Lídice foi autora do título de Cidadão
de Salvador ao bispo emérito de Juazeiro

===========================================================

A senadora Lídice da Mata (PSB-BA), em discurso nesta terça-feira (11/9), lamentou a morte, aos 86 anos, do bispo emérito de Juazeiro (BA), dom José Rodrigues de Sousa, ocorrida no último dia 9. Ele sofreu complicações após uma cirurgia para tratamento de hidrocefalia, no Hospital Santa Mônica, em Goiânia (GO).Chamado de o Bispo dos Excluidos, o corpo de D Rodrigues foi sepultado esta terça-feira (11) em Juazeiro.

– O povo baiano vive um momento de pesar. Envio meu abraço a toda a população de Juazeiro – disse a senadora.

Dom José, informou a senadora, nasceu no estado do Rio de Janeiro, em 1926, foi professor de português no Seminário de Aparecida (SP), e entre 1966 e 1968 fez o curso de Especialização em Catequese e Pastoral em Bruxelas (Bélgica). Voltando ao Brasil, trabalhou nas missões itinerantes dos redentoristas em São Paulo, Minas Gerais, Paraná e Amazonas. Em 1970, foi eleito superior provincial dos missionários redentoristas de Goiás e Distrito Federal e, cinco anos depois, foi ordenado Bispo e nomeado para a Diocese de Juazeiro.

Lá, envolveu-se na defesa dos direitos dos mais pobres, como no episódio da construção da hidrelétrica de Sobradinho, que desalojou milhares de pessoas. Promoveu pastorais sociais, como a da Terra, da Criança, da Juventude, da Mulher Marginalizada, da Saúde, dos Pescadores e Carcerária. Foi pioneiro ao criar um Setor Diocesano da Comunicação Audiovisual, com uma biblioteca com 45 mil volumes. Também criou o projeto de cisternas caseiras para armazenar água da chuva, além de participar de debates sobre a fome e a seca no Nordeste, recordou a parlamentar.

A senadora disse que, em sua época de estudante, era destino obrigatório passar na casa de Dom José para lá ouvir sua opinião sobre o momento político que o Brasil vivia, em plena ditadura, e receber seu estímulo para continuar na luta.

Membro da Associação Bahiana de Imprensa, durante seis anos seguidos dom José recebeu o Troféu Mandacaru de Ouro, criado por um grupo de jornalistas da Bahia para homenagear os destaques do ano em política, economia, arte, cultura e religião. Em 1992, sua biografia foi publicada em alemão sob o título O Bispo dos Excluídos: Dom José Rodrigues. Desde 2003, após renunciar ao governo da diocese por motivos de idade, passou a viver na comunidade redentorista da cidade de Trindade (GO).

Lídice da Mata lembrou que é uma das autoras do projeto que concedeu ao religioso o título de Cidadão Honorário de Salvador.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • setembro 2012
    S T Q Q S S D
    « ago   out »
     12
    3456789
    10111213141516
    17181920212223
    24252627282930