DEU NA FOLHA /PODER

NELSON BARROS NETO

DE SALVADOR

O prefeito de Salvador, João Henrique (PP), 53, teve as contas de 2009 rejeitadas pela Câmara Municipal na madrugada desta quinta-feira (13 ) e não poderá se candidatar a nenhum cargo público nos próximos oito anos.

Para ter as contas aprovadas, o prefeito precisava de 28 votos a favor -dois terços da Casa-, mas obteve apenas 25. Outros 15 vereadores votaram pela reprovação.

A inelegibilidade de gestores que têm as contas rejeitadas decorre da Lei da Ficha Limpa, aprovada em 2010 pelo Congresso.

João Henrique, que já disse ter a intenção de concorrer ao governo do Estado em 2014, só poderá se candidatar se a decisão for suspensa ou anulada pelo Judiciário.

Ele já havia tido as contas de 2009 e 2010 rejeitadas pelo Tribunal de Contas dos Municípios. A reprovação na Câmara é de caráter político.

Após uma série de adiamentos, os vereadores votaram as contas numa sessão que começou na tarde de quarta-feira e só terminou às 2h da madrugada desta quinta.

As contas de 2010, que também estavam na pauta, devem ser apreciadas nas próximas sessões.

Procurado pela Folha, João Henrique não retornou as ligações.

Ele assumiu em 2005, quando ainda era filiado ao PDT, e conseguiu a reeleição em 2008, pelo PMDB. Depois, finalmente migrou para o PP.

Segundo pesquisa Datafolha, em outubro, Henrique tinha 75% de rejeição, atualmente a maior entre os prefeitos de capitais do Brasil.

O prefeito eleito, ACM Neto (DEM), tomará posse no dia 1º de janeiro.

Be Sociable, Share!

Comentários

Graça Azevedo on 13 dezembro, 2012 at 18:04 #

E quer ser candidato ao governo em 2014!


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • dezembro 2012
    S T Q Q S S D
    « nov   jan »
     12
    3456789
    10111213141516
    17181920212223
    24252627282930
    31