Foto postada por Maria Olivia Soares no twitter

============================================

http://youtu.be/mMzXCCr2pbk

“Tu me Acostumbrastes”, bolero da Armando Manzanero, do novo disco do MPB4.

=================================================

SOBRE O DISCO CONTIGO APRENDI, COM O MPB4, UM TRECHO DE CAETANO VELOSO:

“Ouvi-los cantar boleros em versões para o português é reconhecer a profundidade com que a canção americana de língua espanhola entrou na alma das pessoas da nossa geração. Quem sai homenageada é a tradição de versões de boleros de que a verdadeira MPB pode se orgulhar. O bom gosto dos arranjos (onde o violão brasileiro aparece com sua delicadeza, sem deixar de honrar a garra de violões à Los Panchos) comprova a sinceridade e o carinho com que essas canções foram abordadas. São os caras de Niterói dizendo a cada um dos artistas que os ensinaram a fruir as belezas que vinham do México ou de Cuba, adaptando-as à língua portuguesa. Sinto ternura e orgulho por participar desse projeto tão rico, tanto musical quanto historicamente”.
Caetano Veloso


Caldas: brincadeiras com eleitores na campanha

Eduardo Anizelli/Folhapress
==============================================
DEU NA FOLHA DE S. PAULO

NELSON BARROS NETO

ENVIADO AO INTERIOR DA BAHIA

A cerca de 200 km de Salvador, as cidades baianas de Santa Teresinha, Elísio Medrado e Itatim têm em comum prefeitos candidatos à reeleição que foram presos recentemente pela PF (Polícia Federal), suspeitos de desvio de recursos públicos federais.

Nas ruas das cidades da Bahia, eles fazem campanha normalmente, apenas com os candidatos de oposição usando um ou outro artifício para recordar as ações da PF.

Em Elísio Medrado, o candidato à reeleição acumula polêmicas. Em outubro de 2010, um mês antes de ser preso, Everaldo Caldas (PP) promoveu um “evento de inauguração” de uma lombada de rua, com banho de champanhe na obra e presença de um trio elétrico.

“A oposição dizia que eu não tinha feito nada”, afirma Caldas, relembrando o fato. “Aí, para sacanear, quebrei um champanhe. Era baratinho, daqueles de R$ 4,50. E despejei no quebra-molas.”

Pouco após ser eleito, Caldas foi cassado sob acusação de compra de votos. Recuperou o mandato na Justiça.

Em Santa Teresinha e Itatim, os adversários exploram as prisões sobretudo em mensagens em carros de som.

Raimunda Santos (PDT), a “Mundinha”, como é conhecida em Itatim, tem o apoio do lavrador Ivo Miranda, 50, localizado pela reportagem em frente ao balcão do Bolsa Família do município.

“Sempre estarei do lado dela. A família dela comprou quatro posses de terra do sitiozinho que temos, na mão de meu pai”, declara. O preço: R$ 1.000, no total.

“Mundinha” não foi localizada na cidade e não quis falar do caso por telefone.

Em Santa Teresinha, o prefeito Agnaldo Andrade (PSD) repete estratégia de José Serra (PSDB), parodiando em seu jingle o sucesso “Eu Quero Tchu, Eu Quero Tcha”.

Andrade não quis falar com a Folha e orientou em voz alta seus assessores para que dispensassem a reportagem: “Digam que não estou, que estou ocupado.”

============================================

DEU NO PORTAL OBSERVATÓRIO DA IMPRENSA

Quase fui em cana

Por Biaggio Talento

Como diz o outro, “não roubei, não matei, não trafiquei drogas”. Tampouco desviei recursos públicos ou me meti em uma dessas falcatruas que povoam o noticiário. O problema foi outro. De manifestação de pensamento.

Muito já se falou e escreveu sobre as tentativas de pressão e censura a que o jornalista está submetido nos dias de hoje, após o fim da última ditadura e a extinção da censura oficial de Estado. Os casos são inúmeros. Até hoje, por exemplo, o Estado de S.Paulo está proibido de publicar reportagem sobre a Operação Boi Barrica, que envolve o filho do senador José Sarney. Relato um caso miúdo, mas típico, de pressão a que o profissional de imprensa está submetido nos dias de hoje. Publiquei a seguinte nota, na coluna “Tempo Presente”, de A Tarde (Salvador, BA), salvo engano no início de 2011:

“Advogados visitam Casa Civil

Pouco antes de os novos secretários do governador Jaques Wagner (PT) tomarem posse, os advogados Francisco Bastos e André Teixeira fizeram uma visita à sede da governadoria. Sócios de Carlos Suarez, eles são alvos de ações civis públicas movidas pelos ministérios públicos federal (MPF) e estadual (MPE) por crimes ambientais. Os dois saíram discretamente do prédio enquanto os jornalistas começavam a chegar para cobrir a posse dos secretários. A reportagem de A Tarde apurou que eles tiveram no local para visitar o coordenador-executivo de Acompanhamento de Políticas Governamentais da Casa Civil, Eracy Lafuente, o homem por trás da mesa por onde passam importantes projetos do governo Wagner. Por meio de sua secretária, Lafuente negou que se tivesse reunido com Bastos e Teixeira.”

Virei réu numa ação de calúnia, injúria e difamação, movida por Bastos e Teixeira. Se fosse condenado, poderia ser preso a uma pena de 3 (três) meses a 1 (um) ano de detenção e pagar multa.

Desmandos da corrupção

Na queixa, os dois reclamantes dizem que foram parar na sala de Lafuente “por engano”, mas se sentiram injuriados pela publicação da nota. O juiz da 17ª Vara Criminal de Salvador entendeu que os dois querelantes se zangaram, na verdade, com a divulgação de que estão sendo processados pelos ministérios públicos federal e estadual por crimes ambientais em Salvador e me “absolveu”. Ou seja, escapei da cadeia.

Essa estratégia de intimidação, vinda das pessoas ligadas ao mercado imobiliário, atinge também os jornalistas Valmar Hupsel Filho e Aguirre Peixoto Talento, que igualmente estão sendo processados por motivos semelhantes – publicarem matérias sobre os processos movidos pelo Ministério Público contra a devastação das áreas verdes da capital baiana com a complacência das autoridades públicas.

Ações desse tipo, num país em que não existe censura e é garantida a liberdade de imprensa (com responsabilidade), têm tudo para não lograr êxito, mas cumprem sua função de intimidar e pressionar o jornalista, pois só o simples fato de ser obrigado a sentar no banco dos réus é desagradável. Ainda mais para quem faz frequentemente matérias denunciando os desmandos da corrupção que campeiam no Brasil.

A sociedade precisa reagir. Não fosse a coragem dos jornalistas que produzem essas matérias (os processados e os não processados), talvez a Justiça não tivesse, por exemplo, anulado essa Lei de Ordenamento do Uso do Solo (Louos) e o PDDU da Copa que o prefeito de Salvador fez aprovar nessa péssima Câmara Municipal, totalmente manietada.

Biaggio Talento, de A Tarde e ex-Estadão na extinta sucursal de Salvador, é jornalista experiente, capaz e um dos mais acreditados profissionais da imprensa na Bahia.

set
18
Posted on 18-09-2012
Filed Under (Newsletter) by vitor on 18-09-2012

“É preciso acreditar”: um clássico
da música portuguesa

======================================


Luiz Goes: mestre do fado de Coimbra

===========================================

Morreu esta terça-feira, 18, aos 79 anos, o grande nome da canção de Coimbra e do fado português.Cantor, compositor, poeta Luiz Fernando de Sousa Pires de Goes (nasceu a 5 de janeiro de 1933, em Coimbra) é considerado um dos artistas portugueses com maior curriculum internacional. Aos 14 anos já cantava em público.

Licenciou-se em Medicina em 1958. Precisamente, no final da década de 50 formou o Coimbra Quintet, com os instrumentistas António Portugal, Jorge Godinho, Manuel Pepe e Levy Batista. O disco ‘Sereneta de Coimbra’ (1957) é um dos álbuns mais vendidos no mundo da música portuguesa.

‘Balada do mar’, ‘É preciso acreditar’, ‘Cantiga para quem sonha’, fazem parte do seu extenso repertório.

Perda imensa para a música em Portugal e no mundo.

(Informações do Diário de Notícias. de Lisboa)


Kate: tarde demais para proibir
==============================================

Vários dias depois das fotos terem invadido páginas de revistas, jornais e espaços da Web no mundo inteiro, o tribunal de Nanterre decidiu proibir a difusão e venda das imagens da duquesa de Cambridge, Kate Middleton em “topless”, publicadas originalmente pela revista francesa ‘Closer’.

A justiça francesa decidiu hoje (19) proibir à revista Closer a reedição, difusão e venda a terceiros das fotografias da mulher do príncipe William, que foi apanhada por paparazzi fazendo topless durante umas férias no sul de França.

O tribunal de Nanterre, próximo de Paris, deu provimento à petição dos advogados do casal que solicitou uma providência cautelar a todos as 15 imagens publicadas pela revista Closer.

Recorde-se que a revista francesa pertence ao grupo editorial Mondadori, properidade do ex primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi.

(Com informações do jornal Diário de Notícias, de Portugal, e agências internacionais de notícia)

set
18
Posted on 18-09-2012
Filed Under (Charges) by vitor on 18-09-2012


==========================================
Myrria, hoje, no jornal A Crítica(AM)

================================================

OPINIÃO POLÍTICA

História sem fim

Ivan de Carvalho

A revista Veja publicou uma reportagem baseada, segundo informou, “em revelações de parentes, amigos e associados” de Marcos Valério, um dos operadores financeiros do Mensalão. O conteúdo da reportagem publicada na edição desta semana da revista é bombástico e, entre as várias informações que o constituem, a mais explosiva é a de que o ex-presidente Lula não apenas sabia do esquema chamado de Mensalão pelo presidente do PT, Roberto Jefferson, mas detinha o comando do esquema. E que esteve com Marcos Valério do Palácio do Planalto.

A repercussão nacional da reportagem foi instantânea e não poderia ser diferente. Dois fatos tornam a reportagem ainda mais crítica do que seria normalmente – a proximidade das eleições de 7 de outubro e o julgamento, em curso, do escândalo do Mensalão (Ação Penal 470) pelo STF. São certamente esses fatos duas das principais razões pelas quais a mídia nacional e até mesmo os partidos de oposição estão tratando com cautela máxima e notória discrição a reportagem-denúncia de Veja. Outras razões talvez existam. Pelo que contém a reportagem é intuitivo que sim.

A reportagem recebeu três desmentidos importantes até a noite de ontem. Um, esquisito, do advogado de Marcos Valério. Primeiro, disse que não desmentiria nem confirmaria a reportagem, porque “não houve entrevista” de Valério. Depois, disse que conversou com Valério e este desmentiu tudo, incluindo o conteúdo da reportagem. Diante disso, a Veja e a credibilidade de sua reportagem – que seria seguida por algumas outras matérias aprofundando o mesmo tema – ficam numa posição incômoda.

No domingo, o jornalista Reinaldo Azevedo, em seu blog abrigado no site de Veja, insistiu com os “petralhas” para que cobrassem da revista a divulgação da “fita”, isto é, de gravações que comprovassem a reportagem. Dava a entender claramente que os “petralhas”, ao contrário de seu comportamento em outras ocasiões, estavam “quietinhos”, não estavam pedindo a fita, por temerem que ela fosse mesmo apresentada, por saberem que existia. Mas, no twitter, algumas pessoas ligadas ao PT e, em maior número, pessoas independentes, começaram a pedir a divulgação da fita.

Ontem, os rumores e algumas notícias apontavam para a existência da fita. E para um impasse na Veja: a fita seria, na realidade, uma entrevista de Marcos Valério, que no entanto a teria concedido sob a condição de que o que nela disse fosse divulgado como revelações colhidas junto a parentes, amigos e associados dele. A negativa do conteúdo da reportagem em nome de Valério, por seu advogado, teria rompido o trato, tornando legítima a divulgação da fita, como prova das revelações de Valério contidas na reportagem. Mas da sucursal de Brasília, que fizera a reportagem, teria surgido uma objeção à divulgação da fita. O assunto ainda estaria para ser resolvido.

Os dois outros desmentidos a que me referi: em São Paulo, o governador Jaques Wagner declarou: “Até onde eu sei, Lula nunca esteve com Marcos Valério”. Paulo Okamoto, um muito conhecido amigo de Lula e que, segundo parte do noticiário, seria o responsável por acalmar e ajudar Marcos Valério nas crises emocionais e necessidades materiais, disse que somente soube da existência de Valério depois que estourou o caso do Mensalão. Mas, neste caso, e daí?

O PSDB preparou minuta de um pedido ao Ministério Público para instaurar uma investigação a partir da denúncia de Veja, mas discute o assunto hoje com o Democratas e o PPS para chegar a uma decisão. E o procurador geral da República, Roberto Gurgel, indicou que o Ministério Público Federal deve examinar o caso, mas somente após o julgamento do Mensalão, para não tumultuar o julgamento.

Deu no portal Globo.com

A trilha sonora de Lado a Lado ( a recém estreada novela das seis da Globo) foi um dos destaques do primeiro capítulo. O autor João Ximenes Braga ficou muito feliz com a forma como tudo foi ao ar. “Tudo funcionou muito bem. A escolha da trilha sonora foi muito arriscada, mas deu certo, como na cena da capoeira, em que toca música eletrônica. E do samba, quando a Constância fala mal do morro”, comentou.

Thiago Fragoso, que interpreta Edgar, também não poupou elogios. “O Brasil precisava de uma novela dessas. As pessoas precisam saber o que aconteceu com os negros depois da abolição da escravatura. Isso tudo me emocionou tanto! Estou muito feliz!”, confessou. Rafael Cardoso foi outro a se render ao primeiro capítulo. “Linda a fotografia, a abertura, a trilha sonora… Estou muito satisfeito e ansioso para ver como vai ser daqui para frente”, disse o ator, que dá vida a Albertinho.

Walter Carvalho, consultor de fotografia, se disse honrado por poder trabalhar com uma história tão rica. “Eu acho uma espécie de sonho trabalhar em um organismo que envolve tanta gente para fazer histórias que seduzem, comunicam e emocionam tantas pessoas. É uma oportunidade e uma honra muito grande participar de uma equipe como essa, a serviço de uma dramaturgia tão bem construída”, revelou.

Lado a Lado é escrita por Claudia Lage e João Ximenes Braga e tem direção de Dennis Carvalho.

=============

A música de Katelbey. uma clássica e empolgante obre prima, é trilha do personagem interpretado por Lázaro Ramos na novela. Confira e se emocione também.

BOA NOITE!!!

(VHS)

  • Arquivos

  • setembro 2012
    S T Q Q S S D
    « ago   out »
     12
    3456789
    10111213141516
    17181920212223
    24252627282930