==============================================

OPINIÃO POLÍTICA

Os novos fatos

Ivan de Carvalho

Na quinta-feira, a divulgação da terceira pesquisa eleitoral Ibope/TV Bahia apresentou resultados que sugerem fortemente (ainda que teoricamente ainda não garantam) a realização de segundo turno nas eleições para prefeito de Salvador. Se levados em conta apenas os chamados “votos válidos”, o candidato democrata tem 50 por cento deles, enquanto os demais candidatos somados têm os outros 50 por cento.

A pesquisa, que apontou esvaziamento das candidaturas de Mário Kertész, do PMDB e Márcio Marinho, do PRB, apresentou como dados fundamentais um crescimento finalmente expressivo do deputado Nelson Pelegrino, do PT (de 16 para 27 por cento das intenções de voto em um período de 19 dias).

Mas enquanto o petista subia 11 pontos percentuais, o democrata ACM Neto também obtinha um bom resultado, ao manter a liderança isolada na preferência do eleitorado e não descolar de seu patamar de 40 por cento dos votos – diminuiu apenas um por cento, para 39, o que, como já escrevi ontem, não é relevante nesse tipo de pesquisa. Importa mais que, ao adquirir pontos, Pelegrino não tirou votos do líder ACM Neto, fato que, se ocorresse, aí sim, seria muito preocupante para o candidato democrata.

Na semana que hoje finda, dois outros fatos sobressaem, além dessa importante pesquisa eleitoral. Estou escrevendo antes da realização do comício de ontem à noite, com a presença do ex-presidente Lula, uma figura com enorme prestígio popular, com maior ênfase no Nordeste do país e, notoriamente, na cidade de Salvador.

Claro que no comício de Lula, na Praça Castro Alves, o público estará composto da militância de partidos que integram a coligação que sustenta a candidatura de Pelegrino e de populares arrebanhados na periferia de Salvador e em cidades próximas – a exemplo de Camaçari – e transportados em ônibus especiais. Eleitores já antecipadamente convencidos. O que o PT deseja obter é imagem – do comício, de Lula discursando, pedindo votos, da plateia aplaudindo, das bandeiras. Tudo para jogar nos programas de propaganda eleitoral “gratuita” na televisão, com o aproveitamento possível também no rádio. Uma questão é saber se o eleitor decidirá segundo o apelo político de Lula ou os problemas de Salvador.

Talvez, com seu comício, Lula possa ajudar também a acalmar o ambiente de barata voa que se instalou na campanha do candidato do PT a prefeito de Camaçari. Até uns dez dias atrás as coisas, que haviam começado mal, já pareciam ir bem para o candidato Ademar Delgado, do PT, na avaliação dos petistas comandados pelo prefeito Luiz Caetano, também presidente da União dos Municípios da Bahia – UPB. Mas, agora, a avaliação já é outra, as chances de Ademar aparentemente se adelgaçam e há uma grande preocupação com a candidatura oposicionista de Maurício de Tude, do PTN.

Em tempo: Luiz Caetano é um dos aspirantes a candidato do PT ao governo baiano, mas uma eventual derrota de seu candidato em Camaçari seria o fim do sonho.

Voltando a Salvador, a oposição produziu ontem – coincidindo com o comício de Lula – um fato novo bastante relevante, o declarado e decidido apoio do ex-prefeito Antonio Imbassahy à candidatura de ACM Neto. Em um evento no Hotel Fiesta, com algumas das principais lideranças da oposição na Bahia e discursos de Célia Sacramento (PV), candidata a vice, ACM Neto e Imbassahy. As palavras deste foram firmes: “Quero participar das atividades de rua e, se for convidado, do programa de TV. Se demorei um pouquinho, agora cheguei. Salvador precisa de um grande prefeito e ele está aqui ao meu lado”, disse o ex-governador e ex-prefeito.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • setembro 2012
    S T Q Q S S D
    « ago   out »
     12
    3456789
    10111213141516
    17181920212223
    24252627282930