http://youtu.be/NZLEfNxLIfY

=================================================================

Trinta e sete anos, quem diria!

Tão distante e tão perto, a ponto de parecer que foi ontem aquela noite quente de outono baiano, no Forum Rui Barbosa, no Campo da Pólvora, bairro de Nazaré, Salvador, em que o editor deste BP se casou com Margarida, a revisora.

Salão lotado, gente por todo lado:colegas das redações, parentes, intelectuais boêmios,amigos de lutas e de farras, militantes em folga da clandestinidade (os dias eram assim), políticos (em geral gente da oposição). Euforia , esperanças, utopias rondando.

E o juiz zangado, com tanta gente para assinar o livro de testemunhas, como ele nunca tinha visto nem permitido antes. Só a tabeliã e amiga querida Iara Espinheira (já casada com o cineasta e amigo Tuna), conseguiu acalmar o magistrado. E deu tudo certo no fim.

E segue dando certo até hoje!

Festejemos então com o Trio Irakitan e um grande sucesso da época do casamento, gravado originalmente por Anisio Silva.

E vamos em frente!

(Vitor Hugo Soares)

Be Sociable, Share!

Comentários

Gracinha on 27 Março, 2013 at 1:40 #

Parabéns ao querido casal!!! Felicidades sempre!!! Abração


luís augusto on 27 Março, 2013 at 9:57 #

Parabéns. Em dois anos Naná e eu os alcançaremos.


Mariana on 27 Março, 2013 at 10:06 #

Mesmo com muita pouca idade, à época, tenho muitas lembranças desse dia e dos que antecederam na casa do meu pai, com os preparativos, pois, nesta época ainda não se falava nas super produções das celebrações dos nossos dias e a gente ainda preparava as festas em casa.
Lembro do dia 26/03 (aniversário do querido e saudoso mano David), véspera do casório, todas as mulheres da casa preparando as delicias que seriam servidas na festa, às seis da tarde, sino batendo na igreja, e minha mãe no quintal da nossa casa do Jenipareiro, andando de um lado para o outro, com o terço dela nas mãos a rezar, como fazia todos os dias, olhando para o céu e, creio eu, pedindo aos santos e anjos que abençoasse aquela união.
Acho que deu tudo certo, D. Janda, aliás, suas orações sempre foram poderosas!
Meu pai, por sua vez, sem saber direito se acreditava nos terços da minha mãe, fiscalizava tudo, passando de vez em quando entre a gente ou mesmo com um rabo de olho da cadeira de onde assistia sua novelas. Torcia do jeito dele, em silêncio, mas com verdade.
Ao casal BP, desejo sempre muita felicidade e compreensão, o que, aliás, acho que é a base dessa união forte e duradoura.
Tem uma música de Gil, que sempre que toca lembro-me de vocês, Hugo e Margô! Vou deixar uns vesros para festejar o dia: “É a sua vida que eu quero bosdar na minha, como se eu fosse o pano e você fosse a linha…e a agulha do real nas mãos da fantasia fosse bosdando ponto a ponto nosso dia a dia…o zig-zag do tormento, as cores da alegria, a curva generosa da compreensão”.
Tim Tim, querido casal! Felicidade e compreensão, sempre e todos os dias!
Beijos e abraço, Mariana


vitor on 27 Março, 2013 at 11:08 #

Luia Augusto

E vamos em frente, querido amigo “que vem de longe”, como dizia o grande gaúcho Leonel Brizola, de nossa mútua admiração.

Amigo completo: da redação, dos bares, das festas de ruas políticas, cívicas e profanas. Fundador na Bahia do MBB (Movimento Brasil Brizola), de tão grandes e gratas recordações nos encontros no casarão do Rio Vermelho, onde até Luis Carlos Prestes apareceu uma tarde para não esquecer.

Para não falar nas longas e saborosas conversas com Naná ( e o casal maravilhoso de “meninos” em aprendizado de vida e luta com os pais afetuosos e firmes). E o texto admirável de sempre, que atualmente brilha no Blog Por Escrito, que sempre leio e recomendo.

Vamos parar por aqui, porque a garganta começa a apertar e não há pigarros que cheguem para disfarçar. Só mais um registro: sua mensagem deixou a mim e a Margarida imensamente contentes.

Abraços afetuosos em Naná e nos “meninos”. Com a amizade e admiração de sempre.

Vitor Hugo


Olivia on 27 Março, 2013 at 12:15 #

Tim! Tim! Vida que segue, meninos.


regina on 27 Março, 2013 at 12:56 #

Eu não conheço um casal mais apaixonado que esse! Eu não estava na cerimônia do casamento, já morava nos Estados Unidos, mas, foi aqui, no meu ap, a lua de mel. Lua de mel que continua doce apesar de todos esses anos, não que falte as fases da lua, como qualquer humana relação. Entendimento, concordo com Mariana, é a chave que abre todas as portas de qualquer relacionamento e que encontrou nesse formado por Vitor Hugo & Margarida, abrigo… Estou esperando-os para repetir a alegria dos nossos encontros e desfrutar desse mel… Sua afilhada, Gabee, a menina que vcs vieram batizar e abençoar, mais que ninguém, deseja esse encontro para mostrar o que tem feito nesses 37 anos… Unimo-nos aos festejos e os abraços, sempre!!!! Te amamos!!!!
Noota: Essa música foi demais!!! Perfeita!!!


Ivan de Carvalho on 27 Março, 2013 at 18:19 #

Margarida e Vitor,
Célia e eu vamos os pegaremos em um ano, antes, portanto, de Naná e Luís Augusto, aos quais pedimos sinceras desculpas.
A vocês, os de 37, quatro grandes abraços (podem contar, são quatro mesmo). E felicidade infinita.


Cida Torneros on 28 Março, 2013 at 9:52 #

Vitor e Margarida, desejo mil felicidades pra sempre. Parabéns por uniáo tao linda! Deus os abençoe! Bjs Cida Torneros


rosane santana on 29 Março, 2013 at 18:28 #

Caros amigos, Vitor e Margô,

Somente agora soube da data, através de conversa com Vitor pelo telefone. Maravilhosa comemoração, união de cabeça e de espírito, exemplo de companheirismo e dignidade. Parabéns pra vocês e que eu possa reencontrá-los por muitos e muitos anos. Beijos e um “abraçaço”.


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos