====================================================

A semana começa anunciando uma segunda-feira de cão na “mobilidade urbana” em Salvador. A capital baiana está praticamente paralisada, desde às primeiras horas da manhã, com o protesto dos moradores do bairro da Sussuarana, na vizinhança do Centro Administrativo da Bahia (CAB).

Cansados da crônica falta de água nas torneiras do bairro popular (no CAB, da governadoria a Assembléia Legislativa e secretarias e órgãos da burocracia oficial, tem água de sobra) os moradores mobilizados por entidades do bairro, decidiram fechar o trânsito, para ver se assim conseguem abrir os olhos e os ouvidos dos dirigentes da EMBASA e das autoridades para o sofrimento de dezenas de famílias. Gente sem água para as necessidades mais elementares, como tomar banho e cozinhar.

De acordo com a Transalvador, os manifestantes fecharam a via principal da localidade, que dá acesso a Estrada das Barreiras e ao final de linha do bairro.

O protesto começou por volta das 7h e até as 9h30 ainda não havia terminado. Equipes da Polícia Militar e da Transalvador seguem no local.Trânsito tambem estava lento nas principais vias da cidade, como Avenida ACM, Paralela e Bonocô, por conta do horário que é de grande fluxo de veículos nessas regiões.

Através da assessoria, a Empresa Baiana de Água e Saneamento (Embasa) informou que vai apurar a reclamação dos moradores, que sabem o que sentem e sofrem na pele.

Bahia em Pauta pergunta: Apurar ou resolver?

(Vitor Hugo Soares)

Be Sociable, Share!

Comentários

Robson Santos on 18 Março, 2013 at 15:57 #

Isso é um absurdo, como pode ficar tanto tempo sem água? A Sra. EMBASA não tem competencia de administrar o abastecimento de água da população. Privatização já!!


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos