set
25
Postado em 25-09-2012
Arquivado em (Artigos) por vitor em 25-09-2012 18:39

============================================

Maria Olívia Soares

A Assembleia Legislativa da Bahia vai homenagear um dos mais prestigiados escritores brasileiros na quinta-feira, dia 27 de setembro, às 10h, no plenário da Casa. Por iniciativa do deputado comunista Álvaro Gomes (PCdoB), o centenário de nascimento de Jorge Amado – autor, entre outras obras, de “Gabriela, cravo e canela” – será celebrado em sessão especial.

O ato já recebeu a confirmação de presenças ilustres, como João Jorge Amado, Myriam Fraga, o professor e cineasta Guido Araújo, o cantor Gerônimo e a ialorixá Mãe Stella de Oxossi.

Além da obra que a Rede Globo exibe, numa segunda adaptação de Gabriela, Cravo e Canela para a televisão, Jorge Amado é autor de clássicos da literatura nacional, como “Dona Flor e seus dois maridos”, “Mar morto”, “Capitães da Areia”, “A morte e a morte de Quincas Berro Dágua”, entre muitos outros.

Jorge Amado nasceu em 10 de agosto de 1912, numa fazenda de cacau no município de Itabuna, sul da Bahia, e passou a infância em Ilhéus. Publicou seu primeiro romance, “O país do carnaval”, em 1931.

Além de ser o grande contador de histórias da Bahia, Jorge Amado teve destacada participação na vida política do país. Em 1935, formou-se pela Faculdade Nacional de Direito, no Rio de Janeiro. Militante comunista, exilou-se na Argentina no início da década de 40 e, ao regressar ao Brasil, foi eleito deputado federal pelo estado de São Paulo, pelo Partido Comunista Brasileiro (PCB). É autor da lei que assegura a liberdade de culto religioso ainda em vigor.

Em 1945 casou-se com a também escritora Zélia Gattai, com quem permaneceu até o fim da vida (antes, em 33, havia se casado com Matilde Garcia Rosa, com quem teve uma filha, Lila). Exilou-se na Europa até o início da década de 50, no período em que o Partido Comunista foi declarado ilegal no país.

De volta, passou a dedicar-se inteiramente à literatura e foi eleito para a cadeira 23 da Academia Brasileira de Letras (ABL). Jorge Amado morreu em Salvador, em 6 de agosto de 2001.

Sessão Especial Centenário de Jorge Amado
Quando: 27 de setembro, 10 horas
Onde: Plenário da Assembleia Legislativa da Bahia – CAB

(Maria Olívia é jornalista, colaboradora do Bahia em Pauta)

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • setembro 2012
    S T Q Q S S D
    « ago   out »
     12
    3456789
    10111213141516
    17181920212223
    24252627282930