out
26

http://youtu.be/HwE6O9HvIsU

Do jornalista Claudio Leal, amigo e colaborador deste Bahia em Bauta, postado no Twitter esta sexta-feira, 26:

“Hj tem “Recanto”, de Gal Costa, no imenso TCA, em Salvador. Como não tô lá, me contento com um vídeo do show: “Mãe” migre.me/bm2Q8″ (Claudio Leal)

DEU NO IG

O diretor-geral do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), Hermes Chipp, afastou hoje (26) a possibilidade de sabotagem nos quatro eventos de falta de energia que ocorreram em pouco mais de um mês. Segundo ele, um ato de vandalismo teria causado danos aos equipamentos, que não foi verificado nesses casos.

Perguntado sobre a hipótese de sabotagem, o ministro interino de Minas e Energia, Márcio Zimmermann, disse que o governo “trabalha para aprofundar todas as alternativas, mas de forma serena”. Para ele, a ocorrência de quatro eventos de falta de energia em pouco mais de um mês, com causas parecidas, foi classificada como um “evento raríssimo de ocorrer, com probabilidade quase zero”.

Zimmermann, que coordenou a reunião extraordinária do Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico ocorrida hoje (26), disse que, em todos os eventos recentes, houve falhas na proteção primária dos equipamentos, o que acabou estendendo a falta de energia para diversas regiões.

A falta de energia na madrugada de hoje deixou 100% do Nordeste e 77% dos estados do Pará, Tocantins e Maranhão sem energia. Segundo o ONS, o problema foi provocado por um curto-circuito na linha de transmissão entre Colinas (TO) e Imperatriz (MA), que interliga os sistemas Norte/Nordeste ao Sul/Sudeste.

Uma equipe de técnicos já foi enviada para as subestações que apresentaram falhas a fim de avaliar as causas do problema, e deve apresentar alguma conclusão na próxima semana. José Ragone, presidente da Taesa, empresa responsável pela linha de transmissão, explicou que a causa primária do problema provavelmente foi uma descarga elétrica que ocasionou uma sobrecarga na linha de transmissão, que acabou sendo desligada por falha do sistema de proteção.

Este foi o quarto problema de abastecimento de energia registrado no país em pouco mais de um mês. No dia 22 de setembro, um incêndio em um transformador na Subestação de Imperatriz (MA) atingiu as regiões Norte e Nordeste.

Na madrugada do 4 de outubro, uma pane em um transformador de Furnas em Foz do Iguaçu (PR) causou falta de energia nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste.

No dia 19 de outubro, o Distrito Federal ficou sem energia, com o desligamento de linhas de transmissão da Companhia Energética de Brasília (CEB).

Zimmermann disse que o governo também trabalha para restabelecer a confiabilidade do sistema elétrico brasileiro. “O sistema elétrico brasileiro foi planejamento para operar em determinado nível de confiabilidade. Se há redução dessa confiabilidade, como agora nessa sequência de eventos, tem que tomar ações necessárias para restabelecer essa confiabilidade que foi projetado para isso”

=================================================
INFORMAÇÃO PUBLICADA ORIGINALMENTE NA COLUNA TEMPO PRESENTE, DO JORNAL A TARDE, ASSINADA PELO JORNALISTA LEVY VASCONCELOS

“Casamento com Dilma A presidente Dilma estará de volta a Salvador amanhã (sábado, 27/10), mas nada a ver com política. Vem para ser madrinha de casamento de Eduardo Mendonça, filho do primeiro casamento de Fátima Mendonça (e do publicitário Guilherme Sodré), a esposa do governador Jaques Wagner e primeira-dama da Bahia, com Boni Bonilha. Será uma cerimônia discreta, sem alarde, só para 200 convidados. O governo não quis divulgar o local, mas um dos 200, de convite em punho, vazou: será no Solar Cunha Guedes, na Vitória. Segundo a coluna Painel, da Folha de São Paulo, Dilma conheceu os noivos quando era ministra de Minas e Energia. Disse que, quando se casassem, gostaria de ser madrinha. Em 2011, eles levaram 0 convite ao Palácio da Alvorada. Amanhã, paga a promessa.”

:


Salvador na escuridão: apagão deixa Norte
e Nordeste sem luz outra vez- Foto:Furura Press

=============================================


DEU NO ESTADÃO

Pela primeira vez, o Ministério de Minas e Energia (MME) admitiu que a sequência de quedas de energia, que têm afetado diversas regiões do País nas últimas semanas, pode não se tratar apenas de coincidências. O ministro interino, Márcio Zimmermann, disse há pouco que esse tipo de evento “não é normal” e que “essas coincidências são menos ainda”. Na madrugada desta sexta-feira, um apagão atingiu estados do Nordeste e do Norte do País.

“Já é a terceira semana seguida em que isso acontece e vamos tomar todas as providências para análise do que ocorreu”, disse o ministro interino ao chegar ao MME para reunião do Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico (CMSE), marcada para às 11 horas. Segundo Zimmermann, o problema de hoje ocorreu em uma linha de transmissão da Cemig, entre as cidades de Colinas e Imperatriz, ambas no Maranhão. O problema teria ocorrido, segundo ele, em uma chave seccionadora de um banco de capacitores.

“O sistema elétrico brasileiro é um dos maiores do mundo e é muito seguro, mas tivemos uma diminuição dessa confiabilidade no último mês”, completou o ministro interino. “Estas ocorrências têm sido registradas sempre com uma falha de equipamento e com a não atuação da primeira proteção, levando a eventos de grandes proporções”, concluiu.

Ainda de acordo com Zimmermann, técnicos do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) estão se dirigindo para a subestação de Imperatriz para obter mais dados sobre a falha de hoje.

out
26
Posted on 26-10-2012
Filed Under (Artigos) by vitor on 26-10-2012


========================================
Sid, hoje, no portal Metro1

================================================

OPINIÃO POLÍTICA

Dirceu e Chico Pinto

Ivan de Carvalho

O noticiário de ontem indicava que o ex-presidente nacional do PT e ex-ministro-chefe da Casa Civil da Presidência da República numa parte do primeiro mandato de Lula no comando do Executivo federal deverá receber do relator do processo do Mensalão no STF, Joaquim Barbosa, condenações que, somadas, totalizarão não menos de dez anos de prisão.

Quando as penas atingem oito anos tornam obrigatório seu cumprimento em regime fechado – evidentemente, não por todo esse período, mas durante parte dele. Dirceu foi condenado por corrupção ativa e formação de quadrilha. A estimativa sobre a duração das penas a ser proposta pelo relator está sendo balizada pelo que ele propôs para Marcos Valério pelos dois crimes pelos quais Dirceu também foi condenado.

Por esses dois crimes, a soma das penas de Marcos Valério foi de 10 anos e sete meses de reclusão. Valério sofreu mais condenações e por isto a soma de suas penas é bem maior que o período citado acima, mas Dirceu foi acusado e condenado apenas por corrupção ativa e formação de quadrilha.
Se a estimativa de pena a ser proposta pelo relator for confirmada e o tribunal endossar a proposta, as coisas ficam complicadas para o réu politicamente mais importante na Ação Penal 470 – o nome técnico do processo do Mensalão. É que a duração não permitiria a adoção de pena alternativa, nem de regime aberto ou semi- aberto.

Será ou seria pessoalmente um sofrimento grande para Dirceu o regime fechado, mas cumpre aqui observar é o efeito político dessa ocorrência.
Note-se que o líder petista (o segundo mais influente dentro do partido, superado apenas por Lula e com maior influência na engrenagem petista até do que a presidente Dilma Rousseff) não estaria indo para a prisão como foi, quase como herói, cumprindo pena de seis meses, o ex-deputado baiano Chico Pinto, por um violento discurso contra o ditador-presidente do Chile, general Augusto Pinochet. Dirceu estaria sendo punido por corrupção ativa e formação de quadrilha para compra de parlamentares e partidos no Congresso Nacional.

São coisas bem diferentes.

No entanto, difícil é dizer se o cumprimento de eventual pena em regime fechado pelos dois crimes citados – ambos com fortíssima carga política negativa – encerraria a carreira política do poderoso José Dirceu. Ele está garantindo que vai lutar e até sugeriu que recorreria a cortes internacionais se fosse condenado pelo STF – uma coisa muito improvável, tendo em vista a regular tramitação do processo e do julgamento e a natureza dos delitos.

Mas haverá um esforço para estabelecer uma batalha política. Há notícias de que já a partir de segunda-feira, dia seguinte ao das eleições, se buscará mobilizar “petistas, artistas e simpatizantes”, como descreve Lauro Jardim no site da revista Veja, para condenar a condenação de José Dirceu. De acordo com o jornalista citado, o alvo não seria diretamente o Supremo Tribunal Federal, até porque muitos embargos de declaração e infringentes poderão ainda ser tentados pelos advogados e julgados pelo STF antes que o caso do Mensalão transite em julgado. O alvo direto do ataque seria a imprensa e o STF apareceria como uma espécie de vítima de pressões da imprensa (ou do setor da imprensa não engajado na política do PT e do governo federal).

Quando defende Dirceu e ataca o julgamento, o PT faz simultaneamente uma autodefesa, mesmo não tendo sido acusado e condenado. Mas ao mesmo tempo, ao escolher esta opção, presta ativa solidariedade política aos sentenciados e, como os crimes pelos quais foram julgados não são de natureza similar ao praticado por Chico Pinto, o próprio partido, ao invés de reduzir os danos, pode até aumentá-los.

========================================


Um sonho
Gilberto Gil

Eu tive um sonho
Que eu estava certo dia
Num congresso mundial
Discutindo economia

Argumentava
Em favor de mais trabalho
Mais emprego, mais esforço
Mais controle, mais-valia

Falei de pólos
Industriais, de energia
Demonstrei de mil maneiras
Como que um país crescia

E me bati
Pela pujança econômica
Baseada na tônica
Da tecnologia

Apresentei
Estatísticas e gráficos
Demonstrando os maléficos
Efeitos da teoria

Principalmente
A do lazer, do descanso
Da ampliação do espaço
Cultural da poesia

Disse por fim
Para todos os presentes
Que um país só vai pra frente
Se trabalhar todo dia

Estava certo
De que tudo o que eu dizia
Representava a verdade
Pra todo mundo que ouvia

Foi quando um velho
Levantou-se da cadeira
E saiu assoviando
Uma triste melodia

Que parecia
Um prelúdio bachiano
Um frevo pernambucano
Um choro do Pixinguinha

E no salão
Todas as bocas sorriram
Todos os olhos me olharam
Todos os homens saíram

Um por um
Um por um
Um por um
Um por um

Fiquei ali
Naquele salão vazio
De repente senti frio
Reparei: estava nu

Me despertei
Assustado e ainda tonto
Me levantei e fui de pronto
Pra calçada ver o céu azul

Os estudantes
E operários que passavam
Davam risada e gritavam:
“Viva o índio do Xingu!

“Viva o índio do Xingu!
Viva o índio do Xingu!
Viva o índio do Xingu!
Viva o índio do Xingu!”

Composição: Gilberto Gil

=======================================

Boa sexta-feira e luz para todos!!!

(VHS)

(VHS)

  • Arquivos