Nesta noite de abertura oficial do carnaval baiano , o original Paroano Sai Milhó mais uma vez desfila no Largo de Santana, bairro boêmio do Rio Vermelho, para a alegria de moradores e visitantes.

Festa que tem na jornalista e querida amiga, Carmela Talento, do Blog do Rio Vermelho, uma das maiores animadoras e incentivadoras.
Vá lá, que ainda dá tempo.

Bahia em Pauta manda um beijo para Carmela e um abraço parea toda turma animada do Paroano.

EVOÉ!!!

(Vitor Hugo Soares)

==========================================

Abre Alas`Ivan Lins interpreta uma de suas mais belas composições, gravada em seu DVD Cantando Histórias. Bravissimo!

Bom carnaval para todos os leitores e ouvintes. Mantenham-se ligados, que estaremos por aí nestes dias de folia. Na Bahia, no Brasil e no Mundo.

(Vitor Hugo Soares)

================================

Abre Alas
Ivan Lins

Abre alas pra minha folia
Já está chegando a hora
Abre alas pra minha bandeira
Já está chegando a hora
Apare os teus sonhos que a vida tem dono
E ela vem te cobrar
A vida não era assim, não era assim
Não corra o risco de ficar alegre
Pra nunca chorar
A gente não era assim, não era assim

Encoste essa porta que a nossa conversa
Não pode vazar
A vida não era assim, não era assim
Bandeira arriada, folia guardada
Pra não se usar
A festa não era assim, não era assim


Lucia Cerqueira, Oxum: tributo merecido
=================================================

Foi aberta com um coquetel na noite de ontem, 6, a Sala de Imprensa tradicionalmente montada pela Prefeitura de Salvador para dar suporte aos jornalistas baianos, profissionais da mídia nacional e estrangeira que irão trabalhar na cobertura do Carnaval 2013.A entrega aconteceu, no Instituto Cultural Brasil Alemanha (ICBA), Corredor da Vitória, área estratégica da folia na capital baiana.

A grande e merecida homenageada postumamente deste ano é a jornalista Maria Lúcia Cerqueira,a sempre querida “Oxum” (como era chamada por seus colega e amigos ), que partiu no dia 30 de outubro de 2012, aos 58 anos. O prefeito ACM Neto participou da solenidade e reforçou o empenho da prefeitura em dar suporte ao trabalho dos profissionais de imprensa.

“Todos os esforços foram feitos para que a cobertura de vocês, jornalistas, seja a mais ampla possível. Queremos aperfeiçoar essa estrutura, dar melhores condições de trabalho. É trabalhando com alegria que a gente consegue chegar na Quarta-feira de Cinzas”, afirmou o prefeito ACM Neto.

O jornalista Roberto Messias assessor geral de Comunicação da prefeitura, também destacou a estrutura montada para a cobertura da festa. “O intuito básico é facilitar o trabalho dos jornalistas de modo que possam mostrar ao Brasil e ao mundo a nossa festa e a nossa alegria. Temos também quase uma centena de profissionais da imprensa internacional aqui. Quero falar ainda da nossa homenageada, a querida amiga e jornalista Lúcia Cerqueira, que se foi muito cedo, mas deixou um legado de carinho e amizade”, disse Roberto Messias.

Lucia – Oxum

Formada em Comunicação Social pela Universidade Federal da Bahia (Ufba) e pós-graduada em Comunicação para o Mercado pela Unifacs, Lúcia Cerqueira começou no Jornalismo como repórter do Jornal da Bahia, em 1975. Passou a trabalhar na Assessoria de Comunicação Social da Telebahia em 1983, atendendo a um convite do jornalista Fernando Vita. Em seguida, trabalhou na Telebrasília, no Distrito Federal, onde ficou durante dois anos.

Ao voltar a Salvador, integrou a equipe de Comunicação da Telebahia, onde conquistou prêmios da Associação Brasileira de Jornalismo Empresarial (Aberje) por tertrabalhado para a empresa considerada “modelo” entre todas do Sistema Telebrás. Atuou também como assessora especial de Comunicação da Prefeitura de Salvador durante a gestão do secretário Diogo Tavares.

Por sua beleza e simpatia pessoal contagiente, Lucia ganhou do cineasta e grande amigo, Tuna Espinheira, o apelido de “Oxum”. Combinação perfeita com o perfil cheio de graça, força e generosidade de uma profissional de jornalismo e figura humana que efetivamente merece a homenagem. Bravo!

(Vitor Hugo Soares)

fev
07
Posted on 07-02-2013
Filed Under (Artigos) by vitor on 07-02-2013


==============================================
Sid, hoje, no portal Metro1(BA)


Bahia: noite de desastre em Sergipe

============================================

DEU NO PORTAL A TARDE

O Bahia encarou o Itabaiana-SE na noite desta quarta-feira, 6, pela última rodada da fase de grupos da Copa do Nordesta, precisando do triunfo a qualquer custo para seguir vivo na competição, mas não passou de um empate sem gols na casa do adversário.

Além de precisar vencer, o Tricolor precisava torcer por um tropeço do ABC ou uma vitória por goleada que reduzisse o saldo de gols do Ceará, o que não aconteceu – o time de Natal venceu o Vozão por 3 a 0 e os dois se classificaram para a próxima fase do Nordestão.

Durante o primeiro tempo uma queda de energia no estádio apagou os refletores e o jogo ficou paralisado por quase 30 minutos. Mas o que se viu em campo foi um blecaute no time tricolor, que pouco fez para arrancar a vitória que precisava e finalizou com deficiência nas vezes que subiu ao ataque.

Com o empate sem gols, os tricolores morreram abraçados e viram os alvinegros ABC e Ceará se classificarem no grupo A da Copa do Nordeste. O Esquadrão agora terá 43 dias sem disputar jogos oficiais, aguardando a próxima fase do campeonato baiano.

Após perder duas partidas dentro de casa e não marcar gols contra o modesto Itabaiana, lanterna da chave, o Bahia deu adeus à competição, junto com o Feirense, o terceiro time baiano no Nordestão. Dos três times baianos que iniciaram a competição, o Vitória é o único que permanece. O Feirense também havia sido eliminado no grupo C, com apenas um empate nas seis partidas disputadas.

(Leia mais sobre Copa do Nordeste em A Tarde)

==================================================

OPINIÃO POLÍTICA

A gordura do Rei Momo

Ivan de Carvalho

Leandro dos Santos, o Léo Boy, de 30 anos, foi reeleito na sexta-feira Rei Momo para o carnaval de Salvador. Ele tem 1,85 de altura e pesa 138 quilos, o que o coloca dentro dos parâmetros exigidos pelo regulamento da escolha: mínimo de 106 e máximo de 230 quilos. Explicam-se esses parâmetros: com menos de 106 quilos, se fosse alto, não seria gordo e, com mais de 230 quilos, fosse alto ou baixo, dificilmente conseguiria descolar os dois pés do chão – e carnaval não é arrasta-pé.

Gloriosamente, Léo Boy receberá hoje a chave da cidade e supõe-se que bem saiba o que fazer com ela, pois que no carnaval passado já se exercitou nessa tarefa. Talvez, na quarta-feira de cinzas, esteja apto a oferecer ao neo-prefeito ACM Neto alguns conselhos a respeito de como bem usar a tal chave. Quanto aos R$ 15 mil do prêmio, que faça o que lhe vier à cabeça, uma vez que a tenha sensata, do que não há garantia, visto que ela deixou o corpo chegar aos 138 quilos.

É, aliás, neste ponto que começam minhas divergências a respeito dos parâmetros para enquadrar os candidatos a Rei Momo e, finalmente, o eleito – mínimo de 106 e máximo de 230 quilos. Isso é um tiro no pé, um gordo e pesado obstáculo que se levanta contra o êxito da embrionária campanha social contra a obesidade, causa – provada pela medicina – de um grande número de malefícios à saúde, desde o diabetes às doenças coronarianas e angiológicas em geral, passando por um aumento do risco de câncer e indo até uma notória queda na qualidade de vida.

As vantagens da obesidade, além do obeso adquirir a chance de ser rei momo, vai para os médicos que se especializam em cirurgias bariátricas, os hospitais onde estas cirurgias são feitas, os nutrólogos e nutricionistas que receitam dietas para obesos emagrecerem, academias de ginástica e produtos farmacêuticos que, para quem esteja disposto a enfrentar seus efeitos colaterais, reduzem a fome e ajudam a emagrecer. Atualmente, floresce em muitos países do mundo uma pujante economia da obesidade, cujo extinção seria lamentada apenas pela maioria das pessoas que ganham dinheiro com ela. Algumas não lamentariam, por amarem ao próximo como a si mesmas.

Só o que foi dito nas linhas precedentes já recomenda que, se no futuro ainda houver carnavais (“O futuro a Deus pertence”, dizia o ex-ministro da Justiça do presidente Geisel, Armando Falcão), o Rei Momo seja um magro, pelos critérios adotados na biometria.

O Rei Momo Magro, além de dar uma inestimável contribuição à campanha mundial (e brasileira) contra a obesidade, apresenta outras vantagens. Ele, obviamente, cansa menos – gasta menos energia para fazer os mesmos movimentos. Com isso, lhe sobre energia para pular mais e melhor que um Rei Momo Gordo.

Mas não são apenas estas as vantagens. Um Rei Momo Magro – na comparação com um Rei Momo Gordo – poderia facilmente tornar-se garoto propaganda de uma campanha contra o desperdício de alimentos, já que estes faltam em muitas mesas porque são consumidos demais em outras.
Finalmente, segundo as estatísticas que aqui e ali a medicina anda acumulando, um Rei Momo Magro correria bem menos risco de, em plena ação, ter um piripaque e introduzir tristeza no carnaval.

Quanto ao Leandro, o Léo Boy, uma vez que já está eleito e entronizado, desejo-lhe sinceramente um feliz reinado. Mas, a partir da quinta-feira, emagrece, cara. Não fica esperando o tri. Rei Momo Gordo, com toda a notoriedade que o título lhe dá, é um grande mau exemplo. Emagrece, moço, e se oferece para fazer campanha contra a obesidade. Aquele negócio – antes,

================================================

O acompanhamento luxuoso desse talentosíssimo músico baiano chamado “Armandinho”, enriqueceu e fez brilhar ainda mais a apresentação da melhor orquestra de frevo do mundo SPOK FREVO, orgulho de todos nós Pernambucanos (gregos e baianos). A obra executada é um dos mais belos frevos de autoria do também Pernambucano “Levino Ferreira” e chama-se “Ultimo Dia” (Postado na área do vídeo espetacular no You Tube)

=========================
Confira e vibre com este momento sensacional de sintonia entre música e carnaval.

(Vitor Hugo Soares)

================================================

Um tribunal brasileiro proibiu esta quarta-feira, 6, a comercialização do filme “Amor, Estranho Amor” ( do cineasta Walter Hugo Khouri ) que Xuxa filmou em 1982, quando tinha 19 anos. No filme em causa, Maria da Graça Meneghel (verdadeiro nome da famosa apresentadora) aparece nua a beijando um garoto de 13 anos.

A decisão do Tribunal do Rio de Janeiro surge na sequência de um processo interposto pela produtora Cinearte, que pretende reeditar o filme mas encontra-se impedida de o fazer por ter celebrado um acordo com a modelo e apresentadora de programas infantis no qual se compromete a não trazer a película para o mercado.

Os termos do acordo estabelecem que Xuxa pague à Cinearte 45 mil dólares anuais (33,3 mil euros) em compensação por não comercializar o filme erótico.

Segundo nota à imprensa citada pelo jornal espanhol ABC, o acordo inicial previa a interdição por um período de oito anos, mas a apresentadora continuou a pagar o valor estipulado durante 18 anos. A defesa de Xuxa esclarece ainda que, em 2009, a Cinearte exigiu mais dinheiro e, sendo-lhe recusado, procurou romper unilateralmente o acordo. O que levou o caso para tribunal.

O juiz Claudio de Mello Tavares considerou ontem que o acordo continua válido, pelo que a Cinearte se mantém impedida de editar o filme.

Mas nesta era da informática, facilmente se encontram na Internet versões do filme (a maioria de má qualidade, tiradas de VHS), incluindo no… YouTube.

(Com informações do jornal português Diário de Notícias)

  • Arquivos

  • Fevereiro 2013
    S T Q Q S S D
    « jan   mar »
     123
    45678910
    11121314151617
    18192021222324
    25262728