mar
30

DEU NO PÚBLICO (LISBOA)

Uma manifestação destinada a denunciar o desaparecimento de dois ativistas políticos angolanos, marcada para este sábado em Luanda, não se realizou por intervenção das forças de segurança. De acordo com dados recolhidos pelo PÚBLICO, alguns dos que se preparavam para se manifestar foram presos (entre eles o músico Luaty Leitão) e os outros dispersados.

O protesto foi organizado pelo Movimento dos Jovens Revolucionários para denunciar a prisão/desaparecimento de de dois ativistas, Isaías Kassule e Alves Kamulingue, envolvidos nos preparativos para uma manifestação de protesto contra o Governo em Maio do ano passado. O seu paradeiro é desconhecido até hoje e os seus nomes são mencionados no documento do Comité dos Direitos Humanos das Nações Unidas que critica o Governo de Luanda nesta matéria.

“Na senda das detenções dos jovens que pretendiam manifestar-se, neste sábado, eis o balanço provisório: 18 detidos”, lia-se na página do Facebook do Movimento (nome da página: Central Angola), que dava alguns nomes dos detidos, entre eles Nito Alves, opositor ao Governo do Presidente José Eduardo dos Santos, que terá sido detido horas antes da manifestação. “Luaty Beirão, Adolfo Campos e Mauro Smith foram detidos e outros foram dispersados”, continua o relato do Movimento dos Jovens Revolucionários no Facebook.

Be Sociable, Share!

Comentários

Ivan de Carvalho on 30 Março, 2013 at 16:50 #

Bem, durante anos colegas queridos do jornalismo baiano passaram temporadas em Angola a serviço do governo. Durante muitos desses anos houve lá uma guerra civil. Há bastante tempo, no entanto, não há mais guerra civil nenhuma, o governo do presidente José Eduardo dos Santos tornou-se extremamente corrupto – sinônimo de corrupção, para ser mais preciso – e algumas instituições democráticas, a exemplo de eleições, já não passam de farsa ou fantasia. E então dois ativistas políticos que preparavam uma manifestação contra o governo no ano passado desaparecem e o Movimento dos Jovens Revolucionários, que preparava para hoje (sábado) uma manifestação de protesto contra os desaparecimentos anuncia que, pelo menos, 18 de seus integrantes foram presos e os demais dispersados pelas forças de segurança. Eu me pergunto se, agora, diante de tudo disso, ainda se achará jornalistas baianos dispostos a servir esse governo que se diz socialista para enganar os ignorantes e os idiotas e justificar os espertos.


danilo on 30 Março, 2013 at 17:40 #

e cadê o Chico Bolerista Buarque pra protestar contra oa arbítrios dos seus cumpnahêros do MPLA, que agora inventaram de copiar os escroques da antiga UNITA, que, antes, barbarizavam contra os namorados das “Morena de Angola” que andam com o chocalho amarrado na canela?…


rosane santana on 31 Março, 2013 at 12:28 #

Caro Ivan,
Encontrar-se-iam dezenas de jornalistas interessados, pode apostar.


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos