nov
02
Postado em 02-11-2012
Arquivado em (Artigos) por vitor em 02-11-2012 14:57

DEU NA FOLHA.COM

A Bahia pediu ajuda do governo federal para tentar controlar os focos de incêndio que atingem a Chapada Diamantina e o oeste do Estado.

Comuns nesta época, sobretudo pelas queimadas ilegais, os incêndios têm castigado a área há mais de dois meses, mas as chamas atingiram grande proporção há 15 dias.

Segundo o governo do Estado, o combate é feito por 700 brigadistas voluntários, 90 bombeiros, cinco aeronaves e três helicópteros.

“Ainda não temos como mensurar os estragos, mas os prejuízos ambiental e econômico são enormes”, disse Eugênio Spengler, secretário estadual de Meio Ambiente.

Além de pedir equipamentos, aeronaves e pessoal ao Ministério de Integração Nacional, a pasta cogita solicitar ajuda a brigadas de incêndio do Rio e do Distrito Federal. Procurado, o ministério não informou se irá cooperar.

O fogo ocorre em ao menos dez municípios no oeste do Estado, produtor de grãos, e outros 15 na Chapada Diamantina, entre eles Lençóis, principal polo turístico da região.

Locais turísticos, como a Cacheira do Mosquito e a Serra da Bacia –onde ficam os morros do Pai Inácio e dos Três Irmãos –registram focos. Estragos são visíveis em proximidades de nascentes de rios.

O chefe do Parque Nacional da Chapada Diamantina, Bruno Lintomen, estima que, somados, os focos correspondam a mais de 40 mil hectares. “Dentro da área do parque há quatro focos de incêndio, um deles de grande proporção.”

A reserva sofre ameaça de outro foco, com área estimada em 6.500 hectares. Entre Abaíra e Mucugê, moradores tiveram de deixar suas casas.

O combate é dificultado pelos ventos fortes, secos e quentes, e pela estiagem. A expectativa é que a chuva, prevista para os próximos dias, minimize a gravidade da situação.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • novembro 2012
    S T Q Q S S D
    « out   dez »
     1234
    567891011
    12131415161718
    19202122232425
    2627282930