=============================================================

Wilson Batista, “Tempo Feliz”, de Baden e Vinícius, para quem ama Salvador!

(Gilson Nogueira)

=====================================================

Tempo Feliz (Baden Powell / Vinicius de Moraes)

Feliz o tempo que passou, passou
Tempo tão cheio de recordações
Tantas canções ele deixou, deixou
Trazendo paz a tantos corações
Que som mais lindo havia pelo ar
Quanta alegria de viver
Ah, meu amor que tristeza me dá
Ver o dia querendo amanhecer
E ninguém cantar
Mas meu bem deixa estar
Tempo vai, tempo vem
E quando um dia esse tempo voltar
Eu nem quero pensar
No que vai ser
Até o sol raiar

Feliz o tempo que passou, passou
Tempo tão cheio de recordações
Tantas canções ele deixou, deixou
Trazendo paz a tantos corações
Que som mais lindo havia pelo ar
Quanta alegria de viver
Ah, meu amor que tristeza me dá
Ver o dia querendo amanhecer
E ninguém cantar
Mas meu bem deixa estar
Tempo vai, tempo vem
E quando um dia esse tempo voltar
Eu nem quero pensar
No que vai ser
Até o sol raiar

BOA SEXTA-FEIRA!!

Be Sociable, Share!

Comentários

Cida Torneros on 22 Março, 2013 at 13:49 #

Boa sexta para todos nós!


gilson on 22 Março, 2013 at 15:43 #

Na Wikipédia, a enciclopédia livre, Wilson Antonio Chaves de Miranda (Itápolis, 27 de março de 1940 – São Paulo, 20 de junho de 1986), começou sua carreira no final dos anos 50, como crooner de um conjunto de jazz.

Em 1960 assinou contrato com a Rádio Tupi e passou a cantar rock-balada. Apesar de não ter sido bem recebido pela crítica, Wilson conseguiu sucesso comercial com músicas como “Alguém É Sempre Bobo de Alguém” e “Bata Baby” (versão de Long Tall Sally de Little Richard).[1]

Em 1965 gravou “Tempo Novo”, disco que lhe rendeu muitos prêmios. Mesmo assim, nos anos seguintes deixou a carreira de cantor em segundo plano, atuando como produtor em discos de Nelson Gonçalves, Bendegó, Banda de Pífanos de Caruaru, Originais do Samba, Célia, Vanusa, Marília Medalha, entre outros. Em 1978 voltou a gravar, dessa vez com um repertório mais voltado para a Música Popular Brasileira, afastando-se definitivamente da imagem de roqueiro do início de sua carreira.

Wilson faleceu em 20 de junho de 1986, vítima de uma parada cardíaca, quando dirigia seu carro, e estava parado em um sinal de trânsito em São Paulo.


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos