===========================================
O Diretor do ‘Le Monde’, Erik Izraelewicz, morreu aos 58 anos vítima de um infarto, informou nesta terça-feira o próprio jornal francês. Após sentir-se indisposto na tarde de ontem quando conversava com um editor em seu gabinete, o jornalista foi levado a um hospital onde foi internado e no qual faleceu horas mais tarde.

Diplomado em Jornalismo e Comércio, Izraelewicz dedicou a maior parte de sua carreira ao jornalismo econômico e chegou a dirigir os dois grandes jornais financeiros do país, ‘Les Echos’ e ‘La Tribune’.
Chegou à direção do ‘Le Monde’ em fevereiro de 2011, em substituição de Eric Fottorino, coincidindo com a chegada dos novos proprietários do jornal, Pierre Bergé, Matthieu Pigasse e Xavier Niel.

Diante da prolongada queda de vendas de Le Monde, o jornalista Erik Izraelewicz obteve ano passado 74 por cento dos votos do corpo editorial e assumiu o comando do Le Monde com a missão aumentar o número de vendas da publicação francesa

O jornalista apresentou a sua candidatura em Janeiro, na sequência da demissão de Eric Fottorino, antigo diretor da publicação.

Louis Dreyfus, chefe de redacção do Le Monde afirmou wnrão ao Financial Times que a missão do novo diretor passava por reverter a perda de leitores e transformar o jornal numa “organização jornalística multimédia”.

(Com informações da agencia EFE)

nov
27

=======================================

Em 26 de novembro de 1942, o filme Casablanca foi exibido pela primeira vez. Hoje, 70 anos e um dia depois, o filme continua um marco, sempre aparecendo na lista dos melhores longas de todos os tempos. As frases famosas (We’ll always have Paris), a trilha sonora (As Time Goes By), um bom roteiro e ótimos atores (Humphrey Bogart e Ingrid Bergman) fizeram de Casablanca um clássico. E, como tal, foi copiado, citado e parodiado. Veja cenas engraçadas inspiradas no filme mais famoso da Warner Bros:

=================================
Escute mais uma vez. E sempre.

(VHS)

Lílian Machado

Os deputados da bancada do governo surpreenderam a oposição e os professores estaduais e em plena noite de segunda-feira, numa sessão tumultuada aprovaram o projeto de lei 20.047/2012, enviado pelo poder Executivo que prevê a progressão de carreira para os docentes da rede pública estadual de ensino, por meio de curso de capacitação.

Durante a sessão houve protestos e uma mulher tentou se atirar do alto da galeria do plenário, sendo ironizada pelo presidente da Assembleia Legislativa, deputado Marcelo Nilo (PDT): “A senhora é magra, não pode cair. Vai ficar ruim”, citou. Nos bastidores há quem diga que ele tenha feito uma crítica, atribuída ao peso da “manifestante”. Os companheiros da tal moça, que não quis se identificar para as equipes de reportagem responderam com xingamentos. No final da sessão, Nilo disse que iria levar para mesa diretora, na reunião desta terça-feira(27/11) uma proposta de modificação das normas de segurança do Legislativo.

Segundo ele, será colocado um vidro na galeria para impedir a proximidade das pessoas. “A pessoa poderá ver e ouvir o plenário, mas não poderá ficar gritando e ofendendo as pessoas. Vou fazer idêntico à Câmara dos Deputados”, disse.

Contrários ao projeto dos professores, os deputados da oposição obstruíram a sessão e acusaram o governo de usar a matéria para retaliar os docentes pela greve de 115 dias este ano. O vice-líder da oposição, Bruno Reis (PRP) disse que a matéria retiraria alguns direitos conquistados em outras leis. “Hoje pode ter sido sepultado aqui o futuro da educação na Bahia. Parecem que não aprenderam com o resultado das eleições”, alfinetou ao lembrar das eleições de Feira de Santana e Salvador, onde o PT saiu derrotado. Os oposicionistas chegaram a pedir que a votação fosse adiada para esta terça-feira, mas a proposta foi rejeitada pelo governo. A bancada também apresentou emenda contra a revogação, presente no projeto, do parágrafo 1º do artigo 9º da Lei 12.364/11, que assegura aos professores 13% de reajuste em 2013 e de 3% a 4% em 2014 entre outras emendas.

Apesar dos manifestos e da sinalização contrária da APLB, que ameaça com novas paralisações, o líder do governo, Zé Neto (PT) ressaltou os avanços. Segundo ele, até março de 2013 o governo irá garantir um reajuste de 54% acima da inflação para os professores. Neto provocou a oposição ao comparar a conquista promovida pela gestão atual com as do período governado pelo DEM. “Em seis anos e três meses, a gestão Wagner terá aferido oito vezes mais o reajuste concedido em oito anos de governo Democrata, que ofereceu cerca de 6,5%”, afirmou. O líder frisou ainda que haverá um “salto significativo” a partir da oferta dos cursos de aprimoramento.

Liliam Machado é repórter premiada da Tribuna da Bahia por melhor cobertura da ALBA


Ideia original da TB como proposta
para a âma de Salvador

====================================

Tempo de esperança

Gilson Nogueira

Para o bem de minha saúde física e mental, havia-me prometido não mais falar de Salvador, a cidade onde nasci. O seu completo estado de abandono leva-me a pensar que o orgulho de ser baiano não passa de um apelo publicitário na parede da farmácia.

Apesar disso, resisto, com a força da fé no Senhor do Bonfim e a velha esperança, remédio genérico gratuito, sem contra indicações, indispensável para o dia a dia da população da capital do berimbau e, agora, diante do seu estado deplorável, do Abandono, isso, com A maiúsculo.

Salvador geme, silenciosamente, na unidade de emergência do tempo, “compositor de destinos, tambor de todos os ritmos”, como define o genial Caetano em sua Oração ao Tempo.

Ao sair de casa, não consigo sorrir na janela do ônibus, ao ver minha terra arrasada pela incompetência dos poderes públicos. Ontem, não foi diferente. Entre a estupefação, ao constatar a construção da nova Fonte Nova, em ritmo de “ Dança do Fogo”, e a melancolia, por avistar, da Caixa D`Água até a Vasco da Gama, o mato e o lixo lado a lado com o povo, ao som de uma sirene distante, lembrei-me do seguinte:

Na década de 1970, aos sábados, pela manhã, a Tribuna da Bahia enchia de repórteres sua Kombi de entrega de jornal e os colocava em bairros de Salvador, com o propósito de levantar, ao vivo, carências urbanas e queixas das comunidades, objetivando transformá-las em matérias jornalísticas.
Dessa forma, contribuia, e ainda colabora, o jornal, para o diagnóstico dos problemas da cidade, através da denúncia contundente, visando à ação da Prefeitura Municipal de Salvador.Da morte de um morador por leptospirose, doença provocada pela urina do rato, à água empoçada da rua sem calçamento, falta de escola municipal para o filho do trabalhador e carência de transporte público, a cidade ficava ciente, através da apuração meticulosa daqueles jovens e desassombrados repórteres.

Hoje, a idéia do Sr. Redator: poderia ser copiada pelos novos integrantes da Câmara de Vereadores que assumirão em 2013. Seria bem -vinda a chegada deles, em uma Kombi, de preferência, para conversar com os moradores dos bairros centrais e da periferia da Cidade da Bahia.

Agindo assim, indo para a rua, como faz o bom repórter, eles irão sentir, de perto, os problemas de quem convive com o cheiro de esgoto e as promessas que envelheceram por não terem sido cumpridas. Salvador pode ser salva, ACM Neto!

Gilson Nogueira é jornalistas, colaborador da primeira hora do BP

O Maraca é nosso | Chico Buarque é contra a privatização do Maracanã .

Quem mais for, que se manifeste agora.

Ou cale-se para sempre

(Vitor Hugo Soares e Maria Olívia)

nov
27
Posted on 27-11-2012
Filed Under (Charges) by vitor on 27-11-2012


==============================
Sid, hoje, no portal Metro1

================================================

OPINIÃO POLÍTICA

Presidência da Assembléia

Ivan de Carvalho

Falta pouco mais de um mês para a eleição da nova Mesa Diretora da Assembleia Legislativa, órgão composto por oito integrantes no qual o mais importante é o presidente, o segundo mais importante também é o presidente, o terceiro, idem e assim por diante.

A Mesa Diretora, como colegiado, também tem um apreciável poder de decisão, mas como a grande maioria dos deputados é governista, torna-se muito difícil, quase impossível, surgir no âmbito da Mesa Diretora qualquer conflito político que não se resolva facilmente.

É assim que as coisas se apresentam agora e para que essa relação de poder seja alterada seria necessário que mudanças muito importantes (como, por exemplo, a criação de uma forte perspectiva de a oposição chegar ao poder estadual nas eleições de 2014) ocorram ao longo dos próximos dois anos, a ponto de deslocar de seu eixo político atual expressivas forças políticas.

De qualquer modo, e até por isso mesmo, os governistas certamente planejarão a composição da futura Mesa, a ser eleita em primeiro de fevereiro, com mandato de dois anos, com a preocupação de evitar que eventuais abalos que acaso ocorram até as eleições de 2014 não alterem a correlação de forças amplamente favorável ao governo na composição da Mesa.

Ressalvado o caso das decisões por votação dos integrantes da Mesa Diretora, o que conta mesmo, entre os cargos de comando da Assembleia, é a presidência. Até alguns anos atrás, a primeira secretaria tinha certa influência, operando, embora sem muita autonomia, como uma espécie de prefeitura do Legislativo. Mas já faz tempo que a primeira secretaria ficou esvaziada e, como uma vez disse numa conversa o então deputado Gaban, presidente do Legislativo na época, “o presidente é uma espécie de reizinho, aqui”. Ressalvados, claro, os poderes exclusivos das comissões e do plenário.

Bem, para presidir a Assembléia Legislativa da Bahia no próximo biênio já está definido o nome do deputado Marcelo Nilo, atualmente exercendo o seu terceiro mandato de presidente da Casa. Com o quarto mandato, que lhe será dado em votação secreta pelo plenário em 1º de fevereiro, ele passará duas Legislaturas (oito anos) completas presidindo a Assembleia. Passaria, se não saísse do cargo um pouco antes em busca de outro.

A nova reeleição de Marcelo Nilo para a presidência da Assembleia já está acertada no mais alto nível da coalizão governista e só falta combinar com a oposição. A bancada do PT não mais insistirá no seu sonho de indicar alguém da bancada para o cargo. Não há condições e a hipótese está descartada. Se, na bancada, houver alguém que não esteja ainda consciente disso, logo estará.

Para complementar. No palco, ontem, o presidente e candidato à reeleição Marcelo Nilo, do PDT, em entrevista à rádio Tudo FM, disse que tem o apoio de pelo menos nove partidos. Citou PC do B, PRP, PV, PSL, PSB, PRB, PDT, PSD e PP. Note que Nilo não citou ainda o PT e os partidos da oposição. Mas quando o PT anunciar seu apoio (após a retirada, considerada certa, da candidatura do deputado Rosemberg Pinto), Nilo contará com os três principais partidos da coalizão – PT, PDS e PP. A citação desse trio partidário, aliás, nos remete a 2014.

CHAPA DOS SONHOS – O responsável pelo marketing da reeleição do ex-presidente Lula e da eleição da presidente Dilma Rousseff, de cuja imagem pública continua cuidando, sugeriu, na base do “ah, se acontecesse”, uma chapa para o governo de São Paulo formada por Lula, como candidato a governador e Gabriel Chalita, do PMDB, como candidato a vice. Realmente seria o grande pesadelo para o governador tucano Geraldo Alckmin, que tentará a reeleição. A notícia diz que Lula não aceita de jeito nenhum. Pelo menos, agora.

nov
27

=====================================

TRADUÇÃO/LETRA

Verão…quente como os beijos que eu perdi Você cheio de um amor que passou Que meu coração gostaria de apagar Verão, o sol nos aquecia todos os dias Pintando um belo pôr? do sol Agora queimando com essa fúria Ele estará de volta para outro inverno derramando mil pétalas de rosas A neve cobrirá tudo ao redor E talvez um pouco de “paz retornará Verão.. você deu seu perfume para cada flor O verão foi que criou nosso amor mas nos largou nos braços dessa dor.

BOA NOITE!!!

  • Arquivos

  • novembro 2012
    S T Q Q S S D
    « out   dez »
     1234
    567891011
    12131415161718
    19202122232425
    2627282930