Lula a mil: dos palaques da Bahia para
os de Sampa em 24 horas
=======================================

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a ministra da Cultura, Marta Suplicy , reforçaram neste sábado a campanha de Fernando Haddad , candidato do PT à Prefeitura de São Paulo, ao participarem de dois comícios , um no Capão Redondo, e outro na Cidade Dutra, zona sul da capital paulista. Enquanto Lula e Haddad se ocuparam de criticar o adversário José Serra , candidato do PSDB, Marta atacou Celso Russomanno , candidato do PRB, e o chamou de “lobo em pele de cordeiro”.

Rouco devido aos reflexos do tratamento que fez para curar um câncer de laringe, Lula afirmou, durante o primeiro comício no Capão Redondo, que só ia falar cinco minutos. Mas acabou falando dez. “Não sei por quanto tempo vou poder participar da campanha de Fernando Haddad”, iniciou o ex-presidente. “O que eu posso dizer é que se eu tiver condições de fazer todos os dias um minuto de discurso, pode acreditar que eu farei.”

Durante sua fala, ele parou uma vez para beber água, não sem depois brincar: “Quando eu fazia discurso em porta de fábrica, eu tomava uma cachacinha para molhar a garganta. Agora eu tomo água.” Na manhã deste sábado, Lula participou de ato em favor de um candidato petista em Feira de Santana, na Bahia.

Muito aplaudido pelas centenas de presentes no evento, que entoaram “olê, olê, olá, Lula, Lula” na sua entrada ao palco, o ex-presidente não poupou Serra, e disse que o tucano precisa manter a “calma” e tomar cuidado com infartos, por conta de sua idade. “Nós temos um cidadão que é candidato e que já foi prefeito. Na primeira chuva de verão, ele correu, não esperou a segunda”, disse o ex-presidente. “Ele anda muito agressivo. Ele tem quase a minha idade e a gente, depois dos 60 (anos), tem que ser mais calmo. Então, Fernando (Haddad), você não tem que se preocupar com a agressividade dele(…) Os médicos dele é que precisam se preocupar porque nessa idade é mais fácil ter infarto”, afirmou.

As alfinetadas indiretas a Serra voltaram a ser feitos em Cidade Dutra, onde falou por mais de 12 minutos. “Se ele quer arrumar emprego, arruma em outro lugar. Ser prefeito é missão, não é emprego”, disse Lula. “Prefeito não tem que ter medo das enchentes. Tem que ir lá e viver a enchente com o povo.

Andando de uma ponta a outra do palco, o ex-presidente continuou: “Vocês já viram raposa quando quer pegar galinha? Ela não late”. E segurando Marta Suplicy pelo braço: “Aparece na TV dizendo: senhorinha, vou te ajudar.”

Be Sociable, Share!

Comentários

rosane santana on 16 setembro, 2012 at 12:52 #

Com a presença de Lula, Hadad cai. É o que disse Ivan de Carvalho, há dois dias, neste espaço, em outras palavras, só a mania de grandeza pode essa gfente acreditar que Lula ainda tem o poder de eleger um poste. Mais ou menos o que aconteceu com ACM. Só que, agora, no tempo da revolução tecnológica, a permanência no poder é muito mais efêmera. Sociologia deveria ser obrigatória para jornalistas.


rosane santana on 16 setembro, 2012 at 14:41 #

E com apelos, nunca a à cidadania, mas aos consumidores, como ditam as normas capitalistas de mercado, o ministro Guido Mantega sinalixa rebaixamento dos juros para compra de carros novos, para crédito e para compra através de cartões. Essa gente é travesti, como diz um professor meu da Uneb. Adota políticas do capitalismo globalizado e quer cidadãos engajados na política. Tô exausta desse PT, ou melhor, da “voracidade patológica do PT”, como definiu magistralmente Antônio Risério.


danilo on 16 setembro, 2012 at 17:21 #

zorra!!… overdose de Lulla no Bahia em Pauta. creindeuspái. jesus maria josé…


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • setembro 2012
    S T Q Q S S D
    « ago   out »
     12
    3456789
    10111213141516
    17181920212223
    24252627282930