Vanzolini e Adoniran:amigos e boêmios amantes de São Paulo

=================================================

Um Homem de Moral

Maria Helena RR de Sousa

Dr. Vanzolini foi uma figura especial. Além de ser um cientista de renome internacional, a quem o Brasil deve muito sobretudo por suas pesquisas que dão importância ao Instituto Butantã, de São Paulo, era um grande compositor, autor de letras imortais, boêmio por natureza e grande amante da cidade de São Paulo.

Foram bons amigos, ele e Adoniran Barbosa. Ambos com sangue italiano nas veias, ambos com a inteligência à flor da pele, um muito instruído, com bagagem intelectual de primeira, o outro com as lições aprendidas na escola da vida, tinham em comum o fato de gerarem músicas deliciosas sem tocar um instrumento sequer. Ambos dependiam de amigos para pôr em um papel as suas músicas.

Paulo Vanzolini é autor de letras sensacionais: Praça Clovis, Samba Erudito, Napoleão, Quando eu for eu vou sem pena, Juízo Final, Ronda, e do hino Volta por cima do qual ele disse: “Mas “Volta por cima” tem um fracasso. Porque ninguém entendeu que o importante não é dar a volta por cima, é reconhecer a queda”. Grande lição, que eu recém aprendi…

Ricardo Dias, cineasta e grande amigo do dr. Vanzolini, fez um documentário intitulado “Um Homem de Moral” que é uma preciosidade. Assisti aqui no Rio em junho de 2009. Espero que os cinemas brasileiros prestem a homenagem que Paulo Vanzolini merece e programem a reapresentação do documentário.

Não podemos perder nossa memória. Não devemos perder nossa memória. Não seremos nunca um país se não repassarmos para as gerações vindouras os feitos dos nossos grandes. E Paulo Vanzolini foi enorme.

Trouxe para vocês um clip onde Ana Bernardo, a maravilhosa companheira de Vanzolini, canta o samba que ele compôs para seu amigo Adoniran Barbosa:

Ô, Seu Barbosa, nóis era dois casado certo
Morando num bairro longe, mas passando ônibus perto
Uma vista tão linda, de cima do nosso morro
E as crianças precisando de um pronto-socorro – só uma hora dali
Eu e Marli, vivia satisfeito
O que fizeram com nóis, seu Barbosa, não está direito
O pivô do enguiço foi um gato
Pertencente a cidadão, por nome de Rubinato
O miau sumiu, ele botou o dedo ni mim
Só porque me viu, encourando um tamborim
Foi na delegacia, se acertou com o escrivão
Já no outro dia recebi intimação
Mas eu vou lá, quem não deve não dá bola
Eu provo que o tamborim eu fiz com o gato da espanhola
Seu Rubinato, vou lhe dar um bom conselho:
Você arranja outro gato e a Marli lhe ensina a fazer coelho.

Maria Helena RR de Sousa, cronista, colaboradora do Bahia em Pauta,mora no Rio de Janeiro. É filha de Adoniran Barbosa

Be Sociable, Share!

Comentários

regina on 29 Abril, 2013 at 19:47 #

O video “Paulo Vanzolini: um homem de mora” esta no YouTube:
http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=U2nosFwKxoI#!

Passei o dia revendo, ouvindo, lendo Paulo Vanzolini, incalculavel perda!!!


regina on 29 Abril, 2013 at 19:50 #

“Paulo Vanzolini: um homem de moral”

http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=U2nosFwKxoI#!

desculpem a falta de acentos….
regina


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos