Diaz-Canel (com Raul): nova fachada do regime cubano
Foto Desmond Boylan/Reuters/Público
================================================


DEU NO “PÚBLICO”, DE LISBOA

Chama-se Miguel Díaz-Canel, tem 52 anos e é engenheiro eléctrônico.

A sua biografia oficial diz que trabalhou três anos na rádio das Forças Armadas e, depois de terminar a formação militar, ocupou vários cargos na União dos Jovens Comunistas.

Da UJC passou para as províncias, tendo sido primeiro-secretário do Partido Comunista Cubano (Cuba é um país de partido único) em Villa Clara (centro) e Holguín (Este). Em 2009 ascende a ministro da Educação e sobe ao bureau político do partido.

No domingo, Raúl Castro, que inícia o último mandato como chefe de Estado, indicou-o para vice-presidente do Conselho de Estado (o segundo cargo mais importante do país), cumprindo a intenção previamente anunciada de rejuvenescer a liderança cubana.

Diáz-Canel substitui José Ramón Ventura, de 82 anos e um herói da revolução — teve um papel estratégico no fracasso da Invasão na Baía dos Porcos, em 1961 (conhecida em Cuba como Batalha de Girón, foi uma tentativa frustrada de exilados cubanos anticastristas, formados pelos Estados Unidos, de derrubar o líder cubano Fidel Castro).
===========================================

NOTA DO BAHIA EM PAUTA: Segundo definição da blogueira Yoani Sanchez, ao comentar domingo (24) no Rio de Janeiro (última etapa de sua visita ao Brasil, antes de embacar esta tarde de segunda para a República Tcheca ) a mudança de nomes na hierarque do governo em seu País, cisse que Ramon Ventura é uma das faces mais duras e repressoras do regime de Cuba atualmente (Vitor Hugo Soares)

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • Fevereiro 2013
    S T Q Q S S D
    « jan   mar »
     123
    45678910
    11121314151617
    18192021222324
    25262728