Fernando Lyra ( com Tancredo Neves e Eduardo Campos):
um guerreiro da política brasileira

==============================================

DEU NA DE S. PAULO

O ex-deputado e ex-ministro da Justiça Fernando Lyra morreu na tarde desta quinta-feira (14) aos 74 anos em São Paulo.

Lyra estava internado na UTI (unidade de terapia intensiva) do InCor (Instituto do Coração do Hospital das Clínicas).

Segundo boletim do hospital, o ex-ministro morreu em decorrência de falência de múltiplos órgãos.

O ex-ministro estava em coma, respirando mecanicamente. Ele foi transferido no dia 5 de janeiro para São Paulo, após sete dias de internação no Hospital Português, no Recife, para tratar uma infecção urinária.

O quadro foi agravado por uma insuficiência cardíaca da qual sofre há 20 anos.

O corpo será enterrado no Recife, onde nasceu em 1938. Lyra formou-se em direito em Caruaru em 1964.

Fernando Lyra elegeu-se deputado estadual pelo MDB em 1966 e deputado federal em 1970.

Reeleito sucessivamente, articulou a candidatura de Tancredo Neves à Presidência em 1985 e foi nomeado ministro da Justiça. Deixou o governo em 1986. Em 1989 foi candidato a vice de Leonel Brizola.

Voltou à Câmara em 1992 e ocupou uma cadeira até 1999. De 2003 a 2011, presidiu a Fundação Joaquim Nabuco.

O ex-ministro foi autor do livro “Daquilo que Eu Sei”, sobre a eleição de Tancredo Neves e a transição democrática após a ditadura militar.

Em nota, o vice-governador de Pernambuco, João Lyra, que é irmão do ex-ministro, lamentou a morte.

“Na vida pública, ele foi deputado e ministro da Justiça. Um guerreiro justo e incansável, sempre ao lado das causas democráticas e humanitárias”, afirmou.

O governador de Pernambuco, Eduardo Campos, decretou luto oficial de três dias.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • Fevereiro 2013
    S T Q Q S S D
    « jan   mar »
     123
    45678910
    11121314151617
    18192021222324
    25262728