================================


DEU NA FOLHA DE S. PAULO/ ILUSTRADA

O escritor Luis Fernando Verissimo, que recebeu alta médica no início da tarde desta sexta (14), pretende retomar suas atividades o quanto antes. Segundo a filha Fernanda, ele disse estar com vontade de começar a trabalhar de novo já na semana que vem, embora ainda se sinta debilitado.

Verissimo, que estava internado desde 21 de novembro e chegou a ficar na UTI do hospital Moinhos de Vento, em Porto Alegre, descansa agora em sua casa, na capital gaúcha.

“Ele perdeu muita massa muscular. Vai precisar fazer algumas sessões de fisioterapia para recuperar a mobilidade”, conta Fernanda. “A gente acha que vai ser uma recuperação lenta. Agora é só paciência.”
Adriano Vizoni/Folhapress
O escritor Luis Fernando Verissimo discursa durante a abertura oficial da Flip 2012
O escritor Luis Fernando Verissimo discursa durante a abertura oficial da Flip 2012

Verissimo deu entrada no hospital com febre e dores musculares, sintomas de uma infecção generalizada provocada pelo vírus H1N1, da gripe suína. Diabetes e problemas cardíacos agravaram o quadro do escritor.

“O escritor Luis Fernando Verissimo teve alta hospitalar no dia de hoje. Sua recuperação clínica foi muito favorável, não mais necessitando de tratamento por hemodiálise”, diz o boletim médico divulgado nesta sexta.

Um dos principais cronistas da literatura brasileira, autor de “Os Espiões”, “Comédias da Vida Privada”, “Ed Mort”, “O Analista de Bagé”, “A Velhinha de Taubaté” e da série de quadrinhos “As Cobras”, Verissimo é filho do romancista Erico Verissimo (1905-1975).

Em julho deste ano, o escritor abriu a décima edição da Flip, em Paraty (RJ) –quando a festa literária comemorou seu décimo aniversário.

dez
14


————————————————————-

Sem conseguir conter as lágrimas, o Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse hoje que a América tinha o coração partido com a tragédia na escola primária de Sandy Hook, no Connecticut, onde pelo menos 27 pessoas morreram num inexplicável ataque a tiro durante a manhã.

“Sei que não há nenhum pai na América que não sinta a mesma dor profunda que eu sinto”, declarou o Presidente, que se referiu às 20 crianças com idades entre os cinco e os dez anos, “com toda a vida à sua frente: aniversários, licenciaturas, casamentos, filhos…”.

Obama disse que, como muitos outros pais americanos, esta noite iria abraçar as suas filhas com mais força, e com a voz embargada lamentou que em Newtown muitas famílias não pudessem fazer o mesmo. “Nada pode preencher o espaço vazio da perda de um filho”, reconheceu o Presidente.

Numa breve comunicação ao país, Obama garantiu ainda que a sua Administração já disponibilizara “todos os recursos necessários” para colaborar com as autoridades do Connecticut na investigação do incidente.

“Já tivemos de passar por demasiadas tragédias como esta neste país”, recordou Barack Obama, que não se pronunciou sobre a delicada questão do acesso às armas nos Estados Unidos mas assinalou um número de tiroteios recentes. “Independentemente das questões políticas, vamos ter de tomar medidas”, observou.

Pouco depois das 9h30 (hora local), um homem envergando um colete à prova de bala e munido de pelo menos quatro armas de fogo entrou na escola primária de Sandy Hook (Connecticut) e disparou mais de cem tiros, atingindo dezenas de pessoas. O número de vítimas ainda não foi apurado, mas já foram confirmadas 27 mortes: 20 crianças, seis adultos e o atirador, que se suicidou.

O atirador foi inicialmente identificado pela imprensa americana como Ryan Lanza, um homem de 24 anos, de Nova Jérsey. A NBC News dizia, porém, que essa poderia ser a identidade do irmão mais velho do atirador, encontrado morto numa residência de Hoboken.
————————————————————–
Não foi revelado um motivo para o ataque, mas a sua mãe Nancy, professora na escola, poderia ser o seu alvo principal. Além de abater a mãe, o atirador disparou indiscriminadamente sobre as crianças presentes na sua sala e também outros alunos e professores.

(Com informações do “Público”, de Lisboa)

————————————————
(Deu no Correio, divulgado originalmente no iBahia)

Da Redação

O nome dos dez secretários municipais que tomarão posse na gestão de ACM Neto em janeiro de 2013 foram divulgados nesta sexta-feira (14). O ex-governador e coordenador da transição, Paulo Souto, alegou motivos familiares e recusou o convite para assumir a Casa Civil. Alguns nomes já cobiçados como Ivanilson Gomes e Maurício Trindade foram confirmados, além disso João Carlos Bacelar continua na secretaria de Educação.

Veja o perfil dos escolhidos pelo novo prefeito abaixo para as secretarias e para outros cargos de confiança na prefeitura de Salvador.

Guilherme Bellintani (Secretaria de Desenvolvimento Turismo e Cultura) – Doutor em Desenvolvimento Regional e Urbano pela UNIFACS. Graduado em Direito pela UCSal, é sócio, diretor-geral e professor da Faculdade Baiana de Direito. Foi um dos fundadores da JusPODIVM, a maior editora do Norte e Nordeste.

Ivanilson Gomes (Secretaria da Cidade Sustentável) – Graduado em Ciência Política pela UFBA, atualmente é membro titular da Fundação Verde Herbert Daniel e presidente do Diretório Estadual do Partido Verde na Bahia. Foi vice-presidente da UNE (União Nacional dos Estudantes) e integrante do Diretório Central dos Estudantes da UFBA.

Ivete Sacramento (Secretaria da Reparação) – Ex-reitora da UNEB, é mestre em Educação pela Université Du Quebec À Montréal. Graduada em Letras Vernáculas e Licenciatura em Português pela UFBA. Atualmente é Professora titular da UNEB – Universidade do Estado da Bahia.

João Carlos Bacelar (Secretaria da Educação) -É formado em Administração de Empresas pela UFBA e possui mestrado em Administração Pública pela FGV. Foi Presidente do IPS, vereador e deputado estadual.

José Antonio Rodrigues Alves (Secretaria da Saúde) – É graduado em Administração de Empresas pela UFBA e pós-graduado em Administração Financeira e Auditoria Contábil de Governo pela FGV/RJ. Foi secretário da saúde do Estado da Bahia, Consultor de Gestão em Saúde junto ao Setor Privado e atualmente atua como Provedor da Santa Casa de Misericórdia da Bahia/ Hospital Santa Izabel.

José Carlos Aleluia (Secretaria de Urbanismo e Transporte) – Graduado em Engenharia Elétrica pela UFBA e pós-graduado pela Escola Federal de Engenharia em Itajubá/MG. Foi presidente da Chesf, deputado Federal de 1991 a 2010. Professor da Escola Politécnica da UFBa, atualmente ocupa a vice-presidência Nacional do Democratas.

Maurício Gonçalves Trindade (Secretaria de Promoção Social e Combate à Pobreza) – Natural de Salvador, graduado em Odontologia pela UFBA e Medicina pela Escola Baiana de Medicina e Saúde. Foi vereador, deputado estadual e atualmente é deputado federal.

Mauro Ricardo Costa (Secretaria da Fazenda) – É administrador de empresas com pós-graduação em administração pública pela Fundação Getúlio Vargas. Auditor Fiscal da Receita Federal, ocupou os cargos de secretário de Estado da Fazenda de São Paulo e secretário de finanças da Prefeitura de São Paulo, presidente da Fundação Nacional de Saúde (FUNASA) do Ministério da Saúde e superintendente da Zona Franca de Manaus.

Paulo Fontana (Secretaria da Infraestrutura e Defesa Civil) – Natural de Belém/Pará. Graduado em Engenharia Civil pela UFBA. Mestre em Administração Pública pela Krannert School, Indiana (EUA), mestre em Planejamento de Transporte na Purdue University, Indiana (EUA).

Rosemma Burlacchini Maluf (Secretaria da Ordem Pública) – Graduada em Administração de Empresas e pós-graduada em Marketing pela UNIFACS, é empresária, vice-presidente da Associação Comercial da Bahia. Casada, é diretora do Sindicato dos Lojistas do Comércio da Bahia. Integrante do Fórum Empresarial da Bahia.

Reinaldo Braga Filho ( Prefeitura – Bairro) – Duas vezes prefeito de Xique-Xique, é formado em Administração de Empresas pela UNIFACS. Com 33 anos, é especialista em Gestão de Pessoas pela UFBA.

Isaac Edington ( Escritório da Copa do Mundo de 2014) – É empresário, administrador de empresas com pós-graduação em Psicologia Organizacional, formação complementar em Estratégias de Negócios pela Sustentabilidade pela Stanford Business School/EUA e Gestão Responsável para Sustentabilidade pela Fundação Dom Cabral. Fundador do EcoDesenvolvimento.org, hoje a maior plataforma brasileira de conteúdo especializado em sustentabilidade.

Luciana Rodrigues Vieira Lopes ( Procuradoria Geral do Município) – Formada em Direito pela UFBA, é especialista em Direito Processual. Atuou na área cível, foi advogada da Agerba e Assistente Jurídica do TCM – Tribunal de Contas dos Municípios. Procuradora do Município de Salvador desde 2007.

Pedro Luiz da Silva Godinho ( Assuntos Institucionais) – Formado em Direito pela UFBA, foi presidente da Câmara Municipal de Salvador e vereador por cinco mandatos. Exerceu os cargos de secretário municipal dos Esportes e secretário da Articulação e Promoção à Cidadania.

João Inácio Ribeiro Roma Neto ( Chefe de Gabinete) – Formado em Direito, tem 40 anos. Assessor do governo de Pernambuco (91/94), do Ministério da Administração (95/98), delegado do Ministério da Cultura para o Nordeste (99/2002) e chefe do escritório da ANP em Salvador (2002/2004).

Roberto Messias ( Assessoria Geral de Comunicação ) – Jornalista formado pela UFBa, trabalhou em A Tarde, Tribuna da Bahia e Jornal da Bahia, onde ocupou os cargos de editor e secretário de redação. Foi diretor de jornalismo da BTV, Brazilian Television Network, uma emissora de televisão da Flórida.

DEU NO PORTAL EUROPEU TSF

A polícia do estado do Connecticut confirma a morte de pelo menos 27 pessoas, incluindo 18 crianças e o próprio atirador. O desta quinta-feira já é considerado um dos piores massacres nos Estados Unidos.

Em conferência de imprensa um responsável da polícia recusou revelar um número definitivo de mortes, dizendo apenas que foram muitas, tanto de alunos como de funcionários da escola.

O responsável pelo tiroteio hoje ocorrido numa escola primária nos Estados Unidos, em Newtown, no estado do Connecticut, foi morto dentro do edifício, indicou a polícia local.

«O atirador foi morto dentro do edifício», afirmou o tenente da polícia estatual, Paul Vance, durante uma conferência de imprensa.

As autoridades garantem que não há um segundo atirador, como chegou a ser adiantado por alguns órgãos de comunicação social.

dez
14
Posted on 14-12-2012
Filed Under (Charges) by vitor on 14-12-2012


=====================================
Paixão, hoje,na Gazeta do povo(PR)


=======================================

Há poucas semanas pesquisas de opinião pública apontavam o prefeito de Salvador, João Henrique, atualmente ainda filiado ao PP, com as mais baixas avaliações de gestão entre os governantes das dez principais capitais do país. E, no entanto, foi razoavelmente valioso o apoio discreto e não declarado que deu à candidatura de ACM Neto a prefeito de Salvador.

Bem que o PT poderia ter aproveitado esse “lado bom” do apoio de João Henrique e evitado, como ACM Neto evitou, o lado desconfortável da má avaliação popular detectada nas pesquisas. Mas no imaginário do PT – sabe-se lá por quais cargas d’água, ou por se julgar com o rei na barriga – estava um apoio ostensivo do prefeito a seu candidato Nelson Pelegrino ou, não sendo isto obtido, um ferrenho ataque ao prefeito na campanha eleitoral.

O PT não viu a terceira via. E ACM Neto a trilhou com maestria, sem necessidade de se comprometer com a gestão que vai terminando e sem descaracterizar seu discurso de campanha. O prefeito tem simpatias na periferia da cidade, além de ter o comando do que se costuma chamar de “máquina”, no caso, municipal. Esses dois fatores terão sido bastante úteis para a duríssima batalha eleitoral que ACM Neto lutou contra forças imensamente maiores – mas, ao menos naqueles momentos decisivos, em desgraça ante a sociedade de Salvador.

Agora está posto aí o prefeito João Henrique. Diz, confirma, repete: vai ser candidato a governador da Bahia em 2014. Como “ele é um visionário” – usei a frase entre aspas, por não ser minha, mas de um experiente político, articulador e observador da política – é lícito levar inteiramente a sério seu mantra de que pretende conquistar o Palácio de Ondina em 2014.

Imagina-se que ele, como já disse que pretende fazer, ingresse em um pequeno partido que realmente possa controlar (ou, por exemplo, no PTN), faça programa de rádio e tevê, se lance candidato a governador e comece a bagunçar esquemas eleitorais milimetricamente planejados.

Há obstáculos. Legais: a rejeição, pela Câmara Municipal, das contas do município relativas a 2009, a provável rejeição, na segunda-feira, das contas de 2010 (já com parecer contrário do Tribunal de Contas dos Municípios) e a quase certeza de que o mesmo TCM dará parecer contrário também às contas relativas a 2011.

Para rejeitar na Câmara as contas de 2009, votaram neste sentido Carballal, Dr. Giovanni e Dr. Moisés, petistas mais ligados ao governador Wagner, Alfredo Mangueira, do PMDB de Geddel e Paulo Câmara, do PSDB e muito ligado ao deputado Imbassahy. Wagner, Geddel e Imbassahy nem podem negar o interesse de ver o prefeito longe das eleições vindouras, sobretudo as de 2014. Há polêmicas sobre a lisura da votação que rejeitou as contas de 2009 na Câmara.
Afirma-se que a vereadora Aladilce, do PC do B e Gilmar Santiago, do PT, fotografaram seus próprios votos, quebrando ilegalmente o sigilo da votação. Falta a acusação ser provada.

A rejeição das contas pela Câmara Municipal cria a hipótese de inelegibilidade por oito anos para o atual prefeito. Ele não poderia candidatar-se a governador ou outra coisa qualquer em 2014 e 2018 e nem a prefeito ou vereador em 2020. Em 2022, com 63 anos, pode disputar a eleição que quiser.

Mas hipótese não é certeza. Às vezes nem é nada, salvo desgaste político, como pode ser o caso. O jurista Celso Castro, advogado patrono do prefeito e diretor da Faculdade de Direito da UFBa, explica que a Lei 135/2010 determina a inelegibilidade somente se as contas são rejeitadas por dolo, má fé ou improbidade, o que, segundo ele, em conformidade com o parecer do TCM, não ocorreu.

Além da inexistência de dolo, Celso Castro acrescenta que o relatório do TCM não coloca o prefeito como ordenador de todas as despesas, razão pela qual não se pode atribuir a ele a responsabilidade objetiva por todos os gastos ocorridos na gestão.

O caso vai para a Justiça, sem nenhuma dúvida. E é complexo

=========================================
Salve “Lua”. Que venham mais 100 anos para o Brasil exaltar a sua memória.

BOA NOITE!!!

(vhs)

  • Arquivos

  • dezembro 2012
    S T Q Q S S D
    « nov   jan »
     12
    3456789
    10111213141516
    17181920212223
    24252627282930
    31