jan
19
Postado em 19-01-2013
Arquivado em (Artigos) por vitor em 19-01-2013 16:48


Elieaer Cesar

=================================================

DEO NO BLOG DO BROWN

Com o poema Fotografia, o jornalista e escritor Elieser Cesar conquistou o primeiro lugar do Prêmio Damário da Cruz de Poesia, instituído pela Fundação Pedro Calmon, em homenagem ao poeta baiano Damário da Cruz, falecido em 2010. Em segundo lugar ficou Guido Manoel Santos Araújo, com o poema Flor Urbana II, e em terceiro Helder Santos Silva, autor de Autorretrato do Poema.
Foram quase 300 participantes. Cada autor se inscreveu com três poemas. O poema de Elieser Cesar (Peter Panda, no pseudônimo) é um olhar para a infância resgatada na memória, jamais perdida, como define o autor, lembrando uma frase do escritor norte-americano William Faulkner: “O passado não está morto; ele nem mesmo é passado”. Elieser observa que a inspiração para o poema ocorreu quando ele remexia uma antiga caixa de fotografias da primeira infância, passada em Euclides da Cunha, na região de Canudos, na Bahia. Viu a foto e, para alegria de todos nós, passou da inspiração à realização.
Parabéns, Elieser!
Veja o poema vencedor:
Fotografia
I
Vejo–me numa fotografia antiga.
Meu pai,
minha mãe,
meus irmãos,
e uma infância,
calma, tranquila,
sem ânsia.
II
Ò mundo, sopro abstrato!
Já não sei se vivi,
ou se sonhei,
esse retrato.

Be Sociable, Share!

Comentários

João Valentão on 29 Janeiro, 2013 at 22:53 #

Que poeminha mais sem graça e pobre, conteúdo e forma. Se esse foi o primeiro lugar, na Bahia não existem poetas, ou o prêmio não foi por merecimento ou o juri não sabe ler poesia criticamente.


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos