Pedro Ken, no Rei Pelé, arranca
com o Vitória para a primeirona
=================================================

DEU NO CORREIO

Eudes Benício
esportes@portalibahia.com.br

Quase dois meses depois, o Leão volta a sentir o gosto de uma vitória como visitante. Mesmo sem grande apresentação, os comandados de Ricardo Silva arrancaram o bom resultado diante do CRB na noite desta terça-feira (23). A vitória por 1 a 0 no estádio Rei Pelé, em Maceió, foi garantida no gol de Elton, aos 40 do segundo tempo, marcado o décimo dele na Série B. O resultado ainda valeu uma posição na tabela, além da proximidade ainda maior da confirmação do acesso.

Além de vencer, o Rubro-negro contou com outros resultados favoráveis na rodada. Entre eles, a derrota do líder Criciúma, que desceu duas posições e permitiu ao Leão voltar à vice-liderança da Serie B, com 66 pontos. A liderança não veio pois o Goiás também venceu e foi a 67, assumindo a ponta. Com 30 pontos, o CRB continua muito perto da ameaça do rebaixamento, em 16º. A 33ª rodada reserva para o Vitória o duelo com o São Caetano, que está na briga pelo G-4. A partida acontece no Barradão, na sexta-feira (26), a partir das 18h30, no horário de Salvador. O CRB joga no sábado (27), diante do Ipatinga, em Minas Gerais.

Bola rolando
Com dois times precisando do resultado positivo, o jogo começou aberto no estádio Rei Pelé. O Vitória iniciou o duelo mais avançando, tentanto colocar a pressão no ataque e na saída de bola do CRB, mas os donos da casa deram a resposta e também conseguiram sair para o ataque. No final das contas, faltou objetividade e velocidade dos dois lados e a etapa inicial do jogo foi de poucas finalizações.

A primeira e uma das melhores chances de gol do Leão saiu aos 13′, quando Pedro Ken recebeu na área e recuou para Elton, que chegou chutando forte, mas mandou a bola acima do gol de Anderson. Depois da metade do primeiro tempo o Rubro-negro mostrou mais posse de bola e mais iniciativas de ataque, mas continuou faltando o capricho nas finalizações. O CRB ainda exigiu boas defesas de Deola, como aos 29′. Geovani cobrou a falta de longe, chutou direto para o gol, a bola pegou efeito e o goleiro rubro-negro espalmou. Em novo susto, aos 38′, Deola desviou com uma das mãos na tentativa do ataque de encobrir e Michel não deixou o jogador do CRB aproveitar a sobra, salvando no corte. O intervalo chegou sem gols.

No segundo tempo, o jogo recomeçou aberto, com CRB dando espaço para o contra-ataque, mas o Leão continuou com as mesmas dificuldades do primeiro tempo, abusando dos passes errados e ineficiente na finalização. Quem chegou com perigo no ataque foi o Criciúma, que ensaiou a pressão e pregou os sustos no Rubro-negro, mas Deola foi salvador no gol. Primeiro aos 21′, o goleiro fez grande defesa e impediu com os pés que Ronaldo marcasse no chute de cara com o gol. Depois, aos 23′, Deola salvou mais uma vez e espalmou depois que Ricardinho desviou de cabeça a cobrança de falta.

Os erros e dificuldades, principalmente do meio para frente, prosseguiram no lado do Vitória, o time não coseguia aproveitar bem os espaços deixados pelo rival, mas a investida certeira chegou nos minutos finais. Aos 40′, Elton sobiu sozinho e cabeceia para o gol no bom cruzamento de Eduardo Ramos, marcando o gol da importante vitória.

(Materia original do iBahia)

============================================

DEU NO PORTAL EUROPEU TSF

O ministro português dos negócios Estrangeiros, Paulo Portas, informou esta terça-feira(23) que foi encerrada a investigação brasileira para a eventual aplicação de medidas de salvaguarda aos vinhos importados. Produtores de vinho respiram de alívio.

Paulo Portas sublinha que uma má notícia sobre a exportação de vinhos para o Brasil atualmente seria prejudicial para a economia portuguesa

Para o ministro,com esta decisão, Portugal mantém o papel de quarto maior exportador de vinho para o Brasil

Paulo Amorim, presidente da Associação de Comerciantes e Exportadores de Vinhos, mostra-se aliviado com a decisão

Paulo Portas considera que se trata de uma vitória da diplomacia económica mas sublinha a isenção das autoridades brasileiras neste processo.

O ministro dos Negócios Estrangeiros explicou hoje, em Lisboa, que o Governo português recebeu a comunicação oficial de que o Brasil encerrou a investigação para a eventual aplicação de medidas de salvaguarda às importações brasileiras de vinho.

Em causa estava uma sobretaxa que aumentava os direitos aduaneiros de 27 por cento para 55 por cento, assim como o estabelecimento de quotas que limitavam o crescimento das exportações portuguesas para o mercado brasileiro.

De acordo com Paulo Portas, as medidas, caso fossem aplicadas, teriam «pesadas consequências» para a exportação dos vinhos portugueses para o Brasil.

«São 29 milhões de euros de exportações que ficam defendidos», disse o ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros.

===============================================

ARTIGO/OPINIÃO

Zé Dirceu nas entrelinhas

Maria Aparecida Torneros

Ler ou escrever sobre o Zé Dirceu, requer saber reler as entrelinhas da sua história

Políticos, os há, de toda sorte, ordem, origem, identificação ideológica, trajetória baseada em sorte ou oportunidade, perseverança, estilo próprio, carisma que vem de berço, ou crescente ao longo dos anos, com simpatia respeitável ou questionáavel antipatia, arrogância detestada ou coragem admirada, liderança reconhecida, capacidade de engendrar estratégias e de conciliar acordos, narcisismo acalentado, poder de persuasão, olhar futurista, sorriso largo ou contido, palavra amena ou arrebatadora, postura e presença constantes, arroubos defensivos e ataques desfechados para atiçar ou derrubar inimigos.

Um dos personagens em questão poderia ser qualquer bom profissional da política internacional ou nacional, com o nome citado nas primeiras páginas dos principais jornais que informam sobre a vida que circula nos meandros do poder de nacoes ou povos ao redor do mundo e precisamente nos bastidores da performance eleitoral que o Brasil assume em regime de arregimentaçao de votos ou de simpatizantes que gerem votos para que se atinja objetivos plenos de vótorias em pleitos espalhados em cidades, estados, regioes, rincoes longinquos, lugares onde a brasilidade sacode ideias e expectativas, sob a egide do embate de idéias, atitudes, propostas, números alcançados , indices atingidos, qualidade de vida ampliada ou melhorada ou ainda sonhada por centenas de milhares de criaturas cuja necessidade maior parece alicersar-se na confianca que depositara em alguem que os protegera muito mais do que os representara em postos ou cargos de comando.

Um tribunal superior, a chamada Alta Corte, acaba de condená-lo como “chefe de quadrilha”, com pompas teatralizadas e televisionadas, confundindo-se com período eleitoral e quase duas décadas de poder do PT, partido que ele comandou e onde milita diuturnamente desde sua fundação.

Percebe-se que há desses políticos, em forma e conteúdo, sim, deles, existem aos milhares, pelo mundo, nas histórias contadas em livros biográficos ou romanceados, e nos relatos memoráveis dos bastidores, que um dia, podem virar filmes de grande circuito, porque as historias de políticos lendários como é o caso do Zé Dirceu, rendem sinopses atraentes ao mesmo tempo em que incitam a curiosidade dos públicos mais diversos e atentos

Um brasileiro cuja história pessoal se confunde com as últimas 5 décadas da vida nacional, tal a sua vocação de fênix a ressurgir dos rolos compressores em que se viu metido ao longo dos tempos, nas perseguições da ditadura militar, na vida clandestina, na cassação, no ressurgimento à luz do comando do PT, por dezenas de anos, no papel fundamental que exerceu durante as campanhas que levaram o presidente Lula ao topo do Poder, e ainda, no efeito avassalador que a informação e a contra-informação exerceram no episódio apelidade de “mensalão”, que, a partir de 2005 espoucou como se fora um meteoro gigante a bombardear a vida republicana em pleno mandato do poder petista, prato cheio para a oposição aturdida. Agora, a condenação do STF e sua reação de bravo guerreiro a clamar que lutará para provar sua inocência.

O Zé explode na mídia nacional trazendo a sua figura para o primeiro plano novamente! Digno de ser observado à luz do seu tempo, da sua geração, dos modelos aos quais se viu atrelado, mas sobretudo, da capacidade de se reinventar, como ele mesmo disse, quando tudo parece destruído por uma tempestade avassaladora, em efeito dominó de inquisição extemporânea, onde a subjetividade na interpretação da lei é facultada a um grupo seleto de senhores e senhoras que estudam o comportamento legal dos cidadãos e a eles é delegada a missão de julgar e apenar os que são réus em processos quilométricos, de zilhões de folhas, que talvez já não confundam nas barafundas das intenções , nem as almas penadas, aquelas que certamente vagam por corredores estreitos da justiça sonhada em tantas eras medievais ou antigas, modernas ou contemporâneas, justificando-se poderes e democracias com armas , guerras, bombas ou com palavras, milhares de palavras, ou ainda, com atos, atos, atos institucionais ou institucionalizados.

Há um Zé em cada brasileiro ou brasileira que nasceu sob a égide do Gigante Adormecido que sonhava acordar para as liberdades sem arbitrariedades. Talvez haja mais de um Zé, um mito que ultrapassou o criador , esta criatura que venceu e perdeu, que lutou e luta, que argumenta e esbraveja, é referência de embates e como ele mesmo diz: a luta continua! O personagem é maior que o enredo, disso eu não tenho dúvida. Daí, que é preciso acompanhar detalhadamente tudo o que está nas entrelinhas da história do Zé Dirceu, para não se perder o foco das cenas de atores que fazem do Brasil um grande espetáculo em torno de seu despertar para uma fase pós colonizada, ainda que ainda doam as diferenças sociais, o país avança, apesar de tudo, no modelo ainda dominante da medição do PIB, mas é possível sustentabilizar o processo de desenvolvimento, é necessário repensar e reformar a prática viciada da política brasileira, é factual que se formulem oportunidades para as novas gerações no sentido de melhores oportunidades de educação, cultura, saúde e meio ambiente. É bom lembrar que há uma Dilma que viabiliza e segura a peteca nacional com a batuta de uma dona de casa experiente, enquanto a nação se movimenta e brada por melhores dias, à custa de palavras, atos, leis, reformas, esperanças e até injustiças.

Cida Torneros é escritora e jornalista, colaboradora da primeira hora do Bahia em Pauta, mora no Rio de Janeiro

—————————————————————-
Tema musical do espetáculo opinião. realizado em plena ditaduta.. considerada uma musica de protesto da cultura do morro. autoria de Zé Keti.

Dá-lhe, Nara!!!

(VHS)

==============================================

DEU NO SITE DE CHICO BRUNO

Está causando grande repercussão na internet a polêmica gerada pela cassação do direito de resposta do prefeito João Henrique a Nelson Pelegrino, decisão tomada ontem pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Postado ontem no youtube, (http://www.youtube.com/watch?v=mviheRdz7Mg&feature=youtu.be) o direito de resposta do prefeito já alcançou, em cerca de 12 horas, 5.571 acessos. O assunto também pautou a imprensa local e, inclusive, teve repercussão na mídia nacional. Uma das matérias veiculadas na imprensa nacional, da Agência Estado, classificou a decisão do TRE de “pouco comum” e informa que a decisão “causou revolta na administração municipal de Salvador”.

Segundo João Henrique,“fui atacado injustamente e minha palavra foi censurada, apesar das diversas inverdades ditas contra minha pessoa. Mas a verdade está triunfando e, por isso, o meu relato sobre a verdade do metrô está tendo uma grande repercussão na internet e na imprensa. O primeiro trecho do metrô ia até Pirajá e o governo do PT encurtou para somente 6 km, acabando no Acesso Norte”.

Na sua mensagem, o chefe do Executivo municipal esclareceu que as obras do metrô estavam paralisadas em 2005 e ele conseguiu junto ao presidente Lula o reinício das obras. Segundo o prefeito, “a obra está 100 % concluída, mas não deixam inaugurar, prejudicando a população de Salvador”.

O desembargador Carlos Alberto Dutra Cintra acatou uma medida cautelar do PT cujo propósito é vetar o direito de resposta concedido ao prefeito João Henrique pelo juiz da 2ª Zona Eleitoral, João Batista Alcântara Filho, que entendeu que as colocações de Nélson Pelegrino sobre a questão do metrô eram inverdades.

João Henrique está entrando na Justiça com um mandado de segurança contra a cassação do seu direito de resposta que teve duas inserções nos canais de TV aberta. Outras duas foram proibidas de ir ao ar.

Ainda durante a mensagem do direito de resposta, o prefeito lembrou que o PT fez parte da sua gestão durante três anos e seis meses.


Regina Dourado:”momento muito difícil”

==========================================

DEU NO PORTAL DE A TARDE

A atriz baiana Regina Dourado, 59 anos, permanece internada no Hospital Português, na Barra, nesta terça-feira, 23. O estado de saúde dela é tido como gravíssimo. Segundo o irmão de Regina, Oscar Dourado, a atriz foi transferida da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para o quarto.

“Minha irmã está sedada e com poucos momentos de lucidez”, afirmou ele, que aguarda a partida de Regina. “O quadro dela é irreversível”, contou.

Apesar disso, Oscar pede aos fãs do trabalho da baiana que rezem por ela. “É um momento muito difícil, mas estamos ao lado dela para que sinta que é muito amada. Por isso, estamos aqui para dar carinho”, disse ele, que é músico e fotógrafo.

Regina deu entrada na unidade hospitalar no último sábado, 20, em decorrência de complicações em seu estado de saúde. A atriz sofre de câncer.

Leia mais no site do “A Tarde”

out
23
Posted on 23-10-2012
Filed Under (Artigos) by vitor on 23-10-2012


A notícia no site G1, da Globo, com a fotografia do morto e de Gilberto Araújo/DN

==========================================

DEU NO JORNAL PORTUGUÊS DIÁRIO DE NOTÍCIAS (LISBOA)

A família de Gilberto Araújo, de 41 anos, pensou que o cadáver que tinham sido chamados a identificar, no necrotério, era deste lavador de carros. Afinal, era um homem muito parecido fisicamente, que continua por identificar.

O corpo foi velado durante toda a noite na casa da família, até que Gilberto Araújo (que mantém um contacto apenas esporádico com os familiares) resolveu apareceu, a poucas horas do funeral. Alertado por um amigo de que havia um velório em sua casa e que todos pensavam que estava morto, Araújo ainda tentou telefonar a avisar, mas quem atendeu pensou que se tratava de uma brincadeira.

“Teve muito susto. As meninas caindo ali, desmaiando, gente correndo. A rua encheu de moto, de carro, de tudo”, contou ao site G1 uma vendedora, Maria Menezes.

“Eu fiquei muito alegre porque qual é a mãe que tem um filho que dizem que está morto e depois aparece vivo?”, disse Marina Santana, a mãe de Gilberto Araújo. O funeral estava previsto para a manhã de ontem, segunda-feira (22).

==================================================

Ivan de Carvalho

A última bala

Ivan de Carvalho

À sombra do Mensalão, transcorre a última semana da campanha eleitoral para as prefeituras de muitas capitais e outras grandes cidades brasileiras. A sombra do maior escândalo de corrupção da história do Brasil é mais densa em capitais e outras cidades onde o PT – partido que detém o poder federal há quase nove anos – concorre diretamente ao pleito, melhor dizendo, tem candidatos próprios.

Isso, claro, não significa nem de longe o envolvimento desses candidatos com o Mensalão. Eles não foram investigados, indiciados, denunciados, não são réus no processo e até aqui não vi ninguém tentando responsabilizar tais candidatos pelo escândalo. Mas não é agradável para a campanha deles que o caso, que envolve profundamente o PT e o primeiro quatriênio em que este partido governou a República, esteja sendo finalizado exatamente na semana que precede as eleições.

O STF vai ainda definir, certamente hoje, sobre os sete casos de empates por cinco votos a cinco (três réus por formação de quadrilha e quatro por lavagem de dinheiro). É ao presidente do tribunal, Carlos Ayres Brito, que votou em todos os casos pela condenação desses réus, que caberia o voto de Minerva, para desempatar. Mas ontem, assinalando que a questão é delicada, pois o empate beneficia os réus, operando como se absolvição fosse, ele lembrou sua opinião pessoal de que não deve ocorrer o voto de desempate do presidente do tribunal. Mas caberá a este, e não ao presidente, decidir se o presidente desempatará.

Vencida esta etapa, o STF passará à chamada dosimetria das penas de todos os condenados. Em termos menos jurídicos, é a fixação das penas. E depois receberá e julgará eventuais (e previsíveis) embargos, que não deverão alterar substancialmente condenações e penas.
A sessão de ontem do STF foi pesada para o PT. Por seis votos a quatro, o tribunal condenou o ex-ministro-chefe da Casa Civil de Lula e ex-presidente do PT, José Dirceu, por formação de quadrilha. Também foram condenados José Genoíno, ex-presidente do partido, Delúbio Soares, ex-tesoureiro e mais sete réus. Dirceu, Genoíno e Delúbio – citados aqui por serem, politicamente, os nomes mais relevantes – já tinham condenações anteriores por corrupção ativa.

Essa decisão do STF, ontem, embora nada tenha a ver com as eleições exceto o fato de acontecer às vésperas do segundo turno, terá sua influência, como é certo que o Mensalão e seu julgamento representaram um pano de fundo muito relevante na campanha eleitoral – o que, do ponto de vista ético, é conveniente ao país, como, aliás, chegou a sugerir o relator do processo, ministro Joaquim Barbosa.

Na Bahia, haverá segundo turno em apenas duas cidades, Salvador e Vitória da Conquista. Feira de Santana é a outra cidade baiana com mais de 200 mil eleitores e que comporta segundo turno, mas lá o candidato democrata José Ronaldo venceu as eleições já no primeiro turno.

Em Salvador, o primeiro turno apresentou, por diversas razões que conduziram a campanha eleitoral, um resultado apertadíssimo, com apenas 5.626 votos de frente para o democrata ACM Neto. No segundo turno este candidato conseguiu livrar-se de alguns fatores que lhe aumentavam a dificuldade e, de acordo com a pesquisa Ibope – mas não somente de acordo com ela – já conseguiu abrir uma frente muito expressiva. O PT e a candidatura de Pelegrino parecem ter, na presença do ex-presidente Lula em comício em Salvador, sua última bala.

out
23
Posted on 23-10-2012
Filed Under (Artigos) by vitor on 23-10-2012


=================================
Clayton, hoje,no jornal O Povo (CE)

  • Arquivos