jan
24
Postado em 24-01-2013
Arquivado em (Artigos) por vitor em 24-01-2013 00:11


Marise:”é hora do aposentado ir às ruas”

====================================================

DEU NA TRIBUNA DA BAHIA

O protesto será nessa quinta-feira (24/01), na Praça da Piedade, a partir das 9h. Promovido em parceria da CTB Bahia com a Federação das Associações de Aposentados, Pensionistas e Idosos do Estado da Bahia (Feasapeb) e a Associação de Aposentados e Pensionistas da Previdência Social Pública (Asaprev/ Casa do Aposentado).

“Essa mobilização ratifica nossa posição contrária à política que vem sendo implementada pelo governo, que penaliza os aposentados com perdas nos benefícios e o famigerado fator previdenciário, responsável por corroer os rendimentos desses que tanto contribuíram na construção das riquezas do país e agora precisam ter seus direitos respeitados”, explicou o presidente da CTB Bahia, Adilson Araújo.

A decisão de conceder reajustes reais apenas para os aposentados que ganham um salário mínimo sem recuperar as perdas inflacionárias dos que recebem acima deste valor tem feito com que as aposentadorias se aproximem, cada vez mais, ao piso do mínimo, reajustado em 9% este ano.

“Nossa expectativa é que através da pressão popular possamos sensibilizar o Congresso e a presidenta Dilma de que aposentados e pensionistas precisam ter resgatado o valor de compra dos seus benefícios”, reforçou o coordenador geral da Asaprev, Marcos Barroso.

Ele lembrou ainda que a renda deste segmento da população ajuda a sustentar famílias, nas quais filhos e netos estão desempregados.

Na Bahia a população de idosos e aposentados soma 2,2 milhões de pessoas. A falta de sensibilidade dos poderes públicos é criticada pela presidente da Feasapeb, Marise Sansão.

“Todo ano o governo promete melhorar nossas vidas, criar políticas públicas que beneficiem o segmento, mas no final sempre acabam nos passando para trás, dando reajustes míseros em nossos benefícios”, protesta.

Marise lembra que “a terrível e nociva alternativa é apelar para os empréstimos consignados”. De acordo com Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), em 2011, foram concedidos, na Bahia, mais de 681 mil empréstimos, gerando um volume que ultrapassa R$ 1 bilhão.

Além de valorização dos benefícios, os idosos também cobram políticas públicas. Neste dia, a Federação também entregará um documento reivindicatório da Feasapeb à Prefeitura e Câmara Municipal de Salvador, com uma proposta de criação do hospital geriátrico e a gratuidade nos transportes públicos, aos maiores de 60 anos, conforme prevê o Estatuto do Idoso (Lei 10.741/2003).

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos