DEU NO PORTAL METRO1

O presidente da Assembleia Legislativa (AL-BA), deputado Marcelo Nilo (PDT)), divulgou por meio do Twitter, nesta sexta-feira (5), uma pesquisa de intenções de votos dos candidatos à prefeitura de Salvador. Segundo a aferição, Nelson Pelegrino (PT) lidera com 30,8%, seguido de perto por ACM Neto (DEM), com 29,1%. Em terceiro aparece Mário Kertész (PMDB), com 7,6% da preferência. Márcio Marinho (PRB) detém 4,2%, Hamilton Assis (PSol) 1,7% e Rogério Tadeu da Luz (PRTB) 0,9%.

Como a margem de erro é de 3,1%, os candidatos petista e democrata estão tecnicamente empatados, indicando a realização de segundo turno.

Ainda de acordo com ao Instituto Babesp, que pertence ao presidente da AL-BA, 8,8% dos eleitores soteropolitanos pretendem votar nulo e 16,9% ainda não sabem em quem irá votar.

A consulta foi feita entre os dias 3 e 4 de outubro e está registrada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-BA) sob o protocolo BA-00379/2012.

Be Sociable, Share!

Comentários

danilo on 5 outubro, 2012 at 21:52 #

que tal fazermos um exercício de lógica?

o instituto de pesquisa Babesp é de propriedade do sr. Marcelo Nilo, certo?

analisando os resultados, e de antemão sabendo do ÓDIO MORTAL que o sr Marcelo Nilo nutre por ACM Neto, alguma coisa está estanha na aferição do levantamento.

hummm sei não, viu? Pelegrino à frente por tão pouco percentual… será mesmo? aí tem borogodó…


rosane santana on 6 outubro, 2012 at 7:54 #

Criticavam tanto ACM e suas práticas de controle do Legislativo e do Judiciário baianos… Eu pergunto: o que mudou com Wagner? O que representa Marcelo Nilo no governo Wagner? Quem é mesmo o dono dessa empresa de pesquisa?


rosane santana on 6 outubro, 2012 at 7:58 #

Anotem aí: Marcelo Nilo vai para o quarto mandato na presidência da AL, é só esperar. Caso anômalo no Poder Legislativo brasileiro e baiano. Nem nos tempos de ACM. E ainda dizem que o carlismo morreu. O carlismo é, antes de tudo, uma mentalidade, uma cultura política tipicamente baiana, que tb é praticada pela “esquerda” que tomou o poder em 2006 na Bahia.


rosane santana on 6 outubro, 2012 at 8:04 #

Se quisermos traduzir carlismo: clientelismo, privatismo, patrimonialismo, violência etc.Neste particular, quero dizer violência, note-se a propaganda eleitoral, a forma de cooptação de lideranças, de tratamento dos adversários e das pessoas que deles discordam, a decisão sobre questões importantes como a demolição da Fonte Nova etc. etc. etc.


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos