mar
08
Postado em 08-03-2013
Arquivado em (Artigos) por vitor em 08-03-2013 00:15

DEU NO R7

Nélida Fernández. Caracas (EFE)

Delegações de mais de 50 países são esperadas em Caracas para a cerimônia fúnebre do presidente da Venezuela, Hugo Chávez, cuja morte provocou a declaração de luto nacional em 16 países.

Governantes e chefes de Estado, chanceleres e representantes de organismos internacionais como a Organização dos Estados Americanos, a Unasul e o Mercosul anunciaram que acompanharão o “irmão”, “amigo” e “companheiro” Chávez, que faleceu na terça-feira passada aos 58 anos.

O vice-presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, assinalou que está confirmada a presença de chefes de Estado e de Governo “de 55 países do mundo” e mais cedo o chanceler, Elías Jaua, antecipou que 16 países decretaram dias de luto nacional, entre eles Brasil, Bolívia, Argentina, Nigéria, Belarus, China e Cuba.

“Que nosso povo saiba a magnitude do afeto, do carinho que o comandante presidente, Hugo Chávez, conseguiu cultivar, não só para ele, mas também para nosso povo”, destacou Jaua. Os primeiros governantes a dar os pêsames aos parentes de Chávez na Venezuela foram a argentina Cristina Kirchner e o uruguaio José Mujica, que chegaram na noite de terça-feira no país, enquanto o boliviano Evo Morales, chegou no dia seguinte.

Morales acompanhou ontem parte do percurso do cortejo fúnebre que partiu do Hospital Militar e terminou na Academia Militar de Caracas, onde o caixão do chefe de Estado venezuelano permanece sendo velado. Cristina, por sua vez, já retornou à Argentina e deixou o chanceler Héctor Timerman para representá-la na cerimônia fúnebra esta sexta-feira.

Do Irã, que também decretou um dia de luto, o presidente, Mahmoud Ahmadinejad, confirmou sua viagem a Caracas e manifestou a Maduro que “Chávez seguirá vivo (…) enquanto as nações estiverem vivas e se esforçarem para estabelecer a independência, a bondade e a justiça no mundo”. Também é esperado na Venezuela o chefe de Estado de Belarus, Aleksandr Lukashenko, enquanto o da Guiné Equatorial, Teodoro Obiang, já chegou ao país.

De acordo com um comunicado divulgado pela presidência de Belarus, Lukashenko viajará a Caracas, apesar de sua concorrida agenda, porque “com nenhum outro chefe de Estado Hugo Chávez tinha relações mais próximas e amistosas”. Lukashenko se referia a Chávez como “uma das maiores personalidades sociais e estatais da atualidade, invencível herói, fervoroso patriota e defensor da independência, destacado político, pensador e orador, um homem brilhante, forte e amante da vida”.

Nesta quinta-feira os primeiros a chegar foram os presidentes de Cuba, Raúl Castro, e a presidente Dilma Rousseff, que chegou na companhia de seu antecessor, Luiz Inácio Lula da Silva. A expectativa é que nas próximas horas cheguem o presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, e sua chanceler, María Ángela Holguín, o equatoriano, Rafael Correa, o hondurenho, Porfirio Lobo, o nicaraguense, Daniel Ortega, entre outros.

Também é esperada a chegada do príncipe Felipe, que comandará a delegação espanhola, enquanto os Estados Unidos estarão representados por dois congressistas, um deles aposentado, e seu encarregado de negócios em Caracas. “Nós lhes agradecemos por estar aqui e todos dizem ‘como não estaríamos aqui, como não faríamos uma homenagem a esse grande amigo dos povos do mundo que é Hugo Chávez'”, comentou o ministro das Relações Exteriores da Venezuela.

Para Jaua, a mobilização internacional e os gestos das nações após a morte do líder “é um testemunho de reconhecimento ao peso, à importância da liderança política do presidente Hugo Chávez” que deixa “como legado os venezuelanos”.

O Governo stendeu por mais sete dias as honras fúnebres para que os venezuelanos possam ver o presidente e anunciou que seu corpo será embalsamado e exposto em um caixão de cristal no Museu da Revolução, em Caracas. Chávez morreu na terça-feira aos 58 anos após mais de 20 meses de luta contra um câncer na zona pélvica cuja natureza nunca foi informada oficialmente.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos