Genoiino eoutros suplentes tomam posse

=========================================

Deu no Jornal do Brasil

Ao tomar posse na Câmara dos Deputados, junto com outros 14 suplentes que assumiram nas vagas dos parlamentares que renunciaram por terem se elegido prefeitos, José Genoíno (PT-SP) – condenado no processo do mensalão e motivo de contestações dos oposicionistas e da imprensa em geral – disse que simplesmente cumpria a Constituição: “Me sinto confortável porque estou seguindo as normas da democracia e da Constituição do meu país. Além do mais, eu fui eleito em 2010, quando começou esta campanha condenatória”, desabafou.

“Não serei causa para crise entre os Poderes”

Ele ainda leu o inciso 57 do artigo 5º da Constituição que garante o direito de uma pessoa só ser considerada culpada após o trânsito em julgado de sentença condenatória. Além disso, declarou-se inocente: “tenho a consciência tranquila dos inocentes”, repetiu, em entrevista coletiva depois da posse.

Mas, de qualquer forma, garantiu que cumprirá o que determina a carta Magna: “Eu respeito esta Constituição, lutei por ela e participei da elaboração e da votação. E quem respeita, cumpre”, disse o petista, parlamentar por 24 anos, inclusive durante o período da Constituinte de 1988.

Ele declarou-se ainda confiante de que a Justiça reverta a decisão sobre o seu caso e ressaltou ter assumido o mandato para fazer justiça aos mais de 92 mil votos obtidos na última eleição. Mesmo se dizendo inocente, garantiu que cumprirá a decisão do Supremo caso seja definitivamente condenado. Ele foi considerado culpado pelos crimes de formação de quadrilha e corrupção ativa, com pena de 6 anos e 11 meses, o que dá direito ao regime semiaberto.

Não serei causa para crise

José Genoíno não comentou o processo do mensalão, tampouco opinou sobre a cassação de mandatos, acusações contra o ex-presidente Lula e nem a suposta tensão entre a Câmara e o Supremo por causa dos deputados que estão sendo julgados. “Não serei causa para crise entre os Poderes”, adiantou.

Na entrevista coletiva, Genoíno estava ao lado da filha Mariana e acompanhado pelos deputados petistas Ricardo Berzoini (SP), José Mentor (SP), Sibá Machado (AC) e José Guimarães (CE), seu irmão. “Os deputados envolvidos têm nosso apoio político e nossa solidariedade; temos a leitura de que houve uma avaliação contraditória no julgamento e esperamos que isso seja revertido”, disse Berzoini, sobre o processo do mensalão.

(Com informações da Aência Brasil e da Agência Câmara )

jan
03


Do site Midia Mundo, postado esta quinta-feira, 3, pela jornalista Larissa Oliveira, editora do portal Metro1(BA):O Correio* exagerou na cobertura do primeiro dia do prefeito-acionista.Retuitado por Thiago (Manuca) http://b

Política e jornalismo são realidades que não devem ser misturadas no liquidificador.

O novo prefeito de Salvador é ACM Neto, da família Magalhães, acionista do jornal Correio* (Salvador, BA). Uma situação encontrada em outras cidades do Norte e Nordeste como São Luís, onde os Sarney governam o Estado e controlam o jornal de referência.

Quando um acionista – ou familiar – vai para o executivo, o mínimo que a empresa deve fazer é um código de ética e um conselho de leitores que exija seu cumprimento à risca.

A capa de hoje do Correio* acende a luz amarela nessa relação. O pior que pode ocorrer ao líder baiano é ser chamado de diário oficial.
Postado por Eduardo Tessler às 12:44

=======================================

Uma Prova de Amor

Manda que eu faço chover
Pede que eu mando parar
Manda que eu faço de tudo meu amor pra te agradar
Uma prova de amor
Uma prova de amor eu dou se você quiser
Uma prova de amor eu dou se preciso for
Uma prova de amor eu dou quem sabe assim
Você vê todo o bem que tem dentro de mim
Uma prova de amor pra ver sua razão, e aprender se curvar pro coração
Faço tudo pra ter você por perto
Faço tudo pra ser merecedor
Eu tiro até água do deserto
O meu coração está tão certo
Que vai ser o dono desse amor
Existia um vazio em minha vida
Existia a tristeza em meu olhar
Eu era uma folha solta ao vento
Sem vida, sem cor, sem sentimento
Até seu perfume me alcançar

Manda que eu faço chover
Pede que eu mando parar
Manda que eu faço de tudo meu amor pra te agradar
Manda que eu faço chover
Pede que eu mando parar
Manda que eu faço de tudo só pra não te ver chorar


Zeca nas ruas de Xerém:”nunca vi nada igual”

=============================================

DEU NO G1

O cantor Zeca Pagodinho percorreu ruas de Xerém, no município de Duque de Caxias, na manhã desta quinta-feira (3), para ajudar as vítimas da chuva que atinge várias regiões do estado desde a noite de quarta (2). Por volta das 10h, o cantor andava com a filha pelas ruas de Xerém. Em entrevista à TV Globo, Zeca disse que sua casa foi “mais ou menos afetada” pela chuva.
saiba mais

“Estou aqui há quase 20 anos. Adoro isso aqui, meus filhos foram criados aqui. Nunca vi algo parecido. Está triste. Lá em cima a situação está muito ruim. Tem criança desaparecida, tem família soterrada. Tem casa que desceu rio abaixo. A gente está aí, desde as 6h da manhã, ajudando, mas está triste”, contou o cantor, que emocionado, pede para que o socorro seja voltado para a parte mais atingida de Xerém.

Uma pessoa morreu na manhã desta quinta em decorrência da chuva. A morte foi confirmada pelo secretário de Defesa Civil de Duque de Caxias, Marcelo Silva Costa. Segundo ele, o corpo de um homem foi encontrado sob escombros provocados por um desabamento. Até as 11h, a vítima não tinha sido identificada.

Segundo a Defesa Civil de Duque de Caxias, cerca de 200 pessoas ficaram desalojadas em Xerém. Todas foram levadas para abrigos localizados no município. Um deles fica na Praça da Mantiqueira.

Bombeiros de três quartéis trabalham na região de Xerém. Segundo os bombeiros, oito casas desabaram. Três pontes também foram destruídas pela enchente. Devido à chuva, o Rio Saracuruna transbordou. Choveu 212 milímetros em 24 horas na localidade.

De acordo com a Defesa Civil do município, vários pontos de alagamentos se formaram. Pessoas ficaram ilhadas. Alguns moradores deixaram as casas com água na cintura, levando os pertences nas costas. Diversos veículos foram arrastados. O bairro da Mantiqueira é um dos locais mais atingidos.

O secretário de Defesa Civil disse que ainda não é possível confirmar o transbordamento de uma barragem na região. “Não há indício deste fato. O rompimento da barragem não está confirmado”, afirmou Marcelo Silva Costa. Segundo ele, a chuva foi bastante significativa para provocar a enchente na á

“Chegamos à conclusão de que foi uma cabeça d’água, desencadeando uma enxurrada brusca que trouxe uma grande avalanche de terra, árvores, pedras até as casas que estavam no beira-rio”, disse Costa.
Ruas ficaram alagadas em Xerém depois da chuva forte que atingiu a região (Foto: Reprodução/ TV Globo)Ruas ficaram alagadas em Xerém depois da chuva
que atingiu a região (Foto: Reprodução/ TV Globo)

Em Angra dos Reisx, cerca de 2.500 pessoas vão ter que sair de suas casas em função da chuva. Por volta das 8h voltou a chover forte na região e equipes da Defesa Civil retiravam as pessoas das casas. Nove imóveis foram atingidos por um deslizamento de terra no distrito do Frade, deixando 15 pessoas com ferimentos leves.

Água invadiu casas às 3h, diz morador
Ronaldo Barbosa, morador de Xérem, disse que a água começou a invadir as casas por volta das 3h desta quinta-feira e chegou a uma altura de 2 metros.
A situação está uma calamidade, muitas pessoas perderam tudo, o negócio está feio. Fazia 50 anos que não chovia tanto”
Ronaldo Barbosa, morador de Xérem

“A situação está uma calamidade, muitas pessoas perderam tudo, o negócio está feio. Fazia 50 anos que não chovia tanto”, disse Barbosa. “Na madrugada, vizinhos começaram a me ligar e avisar. Eu não tinha visto a água subir. Como minha casa tem dois andares, começamos a levar os móveis para o andar de cima. O térreo ficou submerso”, afirmou o morador à Globo News.

Outras cidades
Em Petrópolis, dois rios transbordaram, segundo a Globo News. Cerca de 40 pessoas foram retiradas de suas casas.

Em Teresópolis, sirenes tocaram em quatro bairros para avisar a população da chuva forte. Também houve desalojados.

http://youtu.be/3EqQtsuY-xA

Para ler mais notícias do G1 Rio, clique em g1.globo.com/rj. Siga também o G1 Rio no Twitter e por RSS.


Bira Castro: Mestre na academia e figuraça humana
nas ruas de Salvador e do mundo.

============================================


DEU NO PORTAL DE A TARDE

Da Redação

Morreu às 7h desta quinta-feira, 3, o historiador baiano Ubiratan Castro (Bira Castro), de 64 anos, que era diretor da Fundação Pedro Calmon (FPC), ligada à Secretaria de Cultura do Estado da Bahia. Castro estava internado na UTI do Hospital Espanhol desde outubro por conta de uma insuficiência renal. O estado de saúde piorou em decorrência de uma infecção que se agravou nos últimos dias.

Ubiratan Castro era paciente renal crônico e, por isso, precisava de internação para realizar avaliações de saúde periódicas. Por conta da internação, o professor não pôde participar do lançamento do livro do autor nigeriano Wole Soyinka, Prêmio Nobel de Literatura, do qual foi autor do prefácio.

A Fundação Pedro Calmon divulgou uma nota informando o falecimento do diretor. A família espera pela chegada dos filhos de Castro, que estão em São Paulo, e não divulgou informações sobre o sepultamento.

Sobre Ubiratan – Nascido em Salvador, em 22 de dezembro de 1948, Professor Doutor Ubiratan Castro de Araújo exercia, desde 2007, o cargo de diretor-geral da Fundação Pedro Calmon. Em sua formação acadêmica, era diplomado pela Faculdade de Direito pela Universidade federal da Bahia, Licenciado em História pela Universidade Católica de Salvador, Doutor em História pelaa Université Paris IV-Sorbonne, Mestre em História pela Université Paris X-Nanterre.

Era membro da Academia de Letras da Bahia, onde ocupava a cadeira 33, cujo patrono é o poeta abolicionista Castro Alves. Foi diretor do Centro de Estudos Afro-Orientais da Ufba (CEAO), presidente do Conselho para o Desenvolvimento das Comunidades Negras de Salvador (CDCN) e é Irmão Professo da Venerada Ordem do Rosário de Nossa Senhora dos Homens Pretos a Portas do Carmo, localizada na Igreja do Rosário dos Pretos no Largo do Pelourinho.

No primeiro mandato do presidente Luís Inácio Lula da Silva (entre 2003 e 2006), Ubiratan Castro de Araújo trabalhou com o ministro da Cultura, Gilberto Gil, presidindo a Fundação Cultural Palmares. Desde 2007, integra o Governo Jaques Wagner, sendo diretor-geral da FPC. Entre os prêmios e títulos que recebeu, destacam-se a Medalha do Bicentenário da Restauração Portuguesa da Academia Portuguesa de História, o Troféu Clementina de Jesus da União dos Negros pela Igualdade (Unegro), a Medalha Zumbi dos Palmares da Câmara Municipal de Salvador e, a mais recente, a Comenda da Ordem Rio Branco, condecoração oferecida pelo Ministério das Relações Exteriores do Brasil. É autor dos livros: A Guerra da Bahia, Salvador Era Assim – Memórias da Cidade, Sete Histórias de Negro (primeiro trabalho ficcional do autor) e Histórias de Negro.

jan
03
Posted on 03-01-2013
Filed Under (Artigos) by vitor on 03-01-2013


=====================================
Paixão, hoje,na Gazeta do Povo (PR)

==============================================

OPINIÃO POLÍTICA

Instabilidades da política

Ivan de Carvalho

Ainda é muito recente para deixar de ser mencionada a surpreendente (para os desatentos) e espetacular queda do império comunista construído a partir da revolução de 1917 na Rússia. Sem prévia sinalização, Mikhail Gorbachev, o líder máximo do grande império militantemente ateu, sai do Kremlin, é cercado por populares e jornalistas na Praça Vermelha e começa uma conversa espontânea com a óbvia determinação de pronunciar, em russo, a propósito de alguma coisa, uma pequena e gigantesca frase mágica: “Graças a Deus”.

Pronto. Ali fora posto abaixo, politicamente, um dos dois pilares do marxismo – o “materialismo histórico”, com seu corolário, o ateísmo. Qualifiquei de surpreendente para os desatentos a queda do grande império soviético porque atentos observadores já teriam notado no livro do profeta Isaías, no Antigo Testamento, a frase que terá parecido enigmática quando foi produzida: “E quebrou-se o martelo de toda a Terra”. Mas, no tempo próprio, seu significado tornou-se claro, principalmente para bons entendedores, aos quais meia palavra basta – a ausência de referência à foice não desqualificava a profecia.

Para quem não foi atento ou não foi informado. O estigmatizado italiano Giorgio Bongiovanni encontrou em Assunção, no Paraguai, a rainha Sofia, da Espanha. Mostrou a ela os estigmas de Jesus crucificado. Em 27 de outubro de 1990, em Madri, a rainha Sofia apresentou Bongiovanni a Gorbachev, presidente da União Soviética e a sua mulher, Raissa. O estigmatizado pede a Gorbachev permissão para dar a conhecer a Terceira Mensagem de Fátima na URSS. Mais tarde, o italiano vai à URSS e tem acesso a rede nacional de televisão. Gorbachev, em outra ocasião, também recebe em Roma o papa João Paulo II e o apresenta, publicamente, como “o santo padre”. Foi assim destroçado o ateísmo oficial soviético.

Demonstrada, em um único exemplo, a instabilidade natural da política (apesar de restar o mistério da profecia multimilenar de Isaías para o caso citado), vale uma referência para o que parece ser, de longe, o fato político mais importante na Bahia neste início de ano – a posse e início da administração do democrata ACM Neto à frente do governo de Salvador.

A perspectiva é a de que ele exercite integralmente seu mandato de quatro anos e, chegando com boa aprovação ao final, busque a reeleição. Aí, sim, cumpriria apenas uma parte do mandato para disputar uma outra eleição majoritária em 2018. Preferencialmente para governador, mas, por conta mesmo das instabilidades da política a que estamos nos referindo, eventualmente a senador, para buscar o governo mais adiante. Mas isso já jogaria as coisas para 2022 e é querer especular além dos limites razoáveis.

De qualquer modo, ainda por conta da instabilidade da política, é improvável, mas não se pode descartar absolutamente uma candidatura de ACM Neto a governador em 2014. Se o governo Wagner estiver com muita dificuldade político-eleitoral, se o governo Dilma Rousseff tiver fortes dificuldades na economia em 2013 e 2014, se Lula estiver bem menos popular que hoje, se a coalizão governista estadual liderada pelo PT escolher um candidato política e eleitoralmente difícil.

No entanto, se Neto – que começou bem na posse e seguiu bem ontem, no primeiro dia efetivo de governo – eventualmente quiser partir para o grande desafio da candidatura a governador em 2014 (já disse isso antes neste espaço) terá que convencer o eleitorado da capital (e até do estado) de que é responsável, de que estará deixando a cidade em mãos competentes. Esse é um ponto crucial.

jan
03
Posted on 03-01-2013
Filed Under (Artigos) by vitor on 03-01-2013

==========================================
“Mãe”, de Caetano Veloso, faixa do álbum “Água Viva” (1978), de Gal Costa.

Vai para a jornalista Aurora Vasconcelos

boa noite!!!

(VHS)

  • Arquivos