nov
06
Posted on 06-11-2012
Filed Under (Artigos) by vitor on 06-11-2012

===============================u

DEU NO CORREIO

Eudes Benício

esportes@portalibahia.com.br

Emoção do começo ao fim, frustração nos primeiros minutos, suspiro, susto na parte final… Jogão no Barradão na noite desta terça-feira (6) e com final feliz para o Vitória. O Leão voltou a vencer e deu um “pause” nas cenas de crise que já se instalavam na Toca. Uelliton ainda perdeu um pênalti nos primeiros minutos, mas com dois gols de Nino Paraíba, dois golaços de Willie e um de William, os comandados do estreante PC Gusmão computaram os cinco gols do bom resultado. Os três do Coelho na partida válida pela 35ª rodada saíram com Fábio Junior, que também fez dois e Rodriguinho.

O resultado valeu uma posição na tabela e o Rubro-negro, agora com 69 pontos, voltou à vice-liderança da Segundona, encostado no líder Goiás, que empatou e foi a 71. A confirmação do acesso pode vir na próxima rodada, basta vencer e torcer por um tropeço do São Caetano. A três rodadas do fim, o Leão volta a jogar no sábado (10) para duelar com o ameaçado Guaratinguetá, que luta para não ser rebaixado. O jogo acontece no Dario Rodrigues Leite, a partir das 15h20, horário de Salvador. O América dá sequência diante do ABC, também no sábado, às 17h.

nov
06
Posted on 06-11-2012
Filed Under (Artigos) by vitor on 06-11-2012


Ricardo Mendes: fora de A Tarde

=======================================

DEU NO BLOG GENTE & MERCADO, DA JORNALISTA DE ECONOMIA SARA BARNUEVO

Funcionários do Grupo A Tarde estão comemorando. O então editor-chefe Ricardo Mendes foi desligado hoje da empresa. Mendes, que atuou inicialmente como consultor do grupo, passando depois a assumir o cargo de editor-chefe, foi o homem forte de A Tarde nos últimos anos e quem se atribui também parte das responsabilidade pela crise no grupo, por conta de erros estratégicos na gestão. “Apenas uma dúzia de pessoas foram falar com ele quando souberam da notícia. Ele saiu pela porta lateral, um cara que, além de não entender de jornalismo, tratava mal muitos colegas”, frisa um funcionários do jornal, que, por motivos óbvios, não quer se identificar.

Com a entrada dos novos diretores estatutários (André Blumberg, Alcoba Júnior e Vaguinaldo Marinheiro), contratos com a difícil missão de reerguer o mais importante jornal da Bahia, Ricardo Mendes estava com os dias contados. Nos últimos meses, o homem forte do grupo perdeu poderes e ficou isolado. Nesta terça-feira, 6, finalmente assinou sua saída. Mas, se depender do seu currículo, como ele fez questão de criar e registrar no Wikipedia (http://pt.wikipedia.org/wiki/Ricardo_Fontes_Mendes), espera-se que em breve Mendes volte ao mercado.

===================================
BAHIA EM PAUTA COMENTA: Apadrinhado pelo diretor Silvio Simões, que o levou para comandar a redação do jornal ( “por seus conhecimentos como homem de televisão”) , Ricardo Mendes esteve no “comando” da redação de A Tarde não só em um dos períodos mais negativos da história econômica e financeira do centenário diário baiano, mas principamente em um dos períodos jornalisticamente mais decadentes, destrutivos e insignificantes de um dos mais importantes e tradicionais jornais do Norteste. No rastro da sua passagem, só deixa devastação e tristeza. Felizmente, na sua saída, A Tarde ainda parece respirar.

Sem aparelhos.

(Vitor Hugo Soares, editor do BP)


Mariana Oliveira

Do G1, em Brasília

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez visita de cerca de três horas à presidente Dilma Rousseff na tarde desta terça-feira (6) na residência oficial da Presidência, o Palácio da Alvorada. Lula entrou e saiu sem falar com a imprensa e o teor do encontro não foi revelado pelas assessorias de ambos.

O encontro ocorreu antes de jantar que será promovido no Alvorada entre políticos do PT e PMDB. Lula participaria do jantar, mas decidiu ir embora mais cedo para São Paulo. O motivo não foi informado pela assessoria.

Mais cedo, em seminário sobre a relação do Estado com a sociedade civil, o ministro da Secretaria Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, disse não saber o motivo do encontro, mas disse que os dois não tratariam de uma eventual reforma ministerial.

“Não, gente, não tem nada disso [conversa sobre reforma ministerial]. A presidenta não está falando em reforma ministerial. Vocês sabem que ela faz regularmente conversas com o Lula, eu não sei. Quando eu participo, eu sei, mas nesse caso eu não sei”, disse.

Perguntado se mudanças na Esplanada ficariam para a próxima semana, o ministro respondeu: “De verdade, a presidenta disse para gente [equipe de governo]: ‘não estou pensando nesse assunto e não vamos alimentar uma coisa que não existe’. Ela não está pensando nisso. Eu pessoalmente acho que até o fim do ano ela não vai mexer em nada.”

Jantar

O jantar entre representantes de PT e PMDB será comandado por Dilma e pelo vice-presidente, Michel Temer (PMDB).

Será o primeiro evento conjunto para reforçar a aliança entre os dois partidos após a eleição municipal. O objetivo é também confirmar o elo entre os partidos para a eleição de 2014 e reafirmar o acordo feito para o rodízio na presidência da Câmara.

O PMDB apoiou a eleição de Fernando Haddad (PT) em São Paulo no segundo turno, com o deputado Gabriel Chalita tendo participado de diversos eventos de campanha do petista.

No Congresso, um acordo firmado em 2010 prevê que o PMDB presida a Câmara após o fim da gestão do petista Marco Maia (RS). O candidato deve ser o deputado Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN).

Os integrantes da cúpula das legendas também devem discutir uma possível mudança no ministério, para ampliar espaço de PMDB e PSD, de Gilberto Kassab.

Leia mais em g1.globo.com/politica.


Angélica Aparecida com o irmão famoso

==================================
Janaína Araújo e Felipe Tau

De O Estado de S. Paulo

Sequestrada na tarde de segunda-feira, 5, a irmã do jogador Hulk, atacante da seleção Brasileira, foi libertada do cativeiro por volta das 12h desta terça-feira, 6, em Campina Grande, no interior da Paraíba. Ela foi sequestrada às 14 horas desta segunda-feira, 5. Segundo a polícia, Angélica Aparecida Vieira de Souza, de 22 anos, foi liberada do cativeiro, pegou uma carona e chegou na casa dos pais chorando, no bairro Alto Branco, por volta das 10h40.

Segundo o delegado geral adjunto da Polícia Civil, André Rabelo – um dos quatro delegados envolvidos no caso – a estudante de nutrição foi mantida refém no bairro de Catolé, a princípio por cinco homens. Eles a teriam soltado depois de divergirem quanto aos rumos do crime. “Provavelmente houve uma dissidência no grupo, pela repercussão do caso. Parece que eles se desentenderam e ela conseguiu convencer uma das pessoas a liberá-la”, disse o delegado.

O delegado Marcos Paulo Vilela disse já que prendeu dois homens acusados do sequestro, mas os nomes não foram revelados. Outros três suspeitos estão sendo procurados.

O Comando de Operações da Polícia Militar (Copom) foi comunicado sobre o sequestro praticado por homens armados que se aproximaram do veículo onde Angélica estava, no bairro do Catolé, e a retiraram do carro sob a mira de armas. “Ela estava sozinha dentro do carro esperando o gerente de um restaurante, Hélio Pereira da Silva, quando foi sequestrada. Hélio Pereira da Silva estava retornando para o carro quando presenciou a amiga sendo raptada por homens armados”, comentou o major Alecssandro Medeiros, subcomandante do 2º BPM.

Hulk, de 26 anos, foi contratado pelo clube russo Zenit pelo valor recorde no país de 60 milhões de euros junto ao Porto em setembro, no fechamento da janela de transferências da atual temporada. Ele não virá ao Brasil, segundo a família.


Neto:entrevista quente na Metrópole
===================================


DEU NO METRO1

O prefeito eleito de Salvador, ACM Neto (DEM), concedeu entrevista à Rádio Metrópole nesta terça-feira (6), quando garantiu (entrevistado pelo apresentador Mario Kertész) que fará uma intervenção na Sucom (Superintendência de Controle e Ordenamento do Uso do Solo do Município), inclusive com análise de todos os procedimentos internos do órgão. Neto também falou sobre medidas duras que pretende tomar no início do mandato e de outras questões como o trânsito, a revitalização da Orla e o avô ACM. Clique abaixo e ouça entrevista completa.

“Penso em fazer uma intervenção na Sucom, em analisar todos seus procedimentos internos. Vamos ter que rever a disciplina dos Transcons na cidade, não só fazer uma auditoria no que existe hoje, mas mudar a regulamentação desse dispositivo. Não é possível que Salvador abra mão de receitas importantes, principalmente no mercado imobiliário, por conta de procedimentos muito liberais que aconteceram nos últimos anos com essa história dos Transcons. Vou acompanhar isso de perto e a Sucom vai ser comandada por alguém que tenha total respeitabilidade, credibilidade, que tenha procedimentos muito claros, que aja de maneira transparente e esteja disposto a mudar essa lógica que existe hoje”, prometeu o democrata.

Sem citar quais as medidas que planeja para disciplinar a cidade de Salvador, Neto projetou decretos para o primeiro dia do mandato. “Eu entendo que logo no começo a cidade vai perceber a diferença. Eu penso em baixar um conjunto de decretos logo no primeiro dia para disciplinar algumas coisas. Uma delas é determinar a Lei da Ficha Limpa para ocupação de cargos na prefeitura de Salvador”, disse.

Afirmando não ser um super-herói e que por isso não prometeu “mundos e fundos durante a campanha”, o democrata reafirmou dedicação total. “Dia 1º de janeiro a cidade vai ter um prefeito dedicado e trabalhador e que não vai poupar esforços para recuperar a estima da cidade. Sei que meu futuro está em jogo e que vai ser o grande teste da minha vida. Vou dar toda minha energia e tudo que eu tiver para não errar”.

Neto ainda afirmou ter tido um primeiro contato com o governador Jaques Wagner. “Devo ter a oportunidade de ainda essa semana dizer ao governador que o prefeito será parceiro do governo do estado. Estou aguardando a agenda dele e devemos nos encontrar ainda essa semana. Quero que ele seja o interlocutor, acho que ninguém melhor do que ele pra construir essa ponte com a presidente

==================================
DEU NA COLUNA DE MÔNICA BERGAMO

FOLHA DE S. PAULO

O Tribunal de Justiça de São Paulo determinou que o humorista Rafinha Bastos pague uma indenização de R$ 150 mil à família da cantora Wanessa Camargo. No ano passado, quando ainda integrava o programa “CQC”, ele declarou no ar que “comeria ela e o bebê, não to nem aí” ao comentar a gravidez da artista.

VEZES TRÊS

O TJ determinou que Rafinha pague R$ 50 mil a Wanessa Camargo, R$ 50 mil ao marido dela, Marcus Buaiz, e outros R$ 50 mil ao bebê.

SEGUNDA VEZ

Rafinha já tinha sido condenado em primeira instância ao pagamento de trinta salários mínimos. Tanto ele quanto os advogados da família de Wanessa Camargo, do escritório de Manuel Alceu Affonso Ferreira, apelaram para o TJ — o humorista queria diminuir o valor e a cantora, aumentar, o que acabou ocorrendo. Cabe recurso.

====================================

DEU NOS JORNAIS O GLOBO E A TARDE, EDIÇÃO IMPRESSA DE DOMINGO (4)

Heavy Metal

Caetano Veloso

a essência do mal em Santo Amaro

Acho que foi nos anos 80 que escrevi uma música chamada “Purificar o Subaé”, deplorando o estado em que a Cobrac (Companhia Brasileira de Chumbo) e a Peñarroya (empresa francesa) deixaram Santo Amaro. Tinha sido Violeta Arraes Gervaiseau a me alertar para o crime ambiental em minha cidade. Eu conhecia aspectos bem vívidos da história, mas tinha saído de lá exatamente no ano em que a “fábrica de chumbo” se inaugurou. O descalabro passou pelo governo militar e ACM, embora tudo tenha começado em 1960. Me lembro de, já depois da volta de Londres, ver os campos torrados perto da fábrica. Depois ouvi que o gado morria em toda a volta. Mais doloroso, tive um grande amigo que, tendo trabalhado na empresa, ficou doente e veio a morrer ainda bastante jovem. (Trata-se de Dasinho, que pode ser visto no filme “O cinema falado” conversando sobre Fellini e dançando no adro da igreja.) Em minha canção, eu lamentava que se matassem “os meninos e os peixes do rio” (os mesmos da Clarice de Capinam?), e bradava: “mandar os malditos embora”. Mas não voltei a Santo Amaro para tratar disso, não emprestei minhas energias à luta direta contra esse horror.

Sempre faço públicas as minhas escolhas eleitorais. Em alguns casos entro em campanhas: por Waldir Pires contra ACM; por Mangabeira contra a mesmice; por Marina contra a brutalidade; por Freixo contra todos esses males juntos. Orgulho-me de ter feito o mesmo por Gabeira, o parlamentar que, já em 2002, levou o escândalo ambiental de Santo Amaro para o Congresso. Freixo e Marina, no entanto, têm algo que me faz vê-los de forma enaltecedora: ao contrário de mim, eles construíram suas atividades políticas a partir do imediatamente vivido desde a infância. Freixo, então, que age na região onde eu próprio tenho vivido a maioria dos meus anos, me impressiona pela objetividade da visão sobre o que lhe está próximo.

Uma das coisas que mais gritam nessa história santamarense é a ignorância. Eu mesmo não tinha noção do que estava se passando. Revolta saber que é claro que os donos e técnicos dessas empresas sabiam de tudo. E também as autoridades responsáveis. Li um blogueiro esquerdinha se queixando de minha mãe nada ter dito a respeito. “A classe média”, diz ele, “se sente incomodada em falar da contaminação da cidade pois isso atrapalha o turismo religioso”. Meu pai morreu sem ter uma noção precisa do que acontecia. A preocupação era grave mas vaga, sem apoio em informações públicas. Prefeitos usaram escória para pavimentação. E os religiosos que veneram Nossa Senhora não são agentes turísticos. Esse ódio século XIX à “classe média” é um atraso da mentalidade “de esquerda”. Gosto de Mangabeira, entre outras coisas, porque ele não tem o menor respeito por essa estreiteza de visão. Universitários de esquerda (quase todos da classe média) adoram ouvir professores marxistas xingarem a classe média. Eu acho ridículo. O fato é que, se minha mãe, meu pai e eu tivéssemos sido mais classe média, ou seja, menos tabaréus e mais informados a respeito de temas bioquímicos, nossa reação não teria se resumido a meu samba desesperado. Não deixa de me doer que alguém queira, ainda por cima, agredir senhoras de mais de cem anos de idade que nada fizeram além de sobreviver à toxidade dos mariscos contaminados que comeram por metade da vida.

Mas eu sabia de tudo. E disse. Não fosse minha fraqueza mental depois de sair da cadeia, eu teria explicitado minha divergência com Rogério Duprat quanto ao tratamento dado à gravação de “Acrilírico” no disco que saiu em 69 (capa branca, assinatura). Duprat, querendo ser transgressor demais, “desconstruiu” o que poderia ficar “parecendo um texto pretensioso”. E enterrou o poema em falas amadorísticas e ruídos (sua locução é a mais amadora mas a orquestra soa profissional e pretensiosa). Eu teria sobretudo enfrentado o grilo que Rogério Duarte me vendeu, aconselhado por André Midani, a respeito do final do texto: “Acrílico Santo Amargo da Putrificação”. Purificação era o nome da minha cidade e de sua padroeira: o trocadilho poderia ser-me funesto. Acedi. Mas depois que voltei ao Brasil, respondendo a Augusto de Campos, que sempre gostou da forma original e também teria preferido ouvir o texto dito com integridade, reafirmei a forma original. Dizer “Santo Amargo da Putrificação” tinha o que era intuído no vivido. E, como resposta poética a uma situação degradante, só pode alegrar a Nossa Senhora da Purificação. Minha política não tem força nem valor: não enfrentei o mal na minha raiz. Mas ao menos meu escrito denunciou a essência do mal lá. Santo Amaro é a cidade mais poluída por metais pesados do mundo.

nov
06
Posted on 06-11-2012
Filed Under (Artigos) by vitor on 06-11-2012


Dona Canô na festa dos 105 anos, em setembro

=================================

A matriarca da família Veloso em Santo Amaro da Purificação , Dona Canô , hospitalizada ontem (5) à noite, continua internada no Hospital São Rafael, em Salvador. Ela apresentava problemas respiratórios quando foi levada de Santo Amaro, onde vive, para a capital baiana pelo filho Rodrigo Veloso.

Segundo acaba de informar a Radio Educadora, Dona Canô, mãe dos artistas Caetano Veloso e Maria Bethânia, reagiu bem ao tratamento de emergência e poderá receber alta hospitalar ainda esta terça-feira para retornar à sua casa em Santo Amaro.

No dia 16 de setembro, Dona Canô completou 105 anos, comemorados com uma missa festiva em Santo Amaro e um almoço com a família.

nov
06
Posted on 06-11-2012
Filed Under (Artigos) by vitor on 06-11-2012


=================================

Deu no Estado de Minas

A morte do educador Anísio Teixeira, cassado pelo golpe militar de 1964, no Rio de Janeiro, em 1971, é tema nesta terça-feira de uma audiência pública, em Brasília. A Comissão Nacional da Verdade e a Comissão da Verdade da Universidade de Brasília (UnB) vão debater as circunstâncias de morte de Teixeira. O objetivo é investigar a forma como Teixeira morreu.

Também há a ideia de sensibilizar a sociedade em busca da verdade sobre os impactos do regime militar na educação do país. A estimativa é que aproximadamente 300 estudantes e professores universitários tenham morrido ou desaparecido durante a ditadura, além daqueles que foram monitorados e perseguidos. Reitores de 81 universidades se comprometeram a colaborar com as investigações sobre o tema.

Na audiência pública, na UnB, Babi Teixeira, filha do educador, entregará às comissões um dossiê, considerado inédito sobre as circunstâncias da morte do pai e as perseguições que ele sofreu na ditadura (1964-1983). Segundo ela, o documento reúne depoimentos de parentes e amigos de Teixeira.

Deverão participar da audiência Carlos Teixeira, filho do educador, e o professor de engenharia João Augusto da Rocha, da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Rocha é autor do livro Anísio em Movimento, que teve a participação de Afrânio Coutinho, Antonio Houaiss, Artur da Távola, Darcy Ribeiro, Diógenes Rebouças, Luís Filipe Perret Serpa, Florestan Fernandes, Haroldo Lima, Jorge Hage, Luís Henrique Dias Tavares, Tales de Azevedo, entre outros

Nos anos de 1960, Anísio Teixeira em parceria com Darcy Ribeiro projetaram a Universidade de Brasília (UnB), fundada em 1961. Teixeira foi reitor da universidade em 1963. Em 1964, Teixeira foi cassado pela ditadura. Em março de 1971, o corpo dele foi encontrado no fosso do elevador do prédio do amigo Aurélio Buarque de Holanda. A versão oficial é que ele foi vítima de um acidente.


Dilma vai a Malhada, depois das Cajazeiras

====================================

DEU NO JORNAL A TARDE

BIAGGIO TALENTO

A presidente da República, Dilma Rousseff, volta à Bahia na próxima sexta-feira, 9, para inaugurar a Adutora do Algodão, pela manhã, no município de Malhada, na região do Médio São Francisco. À tarde, participará , em Salvador, da reunião do Conselho Deliberativo da Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste (Sudene), que será realizada no Palácio Rio Branco e deve contar com a presença de todos os governadores da região.

É a primeira vez que Dilma volta à capital baiana após participar de um comício do petista Nelson Pelegrino em Cajazeiras X, no segundo turno da eleição de prefeito de Salvador.

A Adutora do Algodão vai abastecer casas de mais de 120 mil habitantes de diversos municípios e localidades rurais que estão enfrentando a pior seca dos últimos 40 anos. Uma outra obra de enfrentamento da estiagem foi lançada, ontem, pelo governador Jaques Wagner. Ele assinou ordem de serviço para implantação do sistema integrado de abastecimento de água dos municípios de Curaçá e Glória, situados no norte do Estado. Representam um investimento da ordem de
R$ 24,7 milhões e deve beneficiar uma população de mais de 20 mil pessoas.

Wagner declarou que o drama provocado pela seca não é maior entre a população rural devido aos programas de política social de transferência de renda e de apoio à agricultura familiar, como o Garantia Safra. “A presidente lançou também o bolsa-estiagem. Então, houve um suporte, principalmente a pessoas da agricultura familiar, que é quem sofre mais”.

Ele disse que os impactos maiores são na pecuária, mas o governo ainda não tem uma avaliação geral sobre os prejuízos da seca para a economia baiana. “Vamos ter uma ideia, por exemplo, dos problemas causados na pecuária, neste final de ano. A gente perdeu muito plantel de gado. É diferente da agricultura: milho perde, planta e vem outra safra. O gado depende de um período para ter os animais (em idade de abate). Ainda não temos esse cálculo de quantas cabeças a gente perdeu este ano”, disse.

Problema social – Para o governador, o prejuízo maior foi dos lavradores que têm pequenas roças de subsistência. “Insisto que o efeito negativo não é maior porque os que estão no Garantia Safra recebem alguma coisa. Quando o cara recebe (o dinheiro do programas sociais) acaba movimentando o comércio local. Como a população atingida é a mais carente, de pequenas safras, não há um prejuízo do ponto de vista de arrecadação de impostos. O problema é mesmo social”.

Pages: 1 2

  • Arquivos

  • novembro 2012
    S T Q Q S S D
    « out   dez »
     1234
    567891011
    12131415161718
    19202122232425
    2627282930