Mario Kertéz:agora na campanha de Pelegrino(PT)

============================================

Apesar de já ter declarado apoio ao candidato Nelson Pelegrino (PT) para a disputa no segundo turno, o ex-candidato Mário Kertész (sem partido), realizou uma coletiva para reforçar sua decisão de presença na campanha do petista. Também estiveram presentes o vereador Paulo Magalhães (PSC), o senador Walter Pinheiro (PT), o secretário da Administração Penintenciária e Ressocialização (Seap), Nestor Duarte, e o superintendente do Sebrae, Edval Passos.

Mário disse que continuará na Rádio Metrópole sendo o comunicador que sempre foi e que vai gravar propaganda a favor de Pelegrino. No entanto, Kertész descartou participar de caminhadas e comícios.

Durante a coletiva, Kertész negou que tenha aceitado alguma proposta para ter ficado ao lado do PT. “Não pedi nada a ele. Não aceito nenhum cargo na prefeitura. Não estou na vida política, eu sou comunicador”, enfatizou.

PMDB

Kertész também aproveitou o momento para ressaltar que não saiu do PMDB brigado. Sua saída se deu em cumprimento do que ele já tinha dito no início da campanha, que não queria uma vida política. E, como não ganhou a eleição, não teria mais motivos para permanecer filiado.

“Pedi a desfiliação sem nenhum tipo de briga. Continuo amigo, uma amizade de família, que vem de Afrísio. Geddel e Lúcio estiveram aqui e coloquei para eles toda a minha posição de que encerro minha janela política, por isso pedi minha desfiliação”, explicou.

Pelegrino

O candidato Nelson Pelegrino também se pronunciou e disse que recebeu o apoio com muita alegria pela amizade que tem com MK. “Mário é um amigo e, como eu e Olívia Santana, é um militante da cidade de Salvador, tem uma paixão pela cidade como nós temos. Ele deu contribuições importantes à cidade e vamos incorporar em nossa campanha eleitoral”, disse.

Pelegrino e Kertész foram questionados sobre os votos do petista terem sido maiores no subúrbio e os de Neto na parte nobre da cidade. Pelegrino petista disse apenas que escolheu o melhor, Mário Kertész, que tem um público de classe média na Rádio Metrópole.

Já o comunicador negou que o público seja somente formado pela classe média. “Ao contrário do que se pensa, o alcance da rádio não é só dessas classes e isso pude verificar caminhando nas ruas, nos bairros humildes e de gente dizendo ‘Eu conheço o senhor da Rádio’. E essa divisão entre ricos e pobres é um equivoco total”, respondeu.

(Deu no portal Metro1)

Be Sociable, Share!

Comentários

danilo on 11 outubro, 2012 at 15:43 #

o que fez Mario kertesz apoiar Pelegrino? Mari Kertesz que todo dia dizia no seus programa de rádio que a hegemonia petista (federal, estadual e municipal) era uma coisa prejudiciall para a democracia.

e agora ele está apoiando a hegemonia que tanto criticou. aí tem borogodó…


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos