom das várias manifestações de afeto nas redes sociais.
Natural do antigo povoado de Macuco, hoje Buerarema, no sul da Bahia, Teresinha prezava pela generosidade e exibia um tipo apaixonante de rebeldia encantada.

Na adolescência, quase fugiu com o circo que estava na cidade. Vira e mexe, repetia estar “como Deus quer e o diabo gosta”. Em um dos derradeiros contatos com a família, já bem debilitada e sem conseguir falar, pegou uma caneta com a ponta dos dedos e usou o sarcasmo para reclamar da vigília de dezenas no local: “Deixem de ‘bestagem’. Vão à merda!”.

Tinha livros raros e verdadeiros compêndios sobre temas como Renascimento, formação da baianidade e a relação das letras de Chico Buarque com a ditadura militar. Tudo feito à mão.
Eleita “rainha da primavera” na época de colégio, completaria 58 anos de casada no próximo dia 13 com o médico Nelson Barros, professor emérito da Ufba. Ainda deixa três filhos, uma irmã, um milhão de admiradores e um legado incomparável, único, em todas as esferas da vida de quem a cercou. (Nelson Barros Neto)


Nelson Barros Neto

======================================================

DICA DA JORNALISTA MARIA OLÍVIA SOARES PARA O BAHIA EM PAUTA (COM INFORMAÇÕES DA TV CULTURA)

O governador da Bahia, Jaques Wagner será o entrevistado desta segunda-feira, ao vivo, às 22 horas, no programa Roda Viva, da TV Cultura, de São Paulo.Em Salvador, o programa é transmitido pela TVE. Na roteiro, o governador Wagner falará das ações do Governo para combater os efeitos da seca, economia e política.Fora do roteiro, tudo pode acontecer. A conferir.

O Roda Vida é mediado pelo jornalista Mário Sergio Conti.

DEU NA FOLHA

NELSON BARROS NETO

DE SALVADOR

O estádio que receberá os jogos da Copa do Mundo e das Confederações em Salvador irá se chamar Itaipava Arena Fonte Nova. A confirmação ocorreu na manhã desta segunda-feira (1º), seis dias antes da partida de abertura. Há duas semanas, a Folha antecipou a informação.

Até hoje, o governo da Bahia e as empresas envolvidas negavam o acordo.

O contrato pelos direitos do nome da Fonte Nova custará R$ 10 milhões por ano até 2023 –totalizando R$ 100 milhões– ao Grupo Petrópolis, do Rio de Janeiro, que controla a Itaipava e outras cinco marcas de cerveja, duas de energético e outras duas de vodca.

A ideia é fortalecer a marca Itaipava no Estado. A companhia está instalando uma fábrica em Alagoinhas (a 108 km de Salvador), onde já existe uma unidade da rival Schincariol. Um acordo semelhante para batizar a Arena Pernambuco também está sendo costurado pela Itaipava.

Porém, nos períodos de competição da Fifa neste e no próximo ano, o nome não poderá ser usado porque a entidade que gere o futebol mundial é patrocinada pela americana Budweiser e não permite a publicidade de empresas concorrentes durante os seus eventos.

A partida inaugural do estádio, no próximo domingo (7), será feita com um jogo entre Bahia e Vitória em que todos os cerca de 41 mil ingressos foram vendidos em menos de três horas, na última sexta-feira (29), quando houve tumulto e seis pessoas feridas na confusão.

A arena era um espaço público e se tornou uma PPP (parceria público-privada) em 2009, quando o consórcio formado por OAS e Odebrecht venceu a licitação do estádio. O presidente do consórcio, Frank Alcântara, afirma que não vê problema em ter a arena associada a uma marca, “seja ela qual for”.

“Porém não vamos descaracterizar o nome Fonte Nova, pois é uma marca forte e deve ser preservada como patrimônio público”, afirma. O Estatuto do Torcedor veta a venda de bebida alcoólica nas praças esportivas do país.

No domingo (7), portanto, haverá venda de cerveja Itaipava sem álcool nas cantinas do estádio. Além disso, como a Ambev já patrocina a seleção brasileira, o futebol da Rede Globo e ações de marketing em clubes como Bahia e Vitória, as marcas acabarão se misturando no estádio.

A Lei Geral da Copa, sancionada em junho de 2012 pela presidente Dilma Rousseff, liberou a comercialização de cerveja no Mundial e na Copa das Confederações.

abr
01
Posted on 01-04-2013
Filed Under (Artigos) by vitor on 01-04-2013


====================================================
Cau Gomes, hoje, no jornal A Tarde (BA)

Pages: 1 2 ... 18 19 20 21 22 23 24 25

  • Arquivos