Imbassahy:estímulo para a oposição

=====================================================

DEU NO IG

Lilian Machado

Após um período de perdas no cenário político, com afastamento de figuras bastante conhecidas, a oposição baiana ganha mais espaço na Assembleia Legislativa e no Congresso Nacional.

Entre as motivações estão o retorno de Carlos Gaban (DEM) ao Legislativo estadual e a indicação do deputado federal Antonio Imbassahy (PSDB) para a função de líder da Minoria no Congresso, bancada que reúne os partidos que fazem oposição ao governo.

Referências no meio, a ascensão de ambos representaria um estímulo para o grupo contrário que busca estratégias para se fortalecer nas eleições de 2014.

Lembrado pela experiência no campo Legislativo e no Executivo, quando exerceu por duas vezes o mandato de prefeito de Salvador, Imbassahy teve a confirmação ontem da escolha de seu nome para conduzir a bancada oposicionista no Congresso.

A nova tarefa foi exaltada pelo tucano que terá o desafio de intensificar o combate ao discurso governista, influenciando as duas casas parlamentares. Ele poderá ajudar na sedimentação das táticas que irão contribuir na suposta candidatura do senador Aécio Neves (PSDB-MG) a presidente da República, na corrida contrária ao método petista de gestão.

É mais um cargo de expressão que o deputado assume nesse seu primeiro mandato parlamentar. A escolha é feita pelos membros desses partidos, tanto na Câmara quanto no Senado. “Essa indicação muito me honra. Revela a confiança dos meus pares em relação ao trabalho que venho desenvolvendo como deputado federal. Sei que a partir de agora as minhas responsabilidades, em Brasília, serão ainda maiores, mas, me elegi com a determinação de trabalhar em favor da Bahia e do Brasil”, disse Imbassahy.

O parlamentar acredita que, na condição de líder oposicionista, nas duas casas legislativas, poderá atuar de forma ainda mais efetiva pela aprovação do projeto que prevê o voto aberto em todas as votações no Congresso.

O deputado tucano é, também, coordenador da Frente Parlamentar em Defesa do Voto, na Câmara e, desde o primeiro semestre do ano passado, tem atuado para incluir o projeto na pauta de votações. Para ele, a apreciação da matéria deve ser encarada como prioridade.

Gaban, que tomou posse nessa terça-feira (5/2) após a saída de Gildásio Penedo (PSD) para o TCE, prometeu fazer com uma “oposição responsável” ao governo do Estado.

“Eu vou retomar seguindo a mesma linha de quando eu sair estudando as matérias e denunciando as coisas erradas do governo, até porque depois de 16 anos no Parlamento esse intervalo me fez ver como a população acompanha o trabalho do Legislativo”, disse.

O democrata combateu o “corporativismo” da Casa. “Temos que estar sintonizados com aquilo que a população quer”, disse. Segundo ele, embora a oposição esteja pequena em quantidade, ela tem sido “combativa”.

“Encontrei uma oposição com gente nova e qualificada e uma oposição forte ela até ajuda o governo. Lembro que eu e Heraldo (Rocha – ex-deputado do DEM) fizemos uma serie de denuncias referentes a processos de licitação eivados de vícios e isso ajudou o governo que poderia ter suas contas rejeitadas pelo Tribunal”, frisou.

O líder da Minoria na Casa, Elmar Nascimento (PR) disse que chegada de Gaban é importante não só para o grupo, mas também para todo o Legislativo. “Não só a oposição mas o Parlamento como um todo é que ganha com a contribuição de um deputado da envergadura de Gaban”. A oposição é formada agora por 19 deputados.

Be Sociable, Share!

Comentários

rosa luiza on 6 Fevereiro, 2013 at 15:03 #

nosso querido governador às vezes dá uma de “jenio” como diria pha. bota gildasio penedo no tribunal e traz à cena carlos gabam… francamente, às vezes tenho vontade de chorar, às vezes de vomitar.


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • Fevereiro 2013
    S T Q Q S S D
    « jan   mar »
     123
    45678910
    11121314151617
    18192021222324
    25262728