Minha prima Ana Maria Vieira (jornalista das melhores da Bahia, modéstia às favas) ligou esta semana com uma notícia triste. Dessas que ficam cada vez mais encostadas uma na outra, à medida que o tempo nos escorre entre os dedos da mão cheia de areia fina na praia.
 Aninha falou com Margarida, a quem deu o recado: “Diga a meu primo que Cecília, a mãe de Janinho, morreu”. As duas conversaram um pouco  e Ana desligou sem falar comigo, que seguia “num banho demorado”, reclamou Margarida, antes de transmitir a “má nova”.

Passei dois dias ligando, para Glória e Paulo Afonso, sem conseguir falar com Janio Ferreira Soares (o Janinho de dona Cecília), secretário de Cultura, Turismo e Esportes de Paulo Afonso, cronista da melhor cepa, um dos textos mais ricos e envolventes deste Bahia em Pauta e da página de Opinião do jornal A Tarde (desde que aceitou, com grande alegria para mim, o convite que lhe fiz para ser colaborador quando eu editava Opinião no jornal baiano).

Por insistência de Margarida, decidi disparar um e-mail na noite de sábado  (8):

“CECÍLIA URGENTE

Janio:

Tenho tentado falar por telefone com vc, mas não consigo. É que tive uma notícia aqui dessas de estremecer, mas me recuso a acreditar. Preciso de confirmação: Dona Cecilia, sua mãe, minha “prima Ceci”, teria morrido. Verdade? Espero que tudo não passe de mais um desses boatos que saem de Glória (desde meu tempo de menino) entram pelo Raso da Catarina e ninguém mais consegue deter.)

Se verdade for, querido amigo, receba meu abraço -e de Margarida- de conforto (se é que isso vale de alguma coisa numa hora dessas). E guardemos com saudades e admiração a memória de Cecília.

Abraços tb a todos os seus, que são tb os meus.

Vitor Hugo e Margarida

====================================

Este domingo, 9, de uma semana de perdas e danos para o BP e para o país , recebi a resposta de Janio:

“CECÍLIA

Vitor, querido, desculpe não ter lhe avisado, falha imperdoável, mas eu sou péssimo pra essas coisas. Nossa Ceci partiu na última terça em Recife, onde estava internada há exatos 40 dias. Passei todo esse tempo ao lado dela e confesso que, não fosse pelo fato em si, foram dias belíssimos, bem parecidos com os das histórias de Pedro Malazartes que ela contava sob os tamarineiros de Glória.
Mesmo sob efeitos de remédios e debilitada, seu humor e doçura estavam afiadíssimos e eu os aproveitei o quanto pude. Infelizmente seu coração de 89 anos (completados na própria UTI) não resistiu.
Pode até parecer piegas, mas sabe aquela leveza de quem se vai sabendo que cumpriu o seu papel não só com filhos e parentes, mas com toda uma geração? Pois foi assim. Só sinto ela ter partido sem comer o pirão de espinhaço de bode que ela tanto implorou nos seus delírios noturnos. Mas com certeza ela deve ter levado o gosto. Grande e fraterno beijo pra você e Margarida”.

Depois destas palavras, o que dizer mais? O que fazer?

(Vitor Hugo Soares, editor, no próprio nome e em nome do BP)

==================================================

Resta, talvez, republicar, como tributo, o texto que Janio escreveu sobre a “prima Cecília”, sua mãe, quando Dilma Rousseff em arroubo de palanque antes de ser eleita a primeira mulher presidente do País, andou dizendo que seria “a mãe de todos os brasileiros”. Texto primoroso, replicado, na ápoca, no Blogbar do poeta paulista, Luiz Fontana. (VHS)

————————————————————–

==============================================

OPINIÃO / MÃES
Prefiro dona Cecília
Janio Ferreira Soares

Na frente em todas as pesquisas e muito próxima de ser a primeira mulher a presidir o País, Dilma Rousseff anda dizendo que será a mãe do povo brasileiro.

Não sei você, mas desde já agradeço a nobre intenção genitorial da candidata e adianto que estou muito satisfeito com os préstimos maternais de dona Cecília, quase noventa de idade e sempre com um lindo sorriso emoldurado por vasto cabelo preso em coque, que além de todos os cuidados possíveis ainda me recomenda diariamente a dezenas de santos e, de quebra, faz um bife cozido com batatas que eu duvido que a pretendente a mãe do Brasil seja capaz. Portanto, caso realmente insista nessa onda de consanguinidade, concedo à dona Dilma, no máximo, a chance de ser minha madrinha de crisma ou minha comadre de fogueira de São João.

Nunca simpatizei com políticos que se arvoram protetores do povo. Além de soar canhestro, essa pseudo-paternidade dá a impressão de que somos um bando de crianças sempre na dependência de alguém para trocar nossas fraldas e colocar papinha de maizena na “boquinha do neném!”. O que eu espero de um presidente é que ele aja de modo constitucional e republicano, e que assegure os meus direitos.

Que não permita que ladrões invadam o meu quintal e roubem minhas mangas e galinhas; que me guarde dos censores travestidos de democratas que salivam ávidos com a possibilidade de voltar a controlar o que meus olhos vêem e minha mente anseia; que, em hipótese alguma, admita a violação dos meus segredos, sejam eles fiscais ou sentimentais (não quero ninguém sabendo detalhes daquele verão de 86 na Ilha de Itaparica); e, caso isto aconteça, que ele jamais se comporte como um militante partidário, mas sim, como alguém que jurou me proteger contra as mazelas da ditadura.

Agora, se você quiser mesmo chamá-la de mamãe – ou de vovó -, um lembrete: como família não se escolhe, no almoço dominical prepare-se para tomar a benção e beijar as mãos dos titios Renan e Zé Dirceu, além de beber “gualaná” no colo do vovô Sarney. A sobremesa? Tia Erenice faz um pudim!

Janio Ferreira Soares, cronista, é secretário de Cultura , Turismo e Esportes de Paulo Afonso, no lado baiano do Vale do São Francisco.


================================================
Baby Consuelo, maravilhosa Baby do Brasil, que neste domingo(9) volta a se apresentar(com Caetano Veloso) em Salvador. Maravilhosa.Sempre!!!

(Vitor Hugo Soares)

===============================================

DEU NO SITIO DE CHICO BRUNO, ONDE O BLOGUEIRO EDITOR, COM SUA LUNETA DE LONGO ALCANCE INSTALADA NO LITORAL NORTE DE SALVADOR – NA VARANDA QUE SE ABRE PARA AS ÁGUAS BAIANAS DO ATLÂNTICO SUL- NÃO DEIXA ESCAPAR NADA. (Vitor Hugo Soares)

==============================================

Direto da Varanda

Atitude republicana de Wagner

Chico Bruno

Queimando a língua dos falastrões, o governador da Bahia, Jaques Wagner (PT), produziu um belo espetáculo republicano ao levar o prefeito eleito de Salvador, ACM Neto (DEM) ao encontro da presidente Dilma Rousseff.

Wagner trabalhou em silêncio. Conversou e convenceu a presidente Dilma a receber ACM Neto.

Marcada a audiência, Wagner ligou, na véspera do encontro, para o democrata e disse-lhe que o acompanharia em seu primeiro encontro com a presidente Dilma Rousseff, marcado para o dia seguinte, quinta-feira (6).

Wagner levou ao encontro de Dilma o prefeito eleito de Salvador e, ainda, líder da oposição na Câmara, a quem ela dispensou um tratamento preconceituoso à época da campanha eleitoral.

Na campanha eleitoral, Dilma chegou a fazer críticas indiretas a ACM Neto em comício em Salvador ao lado do candidato petista, Nelson Pelegrino.

– Aqui não pode ter um governinho, um governo pequenininho, que gosta de perseguição, de gente que discrimina as pessoas, disse a presidente no palanque, em 19 de outubro.

A atitude republicana de Wagner é um exemplo saudável de que nem tudo está perdido no terreno político tupiniquim.

Os políticos rastaqueras que pululam o país deveriam tomar a atitude de Wagner como uma lição de civilidade. Uma demonstração de que encerrada a campanha eleitoral o que interessa é o bem estar do país, dos estados e dos municípios.

ACM Neto tentava se reunir com a presidente há mais de um mês por uma via travessa, através de interlocutores do PMDB, que o apoiaram no segundo turno das eleições.

Um amigo comum de Wagner e ACM Neto, cujo nome não tenho autorização para revelar, foi quem decidiu fazer o meio de campo entre o futuro prefeito e o governador.

Esse personagem ligou para Neto e o alertou que pela via travessa que ele não teria chances de se reunir com a presidente antes da posse e pediu permissão para intermediar junto ao governador a marcação de uma audiência.

Com a aquiescência de Neto acionou Wagner, que lhe disse que não só marcaria a audiência como fazia questão de acompanhar Neto no encontro.

Ao sair da audiência, o democrata fez questão de retribuir a atenção de Wagner.

– Ele [Wagner] teve papel determinante para esse encontro.

– Fui tratado melhor do que eu esperava, disse ACM Neto.

Resumo da ópera.

O exemplo republicano de Jaques Wagner merece aplausos, pois mostrou que as divergências políticas não podem prevalecer acima da necessidade de reconstrução da primeira capital do país, que vive dias de terra arrasada.

O encontro, infelizmente não teve a repercussão devida da mídia, mas preocupada com notícias negativas do que com fatos como esse encontro entre Neto, Wagner e Dilma, principalmente por que durante a campanha do PT, o principal mote do discurso contra o então adversário era que ele não teria “alinhamento” com os governos federal e estadual.

================================================

DEU NO JORNA “PÚBLICO” (PORTUGAL)

Numa mensagem à nação, Chávez disse que houve um recrudescimento do cancer contra o qual tem lutado desde 2011 e que “é absolutamente imprescindível” uma nova cirurgia – a quarta num ano e meio. O Presidente segue este domingo para Cuba, para ser operado.

Hugo Chávez nomeou desde já o seu possível sucessor – o vice-presidente Nicolas Maduro – caso fique inabilitado de continuar à frente da Presidência. “A minha opinião firme, absoluta, total, irrevogável é a de que, neste cenário, vocês devem eleger Nicolas Maduro como novo Presidente da Venezuela”, afirmou.

Chávez foi reeleito em Outubro para um quarto mandato, de seis anos. A posse está marcada para 10 de Janeiro. Mas se nos quatro primeiros anos ficar impedido de governar, terá de haver novas eleições – segundo a Constituição venezuelana. Até à posse, o vice-presidente concluirá o atual mandato, caso Chávez não o possa fazer.

O Presidente regressou de Cuba, onde foi submetido a exames e tratamentos na semana passada, para solicitar autorização à Assembleia Nacional para voltar ao país de Fidel Castro, para a nova cirurgia. A autorização é necessária para que o chefe de Estado se ausente por mais de cinco dias.

O cancer de Chávez foi diagnosticado em meados de 2011, na zona pélvica. Mas até hoje os detalhes sobre o tipo de cancer ou sobre real condição da saúde do Presidente venezuelano não são publicamente conhecidos.


http://youtu.be/99vgbaN9hfE

“Tudo Azul”, Baby no Circo Voador (Rio)

==========================================

DEU NA REVISTA DIGITAL TERRA MAGAZINE

POR CLAUDIO LEAL

Aos 60 anos, a cantora Baby do Brasil retorna aos palcos para uma nova turnê, aberta sexta-feira (07/12), no Circo Voador, Rio de Janeiro. Dessa vez, o repertório não incorpora a fase gospel da ex-integrante do grupo Novos Baianos, uma das principais vozes femininas da música brasileira. Dirigida por seu filho, o guitarrista Pedro Baby, ela será também acompanhada pelos músicos Betão Aguiar (baixista), Donatinho (tecladista) e Leonardo Reis (percussionista).

Na Concha Acústica do Teatro Castro Alves, em Salvador, ESTE DOMINGO (9) (09/12), Baby contará com a participação especial do compositor Caetano Veloso. Entre as canções do show “Sucessos”, “Menino do Rio” e “Todo Dia Era Dia de Índio”.

Show em Salvador
9/12 (domingo), às 18h30

Concha Acústica do TCA

(Claudio Leal é jornalista, baiano da gema, de Itapagipe, morando em São Paulo)

dez
09
Posted on 09-12-2012
Filed Under (Artigos) by vitor on 09-12-2012


Paixão, hoje, na Gazeta do Povo(PR)

dez
09
Posted on 09-12-2012
Filed Under (Artigos) by vitor on 09-12-2012

http://youtu.be/Fd1n4xZZRNE

Música de Edu Lobo, “Candeias” é uma das faixas do disco “Edu & Bethânia”
lançado em 1967 pela gravadora Philips.

Bravo!!!Boa noite!!!

(VHS)

  • Arquivos

  • dezembro 2012
    S T Q Q S S D
    « nov   jan »
     12
    3456789
    10111213141516
    17181920212223
    24252627282930
    31