Compacto de 1964 da EMI-ODEON -7BD-1097
Cantor : João Dias
Disco : Feliz Natal e Adeus Ano Velho
Tipo: Músicas de Natal/Natalina/Fim de Ano

==========================

No embalo da voz e da clássica canção de João Dias, o Bahia em Pauta embarca para se despedir de 2012 e ver chegar 2013 em noite de lua na beira do mar do Litoral Norte de Salvador, lá para as bandas de Jenipabú -Guarajuba.

Daremos notícias, se possível.

Por agora, desejamos mesmo é um Grande e Feliz Ano Novo a todos os nossos queridos parceiros, leitores ouvintes.

(Vitor Hugo Soares, editor, em nome da turma do BP em Jenipabú)


De molhor:Cigano vai passar um tempo fora do ringue

==========================================

DEU NO IG

Após levar uma surra do lutador de MMA americano de ascendência mexicana
, Cain Velásquez, e perder o cinturão do UFC , o brasileiro Junior Cigano foi direto para o hospital. Por causa dos ferimentos, principalmente no rosto, o peso pesado não participou da coletiva de imprensa do UFC 155, no MGM Grand Arena, em Las Vegas.

“Ele parecia mal logo após a luta e, depois de duas horas, você começa a parecer pior ainda. Vai demorar até ele voltar a treinar. Cain realmente machucou e dominou o Cigano. A luta poderia ter sido parada do segundo round”, comentou Dana White.

Surpreso com a superioridade de Cain Velásquez, o presidente do UFC fez questão de exaltar o espírito guerreiro de Junior Cigano. Mesmo perdendo os cinco rounds e sendo castigado com duros golpes do adversário, o brasileiro não foi nocauteado.

“Fiquei sabendo que ele quebrou o maxilar durante o segundo round. O Junior levou muitos socos. Ele é um dos caras mais durões que já vi e se manteve na luta mesmo assim. É um guerreiro”, disse Dana White.

No entanto, ao contrário do que disse Dana durante a coletiva, os médicos que examinaram Cigano não constataram nenhuma lesão grave no brasileiro. De qualquer forma, por causa da surra, o brasileiro deve ficar alguns meses de molho.

dez
30
Posted on 30-12-2012
Filed Under (Artigos) by vitor on 30-12-2012


—————————————————–
Jorge Braga, hoje no O Popular (GO)

Postado pela ouvinte Débora Fraguito, na área de comentário do You Tube para este vídeo:

deborah fraguito 8 meses atrás

Miltinho com sua inconfundível voz e divisão perfeitas…junto com a voz pura emoção de Nana Caymmi, “Eu abri a janela E este sol entrou Tanto azul tanta luz” Não precisava tanto….

(de Haroldo? Barbosa e Luiz Reis)

BOA NOITE!!!

DEU EM A TARDE

Biaggio Talento

O presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, deputado Marcelo Nilo (PDT) assumiu ontem, 28, a responsabilidade pela não inclusão do nome do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, na lista de personalidades que a Casa concedeu o título de “cidadão baiano” na última sessão do Legislativo, quarta à noite. No entanto, fez questão de esclarecer que a não-concessão deveu-se a um problema “técnico”, nada relacionado a eventual “vingança” contra a figura de Barbosa, relator do processo do mensalão.

Segundo Nilo, os deputados elaboram, por acordo, a lista das pessoas a ser submetida a votação secreta na Casa para a distribuição dos títulos. “Eu já estava apurando os votos das nove personalidades que os parlamentares propuseram para receber o título (entre os quais o deputado Ronaldo Caiado o o ex-jogador do Flamengo e Vitória Petkovic) quando apareceu o deputado Luciano Simões (PMDB) pedindo para incluir o nome do ministro Barbosa. Ai eu disse que não era mais possível”, explicou o presidente da Assembleia.

Leia a íntegra na edição impressa de A Tarde. Nas Bancas.

Compartilhe no FacebookCompartilhe no F

dez
29
Posted on 29-12-2012
Filed Under (Artigos) by vitor on 29-12-2012

Jor Braga, hoje, no jornal O Popular (GO)


Joaquim Barbosa: Assembléia recusa ao presidente do STF…
======================================


…título de Cidadão Baiano aprovado para ruralista Caiado
(DEM-GO)

========================================


ARTIGO DA SEMANA

Absurdos de Fim de Ano

Vitor Hugo Soares

Pode parecer óbvio ou repetitivo, mas diante de “Sua Excelência, o Fato” (sábia expressão cunhada por Ulysses Guimarães), não custa repetir: sei por experiência própria, pessoal e profissionalmente em décadas de jornalismo, que a Bahia é a terra dos absurdos mais inimagináveis, como dizia o antigo ex-governador e filósofo da política e da administração pública no Brasil, Octávio Mangabeira. Os anos passam e esta verdade não envelhece. Ao contrário, fica mais nítida a cada dia.

Um exemplo tão atual quanto emblemático: Nesta última semana de 2012, a Folha de S. Paulo publicou reportagem na qual se revela que o prédio do Arquivo Público do Estado da Bahia, um dos mais importantes locais de pesquisa de documentos históricos sobre fatos e pessoas do Brasil, Portugal, África e América Latina (frequentado por estudiosos do mundo inteiro), está sem luz elétrica há quase três anos. Os pesquisadores disputam mesas próximas às janelas para aproveitar a luz natural e assim realizar suas pesquisas.

O texto é assinado pelo jovem correspondente Nelson Barros Neto, que em boa hora o diário paulista incumbiu de fazer a cobertura jornalística dos fatos relevantes na terra de Mangabeira. A reportagem da Folha é destas de causar estarrecimento se originária de outro lugar (foi tema de enorme interesse e causa de estupefação nas redes sociais, no Twitter principalmente).

Na terra do Descobrimento, no entanto, o mostrado na reportagem tem sido encarado como coisa rotineira. Sem importância ou motivo para preocupação. Isso a julgar pelo silêncio da “mídia baiana” diante do fato, e pela omissão e desinteresse das autoridades do governo do Estado e da prefeitura de Salvador, comandados respectivamente por Jaques Wagner (PT) e João Henrique de Barradas Carneiro. Este último, nos derradeiros dias de uma das administrações mais predatórias e desastrosas (contas reprovadas, denúncias e suspeitas de toda parte) na história da mais antiga capital do País.

Nos dias finais de 2012, vale transcrever, neste artigo semanal informativo e de opinião, um trecho expressivo da reportagem. Isso para que leitores e sociedade (e as autoridades federais responsáveis pela administração pública nas áreas de cultura e memória, igualmente omissas até aqui) possam romper a escuridão e enxergar mais de perto o tamanho do absurdo e do desdém, diante da situação atual do Arquivo Público da Bahia, patrimônio valioso do Brasil:

“Hoje só há energia na sala de consulta – reduzida a nove mesas – e na direção. O arquivo ainda convive com goteiras, infiltrações e forro comprometido pela umidade, entre outros problemas constatados pelo Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) em novembro.”

“Construído no século 16, para ser morada de jesuítas, o espaço é tombado desde 1949. Guarda a memória da primeira capital brasileira, com o equivalente a 23 quilômetros de papéis e documentos raros, contemplados com o Diploma de Memória do Mundo pela Unesco (braço da ONU para a educação).”

“O arquivo, diz o historiador norte-americano Richard Graham, usuário do acervo, contém a ‘base fundamental’ da economia, da política e da sociedade brasileira nos últimos séculos.
De acordo com o historiador João José Reis, o arquivo que serve de referência até para especialistas em história da África ‘está morrendo de morte lenta, com perigo de morte súbita'”.

“As condições são as piores possíveis, até constrangedoras para a própria direção e pesquisadores estrangeiros, em lugares como o toalete”, diz Consuelo Sampaio (historiadora baiana), chefe do Centro de Memória da Bahia de 2003 a 2011. Segundo Sampaio, as inadequações já causaram perda de material, tanto que a instituição precisou recorrer à Universidade de Chicago (EUA) para obter cópia de documento do século 19 de seu próprio acervo”.

Seria bom que a presidente Dilma Rousseff, que ontem (28) desembarcou na Base Naval de Aratu para descanso de fim de ano na magnífica e privativa praia baiana de Inema, tomasse conhecimento de mais este inqualificável e demorado “apagão”.

Quer mais?

Quarta-Feira, 26, na última sessão do ano da Assembleia Legislativa da Bahia, Mesa Diretora e Plenário completos de parlamentares de todos os partidos – igualmente silenciosos ou cúmplices diante do descaso e escárnio sem tamanhos neste caso do Arquivo Público – resolveram contribuir com destaque digno de nota para a galeria de absurdos baianos em 2012.

Os deputados da ALBA votaram sonolenta e docilmente, durante a noite, um empréstimo de mais de R$ 1 bilhão para o governo petista de Jaques Wagner. Em seguida, aprovaram uma enxurrada de concessão de títulos de Cidadão Baiano, homenageando entre outros o deputado ruralista Ronaldo Caiado (DEM-GO) – de méritos contestáveis e pouco menos que um ilustre desconhecido da maioria da gente da terrinha, como diria Malvina, contestadora e digna personagem do romance Gabriela, de Jorge Amado, recentemente teledramatizado com sucesso pela TV Globo, com sucesso nacional.

Finalmente (há sempre um finalmente), os parlamentares, em inusitado “rasgo de coragem e independência”, votaram em maioria avassaladora contra uma proposta do deputado Luciano Simões (PMDB): a concessão de honra da cidadania baiana “por serviços prestados ao estado e ao País”, ao ministro Joaquim Barbosa, presidente do Supremo Tribunal Federal, relator do processo do Mensalão, negro como a maioria dos habitantes da capital da Bahia.
Durma-se com absurdos como estes, capazes de revirar na tumba os restos mortais de Octávio Mangabeira.

Ainda assim, votos de Feliz Ano Novo para todos.

Vitor Hugo Soares é jornalista. E-mail: vitor_soares1@terra.com.br

======================================

Sammy Davis Jr – The Girl from Ipanema

ANO NOVO COM MUITA BOSSA NOVA PARA TODOS!!!

BOM SÁBADO!!!

(Gilson Nogueira)

===========================================


OPINIÃO POLÍTICA
Assembléia e Câmara
Ivan de Carvalho

Algumas coisas parecem já assentadas para o início de 2013, na política baiana.

Uma delas, sobre a qual não existe nenhuma dúvida de ordem política, é a quarta eleição consecutiva do deputado Marcelo Nilo para a presidência da Assembléia Legislativa.

Trata-se de uma proeza – oito anos seguidos na presidência do Poder Legislativo baiano. Não fiz pesquisa histórica, mas, se alguém a fizer, estou certo de que não encontrará precedente, mesmo sendo a Bahia, de acordo com o ex-reitor da UFBa, Albérico Fraga, um lugar em que qualquer absurdo teria precedente.

Certamente o quarto biênio consecutivo do deputado Marcelo Nilo na presidência da Assembléia não tem precedente por não ser um absurdo. Afinal, por que seria? É muito mais uma proeza, espetacularmente realizada sob os olhares compridos e penosamente concordantes do PT, partido no governo e detentor da maior bancada no Legislativo.

Há, na Assembléia, entre algumas dúvidas sobre a composição da Mesa Diretora de oito integrantes, a certeza de que, ao contrário do que tem ocorrido, não será concedida pela maioria à oposição a primeira vice-presidência. Isso tem a ver com as eleições majoritárias federais e estaduais de 2014, questão já explicada neste e em outros espaços da mídia e à qual certamente se voltará em próximas ocasiões. A própria oposição está conformada com este ponto, apenas quer reivindicar certos cargos da Mesa que dificilmente obterá.

Uma outra questão na Assembléia é a substituição de Paulo Azi na liderança da oposição, já que ele sucede a José Carlos Aleluia na presidência estadual do Democratas. Aleluia será secretário de Infraestrutura e Transportes de Salvador, sob o governo de ACM Neto. Não foi dada a última palavra, mas a tendência dominante é a de que o deputado Leur Lomanto, do PMDB (atualmente, primeiro vice-presidente da Assembléia), seja escolhido para a função.

Falou-se também, para a liderança da oposição, no nome do deputado Elmar Nascimento, mas este deu declaração de apoio a Leur. Além disso, embora venha fazendo oposição continuadamente, Elmar Nascimento é do PR, um partido que formalmente integra a base política do governo estadual – e está sob o comando do ex-senador César Borges, seu presidente estadual –, embora todos os quatro deputados estaduais do PR estejam na realidade na oposição, embora Reinaldo Braga (que tem um filho que vai assumir posto relevante na administração ACM Neto), não faça praça de seu oposicionismo em nível estadual. É do estilo, ele é muito jeitoso. Por enquanto, colegas estão dizendo que ele está na oposição, mas ele mesmo não o fez, nem desfez. Talvez seja preciso esperar para ver como votará certas questões.

Outra coisa considerada certa. Foi pelo ralo qualquer dúvida quanto à capacidade do futuro prefeito ACM Neto garantir-se um aliado na presidência da Câmara Municipal. O futuro presidente da Casa será Paulo Câmara, indicado pelo PSDB. O vereador Carballal, que se lançara candidato à presidência, e o partido dele, o PT, entenderam que não tinham condições de vencer. Fizeram uma reunião com Câmara, ouviram algumas promessas sobre a conduta que o futuro presidente pretende ter e resolveram, junto com o PC do B, apoiar sua candidatura. Se Carlos Muniz insistir, como até ontem, na candidatura dele, mesmo sem o apoio de seu partido, o PTN, será apenas um participante, não um concorrente. Talvez não persista até a hora da votação.

DEU NO PORTAL DE A TARDE

A presidente Dilma Rousseff chegou a Salvador na tarde desta sexta-feira, 28, para o feriado do Réveillon. O avião aterrissou às 14:15h em solo baiano, com a presidente e seus familiares, que foram recebidos pelo governador Jacques Wagner e a primeira dama Fátima Mendonça. Dilma seguiu direto de helicóptero para a Base Naval de Aratu, onde ficará hospedada.

De acordo com a assessoria de imprensa do Palácio do Planalto, Dilma fez exames de rotina na manhã desta sexta-feira (28) no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, e de lá embarcou para a capital baiana, onde passará a virada do ano com a família.

Na região metropolitana de Salvador, a Base Naval de Aratu é destino recorrente para a presidente, onde ela passou o último Réveillon e o feriado de Carnaval deste ano. O local também é conhecido por abrigar um impasse entre quilombolas e Marinha que disputam uma área de 300 hectares.

Pages: 1 2 3 4 5 6 7 ... 24 25

  • Arquivos

  • dezembro 2012
    S T Q Q S S D
    « nov   jan »
     12
    3456789
    10111213141516
    17181920212223
    24252627282930
    31