dez
20
Posted on 20-12-2012
Filed Under (Artigos) by vitor on 20-12-2012


Tendler:recuperação em casa no dia do protesto

==================================================

DEU NA FOLHA.COM

JULIANA DAL PIVA

COLABORAÇÃO PARA A FOLHA, DO RIO

Em uma cadeira de rodas, empurrada por uma enfermeira, o cineasta Silvio Tendler compareceu ontem à 5ª Delegacia de Policia, no centro do Rio para depor em inquérito sobre sua participação em manifestação ocorrida na porta do Clube Militar no dia 29 de março, quando os militares celebravam os 48 anos do golpe militar de 1964.

Naquela data, Tendler se recuperava, em casa, de uma cirurgia de descompressão da medula.

“Eu estava em casa, tetraplégico. Não tinha condição. E eles me acusam de ter pego em paus e pedras”, afirmou Tendler, após o depoimento.

Na ocasião, houve um tumulto generalizado e agressões entre a policiais, militares e manifestantes na avenida Rio Branco. O inquérito foi aberto a partir de queixa-crime feita pelo Clube Militar.

O cineasta é acusado de constrangimento ilegal. Ele chegou à delegacia acompanhado por seu advogado, Carlos Eduardo Martins Silva, e de Antonio Modesto da Silveira, integrante da Comissão de Ética Pública da Presidência da República e ex-advogado de presos políticos durante o regime militar.

dez
20
Posted on 20-12-2012
Filed Under (Artigos) by vitor on 20-12-2012

DEU NO METRO1

O cantor, compositor e sanfoneiro Dominguinhos foi internado na manhã desta quinta-feira (20), em estado grave, no Hospital Santa Joana, em Recife.

FORÇA, DOMINGUINHOS, SERTANEJO BAMBA!!! (BP)
===========================================

O cantor, compositor e sanfoneiro Dominguinhos foi internado na manhã desta quinta-feira (20), em estado grave, no Hospital Santa Joana, em Recife.

Segundo o boletim médico, assinado pelo Dr. Hermilo Borba Ruiz, Dominguinhos está em tratamento antibioticoterápico e recebe cuidados intensivos. O estado de saúde do músico, que completou 71 anos em fevereiro, é considerado grave.

Em comunicado, a família do artista pede a todos por orações e pensamentos positivos e afirma que o apoio do público que sempre admirou e acompanhou o trabalho de Dominguinhos é de grande importância.

Em agosto de 2011, o cantor foi internado para tratar um câncer no pulmão, diagnosticado em 2007.

Tito Vilanova:em foto da Reuters/Público

==============================================

Em nota oficial divulgada há pouco o clube catalão Barcelona anunciou que a intervenção cirúrgica a que foi submetido o treinador Tito Vilanova, “correu como o planejado”.

No comunicado, o clube catalão garantiu que, de imediato, os prazos de recuperação não se alteram face aos inicialmente previstos, que apontam para que o treinador permaneça no hospital nos próximos três os quatro dias.

“A intervenção cirúrgica a Tito Vilanova foi realizada segundo a planificação. A evolução clínica determinará o seu tempo de permanência no hospital. Para já, mantém-se os prazos previstos”, pode ler-se.

Tito Vilanova foi operado nesta quinta-feira de um tumor na glândula parótida, em consequência de uma recaída do mesmo problema que o afetou em 2011.

Durante a ausência de Tito Vilanova, os jogadores do Barça vão ser orientados pelo treinador adjunto Jordi Roura.

O Barcelona, que faz no sábado o último jogo do ano, frente ao Valladolid, lidera atualmente a Liga espanhola com nove pontos de vantagem sobre o Atlético de Madrid e 13 sobre o Real Madrid, após 16 rodadas.

(Informações do jornal português PÚBLICO e agências internacionais)

=======================================


DEU NO TERRA MAGAZINE E NA TV GAZETA

Bob Fernandes

Um ano de intenso debate sobre corrupção. Para que se chegasse à dimensão real do problema, tivemos esse patético desfecho da CPI do Cachoeira. Militantes fanáticos, ou desocupados, vão discutir, vão apontar os dedos, acusando-se mutuamente. Mas isso, esse bate-boca vazio, é sintoma de um processo, mais amplo, de apequenamento da Política.

O desfecho da CPI mostra camadas superpostas de hipocrisia, cinismo, oportunismo… mas também de verdades. Se fosse pra valer, a CPI não deixaria pedra sobre pedra na política brasileira. Sem exceções nos grandes partidos. O resto é conversa para fundamentalistas.

A empreiteira Delta estendeu seus tentáculos por mais de vinte Estados. É razoável supor que a Delta usou os métodos de sempre, mas a CPI teve medo de investigar. A Delta teve como parceiros, por exemplo, o bicheiro Cachoeira e o ex-senador Demóstenes Torres (sem partido-GO). Todos se lembram do Demóstenes, não é? Ele foi, por anos, promotor e porta-voz da oposição no quesito honestidade.

A Delta, a partir do Rio de Janeiro, teria que ter investigado o governador Sérgio Cabral, do PMDB. Aquele dos guardanapos em Paris, grande amigo de Fernando Cavendish, o dono da Delta nestes anos dourados. A CPI teria que ter vasculhado pra valer não só o governo de Brasília, de Agnelo Queiroz, do PT. Mas outros governos do partido que tiveram obras e negócios com a empreiteira.

A CPI teria que ter investigado não apenas o governo de Marconi Perillo, do PSDB de Goiás. O que disse, a propósito de PSDB, o Paulo Vieira de Souza, conhecido como “Paulo Preto”?

Ex-diretor do Dnit em São Paulo, no governo do tucano José Serra, Paulo Vieira perguntou, com todas as letras, quando a CPI ainda se arrastava:
– Por que a CPI proibiu a abertura das contas do eixo Rio-São Paulo e só vai poder ter Brasília e Goiás?

O mesmo Paulo Vieira de Souza respondeu, em longa conversa com a revista Piauí:

– Porque se abrir (essas contas), cai o Brasil.

Por que o silêncio geral, incluídos mídia e Ministério Público, diante de tão óbvia e grave acusação sobre tais contas? Por que se escuta e se reverbera nas manchetes o que uns dizem, e se silencia diante do que outros, como Paulo Vieira de Souza, denunciam?

O acordão que enterrou a CPI do Cachoeira tem algumas das respostas para isso nas suas digitais. No acordão, em separado ou tudo junto e misturado, estão o PT, o PSDB e o PMDB.

De quase todos os pontos de vista, o sistema político-partidário no Brasil caminha para a falência. Falta eficácia, transparência, seriedade… Nesse espectro, mas não apenas nesse, falta autoridade moral para, com hegemonia, pontificar-se sobre corrupção.

Ou se enfrenta esse problema com seriedade, e coragem, ou seguiremos produzindo farsas. Como essa CPI do Cachoeira.

dez
20
Posted on 20-12-2012
Filed Under (Charges) by vitor on 20-12-2012


=====================================
Sid, hoje, no portal Metro1(BA)

dez
20


Dona da coroa:Olivia Culpo, dos Estados Unidos, a nova Miss Universo

============================================
DEU NO IG

Apesar da forte torcida, não foi dessa vez que o Brasil levou o Miss Universo. Ao contrário da maioria das apostas, a gaúcha Gabriela Markus terminou em quinto lugar, no concurso exibido pela Band, que coroou a zebra da noite. Ficou com a americana Olivia Culpo, de apenas 1,68 metro e vestido de gala de gosto discutível o título de mulher mais bonita do mundo.

No quesito audiência, a transmissão deixou a emissora paulista em quarto lugar. Comandada por Adriane Galisteu, Raphael Mendonça e Rayanne Morais, a atração marcou 3,8 pontos de média, com pico de 5. No mesmo horário, a Globo liderou com 19 pontos e pico de 21. Record e SBT ficaram com 4,7 e 4,5 pontos, respectivamente. A Rede TV! ocupou a quinta posição com 1 ponto.

http://youtu.be/Y0e2Wk1Ue7s

E então, o que você faria se só lhe restasse um dia, se o mundo fosse acabar?

BOA QUINTA-FEIRA!

(Vitor Hugo e Maria Olívia Soares)

================================================

OPINIÃO POLÍTICA

Candidatos naturais

Ivan de Carvalho

Até o fim de outubro de 2010, o governo baiano e o PT, partido que o comanda, não estavam nas boas ante o eleitorado. Em algumas cidades importantes do interior enfrentou dificuldades – mesmo no seu tradicional bastião de Vitória da Conquista as coisas foram bem menos fáceis que nas duas eleições municipais anteriores.

Claro que o PT faz a conta de que a coalizão que lidera foi vencedora na grande maioria dos municípios baianos. É uma boa maneira de ver as coisas do ponto de vista petista. Mas não deve ser negligenciada a hipótese de que, quando se aproximarem as eleições gerais de 2014, a oposição haja conseguido criar uma perspectiva de poder bastante convincente.

Neste caso, a tendência natural – considerando o que é natural na política baiana – é a de alguns integrantes da coalizão governista passarem à coalizão oposicionista.

À emblemática vitória de ACM Neto para prefeito de Salvador, vencendo uma batalha desigual – a teimosia do eleitorado foi sua arma fundamental contra a gigantesca traquitana governista – somou-se a esmagadora vitória do Democratas, com o apoio expressivo do PMDB, no segundo maior colégio eleitoral do Estado, Feira de Santana.

Já foi dito muitas vezes por muitos que essas duas vitórias deram à oposição as condições de tomar fôlego e livrar-se da corda que a estrangulava. Agora respira e, a depender da conjuntura geral no país e na Bahia, como também a depender do que faça a própria oposição baiana, pode ser criada para 2014 uma situação de razoável equilíbrio. E então à simpatia e à eventual teimosia do eleitorado caberá determinar o desfecho.

Note-se que nenhum dos dois lados, governismo e oposição, têm um “candidato natural” a governador. Isto porque, na oposição, o único candidato natural seria ACM Neto, mas para isto ele teria que sair-se bem e mostrar serviço nos primeiros 15 meses de seu mandato – pois poderia governar apenas durante o ano de 2013 e o primeiro trimestre de 2014, deixando então o cargo de prefeito da capital para se colocar em situação legal de disputar o governo do Estado. Um risco imenso para sua carreira, que só correria, talvez, se surgissem condições extremamente atraentes. E ele teria de dar um jeito de convencer o eleitorado de que estaria deixando o governo de Salvador em boas mãos.

Para nos mantermos apenas na estreitíssima faixa dos candidatos naturais, vamos completá-la com o ex-governador e atual vice-governador e presidente estadual do PSD, Otto Alencar (o senador Walter Pinheiro vai se insinuando, mas o canibalismo petista talvez cuide dele). O presidente nacional do PSD, Gilberto Kassab, apontou esta semana, em entrevista à revista Veja, a Bahia como um dos sete Estados em que o PSD pretende lançar candidatura própria ao governo do Estado, apesar da indicação de Otto de que não tem interesse em encabeçar a chapa governista baiana e da afirmação de seu projeto de ser candidato a senador.

Mas há um problema com Otto Alencar e com qualquer outro político da coalizão governista que eventualmente aspire concorrer ao governo representando a coalizão há seis anos no governo – o PT. Quem foi que disse que o PT abre mão do cargo principal para outro partido? Nem a pau. Prefere perder. Lembram-se que o PT apoiou o ex-senador e ex-ministro peemedebista Hélio Costa a governador de Minas Gerais (ele perdeu para Aécio Neves)? Apoiou só porque o comando nacional do PMDB impôs isto como uma condição (a principal) para o partido apoiar a reeleição de Lula em 2006.

Não fosse esse xeque-mate peemedebista, não tinha como convencer o PT a não lançar candidato. E foi difícil mesmo assim.

  • Arquivos

  • dezembro 2012
    S T Q Q S S D
    « nov   jan »
     12
    3456789
    10111213141516
    17181920212223
    24252627282930
    31