mar
22
Posted on 22-03-2013
Filed Under (Artigos) by vitor on 22-03-2013

=======================================================

=================================================


DEU NO G1

O pianista cubano Bebo Valdés morreu aos 94 anos, nesta sexta-feira (22), na Suécia, onde vivia há mais de 40 anos. A causa da morte ainda não foi divulgada.

Bebo Valdés é descrito como “um dos gigantes da música cubana” em perfil do site especializado Allmusic. Ele dirigiu shows em casas noturnas a partir dos anos quarenta e foi muito ativo na cena musical cubana nos anos 50.

Bebo foi arranjador de diversas gravações, compôs mambos e organizou sessões de jazz afro-cubano. Ele saiu de Cuba nos anos 60 e passou a morar em Estocolmo, na Suécia, onde morreu.

Em 1994, após 34 anos longe de gravações musicais, Bebo voltou à indústria musical com “Bebo Rides Again”. Desde então vinte álbuns foram lançados com a participação do pianista.


DEU NO IG
A Polícia Civil do Rio Grande do Sul indiciou criminalmente 16 pessoas pelo incêndio na boate Kiss, em Santa Maria, no Rio Grande do Sul. A tragédia do dia 27 de janeiro matou 241 pessoas e deixou pelo menos 623 feridos.

Os 16 indiciados criminalmente fazem parte do inquérito apresentado nesta sexta-feira (22), que aponta que 35 pessoas tiveram responsabilidade na tragédia. Deste total, nove pessoas foram indiciadas apenas por improbidade administrativa. Além disso, o texto aponta culpa de nove bombeiros, mas estes casos serão encaminhados para a Justiça Militar.

Entre os indiciados por homícidio doloso – dolo eventual está o vocalista e líder da banda Gurizada Fandangueira, Marcelo de Jesus dos Santos, que será enquadrado 241 vezes. O número é correspondente à quantidade de pessoas que morreram por causa do incêndio.

A situação é igual para outras oito pessoas: Elissandro Callegaro Spohr (dono da boate Kiss), Mauro Londero Hoffman (dono da boate Kiss), Ricardo de Castro Pasche (gerente da boate Kiss), Luciano Augusto Bonilha Leão (produtor da banda), Ângela Aurelia Callegaro (irmã de Elissandro e sócia da boate Kiss), Marlene Teresinha Callegaro (mãe de Elissandro e sócia da boate Kiss), Gilson Martins Dias (bombeiro vistoriador), Vagner Guimarães Coelho (bombeiro vistoriador).

Além deles foram indiciados por homicídio culposo (quando não há intenção de matar): Luiz Alberto Carvalho (secretário municipal do meio ambiente), Beloyannes Orengo de Pietro Júnior (chefe da Fiscalização da Secretaria de Mobilidade Urbana) e Marcus Vinicius Bittencourt Biermann (funcionário da Sec. de Finanças que emitiu o Alvará de Localização da boate). Completam ainda a lista de indiciados criminalmente mais três pessoas. Gerson da Rosa Pereira e Renan Severo Berleze (major-bombeiro e sargento-bombeiro que incluiram documentos na pasta referente ao alvará da boate) que vão responder por fraude processual. E Elton Cristiano Uroda (ex-sócio da boate Kiss) por falso testemunho.

Entre os 35 responsabilizados está também o nome do prefeito de Santa Maria, Cezar Schirmer (PMDB), que foi indiciado por improbidade administrativa. O caso dele ainda será encaminhado para a 4ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio Grande de Sul para análise. Havendo indícios, ele pode ser indiciado ainda por homicídio culposo.

Quanto aos bombeiros, caberá ao Tribunal Militar apurar a conduta de cada um deles: Moisés da Silva Fuchs, Alex da Rocha Camillo, Robson Viegas Müller, Sergio Rogerio Chaves Gulart, Dilmar Antônio Pinheiro Lopes, Puciano Vargas Pontes, Eric Samir Mello de souza, Nilton Rafael Rodrigues Bauer e Tiago Godoy de Oliveira.

Conclusões

O delegado de Santa Maria, Marcelo Arigony, disse que o fator fundamental para a tragédia na boate Kiss foi o fato da casa noturna estar irregular. “O fator mais determinante é que tínhamos uma casa funcionando em total irregularidade, extintores que não estavam no lugar certo, além de que havia superlotação”, explicou.

O inquérito concluiu ainda que 100% das mortes ocorreram por asfixia. De acordo com Arigony, o fogo começou no canto esquerdo do teto, próximo ao palco, e se alastrou rapidamente por conta da espuma de isolamento de som, que era inadequada, irregular e inflamável. ” [Eles] respiraram o monóxido de carbono em sinergia com o cianeto, o que fez com que todas as pessoas cambaleassem, já perdendo o sentido rapidamente”, contou.

A investigação confirmou também que pelo menos cinco vítimas do total de mortos eram pessoas que não estavam na boate no momento do incêndio. Elas entraram na casa noturna no decorrer da tragédia para tentar resgatar outras, mas não conseguiram sair.

Confira o especial pela tragédia em Santa Maria
Veja as imagens feitas dentro da boate Kiss após incêndio
Infográfico: Veja como aconteceu o incêndio na boate em Santa Maria

O caso

A tragédia ocorreu na madrugada de 27 de janeiro, às 3h17, quando uma fagulha de um sinalizador usado pela banda em show pirotécnico chegou ao teto da casa noturna e queimou a espuma de revestimento acústico. O fogo se alastrou rapidamente e gerou uma fumaça formada por monóxido de carbono com cianeto que matou 241 pessoas, pois 100% delas foram mortas por asfixia. O desastre ainda deixou, até o momento, 623 feridos. O inquérito foi feito pela Polícia Civil em 54 dias e tem 13 mil páginas, divididos em 52 volumes, já que mais de 810 depoimentos foram colhidos.

http://youtu.be/-ryDi9X5BbE

===============================================


Um elenco estelar reunido em prol das vítimas da seca no Nordeste na seca de 1985.

Canção ainda mais atual na falta de água e na seca dos últimos anos, que avança inclemente por 2013, com as mesma e vergonhosas desculpas dos políticos e governantes incapazes ( ou sem vontade política) para enfrentar o secular e previsível drama nordestino.

O que fazer? Responda quem souber neste 22 de março de 2013, Dia Mundial da Água.

(Vitor Hugo Soares)

DEU NA COLUNA TEMPO PRESENTE, ASSINADA POR LEVI VASCONCELOS NO JORNAL A TARDE

======================================================

Nada feito

Em tese, a nova reunião entre Jaques Wagner e ACM Neto para definir a questão do metrô seria hoje (22), mas nada foi agendado.

Ontem, na audiência pública da Câmara para tratar do assunto, pelo que falaram os secretários Rui Costa (Casa Civil, governo estadual) e José Carlos Aleluia (Transportes, prefeitura), ficaram patentes duas coisas:

1) Após o encontro da semana passada, o debate foi publicizado e está politizado.

2) A polêmica gira em torno da tarifa, o prmeiro dos itens em discussão. Os dois lados dizem que há espaço para acordo. Cadê?

mar
22
Posted on 22-03-2013
Filed Under (Artigos) by vitor on 22-03-2013


===================================================
Cesar, hoje,no jornal Notícias do Dia


O Papa com Perez Esquivel,Nobel da Paz

====================================================


OPINIÃO POLÍTICA

As dores de Francisco

Ivan de Carvalho

A primeira coisa que preciso dizer ao começar a escrever estas linhas é que não sou um vaticanista. É o óbvio, mas faço o registro para que ninguém possa, por desagrado ou malícia, acusar-me de pretender sê-lo.
A segunda coisa é que as dores do carismático papa Francisco, que tem dado – e não só após a sua eleição para suceder Bento XVI, mas desde muito antes – admirável testemunho de humildade, simplicidade e preocupação pelos pobres, ainda não começaram.

Mas as dores virão, e fortes, se ele aprofundar-se até as últimas consequências no caminho que vem percorrendo. Se imitar a atitude de Jesus em relação aos mercadores do templo. Precisa, primeiro, fortalecer-se para em seguida cumprir algumas obrigações que o colocarão (ou colocariam) em choque com parte da mais alta hierarquia da Igreja Católica Apostólica Romana e especialmente com setores da Cúria extremamente poderosos.

Claro que, devotando-se a cumprir corajosamente as obrigações que os vários aspectos da crise na Igreja lhe impõem, ele terá a abençoá-lo um poder muito maior que o dos que terá de enfrentar. Mas este poder maior muitas vezes, ainda que dando força à missão e ao missionário, permite que haja a dor. Seja a da carne, seja a da alma. No caso do papa Francisco, aparentemente seria bem maior a da alma que a da carne, mas nem sequer é possível descartar esta última.

A Igreja Católica Romana sofre com os escândalos que integrantes do clero produziram. Sofre com o avanço galopante do ateísmo em seu tradicional domínio da Europa mediterrânea e algumas adjacências. Sofre com a perda acelerada de fiéis para denominações evangélicas (principalmente as pentecostais e neopentecostais), especialmente na América Latina, notadamente no Brasil, o maior país católico do mundo.

Continua a sofrer com a crescente separação dos cônjuges, na palavra de Jesus só aceitável em caso de prostituição. Sofre com o avanço da permissão para a matança dos inocentes indefesos pelo aborto, um pecado e crime em lugar de honra na lista dos mais repugnantes que podem ser cometidos. Sofre em crescendo com perseguições iniciais a católicos romanos e outros cristãos em vários lugares do mundo, perseguições que vão aumentar numa escala hoje impensável. Sofre com o avassalador ativismo homossexual, a estabelecer uma cultura que a Igreja não pode deixar de se opor, pela condenação expressa, múltipla e incisiva no Antigo e no Novo Testamento – no Eclesiastes, em Paulo, no Apocalypse. Sofre com a tentativa de amordaçá-la para que não interfira nesse debate, sob o pretexto de homofobia, ainda que demonstre a Igreja todo o respeito pelos homossexuais, o respeito devido a todo ser humano e ao seu livre arbítrio.

Estas são dores externas da Igreja. Mas o papa Francisco terá de enfrentar também, e parece-me que com muito mais urgência, as dores internas da Igreja, revelando e combatendo sem reservas o pecado (e crime) terrível da pedofilia que escala os vários graus da hierarquia, saneando as finanças do Instituo para Obras Religiosas (IOR, o Banco do Vaticano, que não é grande, tem uns R$ 16 bilhões ante R$ 1 trilhão do Itaú), onde ocorreram falcatruas e lavagem de dinheiro, inclusive da máfia, nomeando um Secretário de Estado que administre ajudando o papa, ao invés de sabotá-lo como se suspeita que aconteceu com Bento XVI.

A Igreja revelou, a conta-gotas, partes da chamada Terceira Mensagem de Fátima, mas retém secretas outras partes. Há suspeitas de que têm sido omitidas porque são muito duras com a própria Igreja e porque também existiriam itens ainda mais impactantes. Revelará Francisco tudo que está no texto?
Se revelar, seguramente haverá muitas dores, talvez inclusive físicas, mas que podem produzir purificação.

=============================================================

Wilson Batista, “Tempo Feliz”, de Baden e Vinícius, para quem ama Salvador!

(Gilson Nogueira)

=====================================================

Tempo Feliz (Baden Powell / Vinicius de Moraes)

Feliz o tempo que passou, passou
Tempo tão cheio de recordações
Tantas canções ele deixou, deixou
Trazendo paz a tantos corações
Que som mais lindo havia pelo ar
Quanta alegria de viver
Ah, meu amor que tristeza me dá
Ver o dia querendo amanhecer
E ninguém cantar
Mas meu bem deixa estar
Tempo vai, tempo vem
E quando um dia esse tempo voltar
Eu nem quero pensar
No que vai ser
Até o sol raiar

Feliz o tempo que passou, passou
Tempo tão cheio de recordações
Tantas canções ele deixou, deixou
Trazendo paz a tantos corações
Que som mais lindo havia pelo ar
Quanta alegria de viver
Ah, meu amor que tristeza me dá
Ver o dia querendo amanhecer
E ninguém cantar
Mas meu bem deixa estar
Tempo vai, tempo vem
E quando um dia esse tempo voltar
Eu nem quero pensar
No que vai ser
Até o sol raiar

BOA SEXTA-FEIRA!!

  • Arquivos