===================================

DEU NO PORTAL EUROPEU TSF

A justiça inglesa revelou que a morte acidental de Amy Winehouse se deveu a excesso de álcool, após um período de abstinência.

A cantora, de 27 anos, tinha, no momento da morte, em julho de 2011, mais de cinco vezes o limite legal de álcool permitido para conduzir, ou 416 mg de álcool por decilitro de sangue, confirmou hoje a investigação.

O médico que fez a autópsia disse que a artista tinha «voluntariamente consumido álcool» e que «estavam duas garrafas vazias de vodka no chão», quando ela foi encontrada morta na cama do seu apartamento em Camden, norte de Londres.

Após a sua morte, a família criou uma fundação em seu nome para ajudar jovens viciados em drogas e álcool.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos