================================================================

OPINIÃO POLÍTICA

PT aposta em São Paulo

Ivan de Carvalho

Lula, o PT e o governo federal estão fazendo uma grande aposta na eleição para a prefeitura de São Paulo. A promoção da senadora Marta Suplicy para ministra da Cultura, com a queda de Ana de Hollanda – irmã de Chico Buarque –, é, sem nenhuma dúvida, parte do imenso esforço governista para ganhar a aposta. É tanto maior a aposta quanto maior o risco de o PT perder em algumas outras capitais estaduais que prioriza – Recife, Belo Horizonte, Salvador e mesmo Fortaleza.

Em Fortaleza, o primeiro problema. A prefeitura está nas mãos de Luizianne Lins, do PT, mas este partido está muito mal na disputa da sucessão dela (é muito ruim ou o PT considera muito ruim perder o que já havia conquistado). Dez candidatos aspiram ao cargo de prefeito de Fortaleza. Pesquisa do Ibope divulgada em 13 de agosto atribuiu a Elmano de Freitas, o candidato petista, esquálidos seis por cento.

Para complicar: o líder na pesquisa é o democrata Moroni Torgan, com 31 por cento, firme no mesmo patamar que obteve em pesquisa anterior do mesmo instituto em 30 de julho, quando conseguiu 32 por cento. A diferença de um ponto percentual é irrelevante. Em segundo lugar, na pesquisa de 13 de agosto, está Inácio Arruda, do PC do B, com 13 por cento, seguido por Heitor Ferrer, do PDT, com 12 por cento. Em tempo: a pesquisa ainda não registra os efeitos da propaganda eleitoral gratuita no rádio e televisão.

Em Recife, o comando nacional do PT conduzido por Lula escanteou o popular prefeito petista João Costa, que queria disputar a reeleição e impôs o ex-ministro da Saúde Humberto Costa, que entrou como favorito. Mas o governador Eduardo Campos, do PSB, não gostou e também viu a oportunidade de controlar a prefeitura de seu estado – escolheu no secretariado estadual um candidato, Geraldo Júlio, pouco conhecido, que rapidamente, graças ao apoio de Eduardo Campos, assumiu a liderança, já agora com notável vantagem, ganhando ainda o apoio do PMDB do senador Jarbas Vasconcelos. A coisa ficou preta para o PT e uma tentativa de salvamento com a participação e presença de Lula está sendo preparada às pressas.

Em Belo Horizonte, o PT se desentendeu com o prefeito Márcio Lacerda, do PSB. Os petistas então lançaram Patrus Ananias (que já foi prefeito), com articulações feitas por Lula e a presidente Dilma Rousseff (que levaram o PSD e o PMDB a apoiarem o petista). Mas é o prefeito socialista Márcio Lacerda que está na liderança, com o decidido apoio do tucano Aécio Neves e o PT precisa fazer um quase milagre para virar o jogo.

Finalmente, Salvador. A terceira maior cidade do país, em um estado governado pelo PT e no qual este partido e seu governo atravessam uma fase de forte desgaste popular. Um candidato do Democratas, ainda mais, líder do partido na Câmara dos Deputados, ACM Neto, é o adversário principal em Salvador. E está com ampla vantagem em todas as pesquisas eleitorais. Então lá vem Lula e pode vir Dilma. Hoje, há especulações de que ACM Neto poderá ganhar no primeiro turno, mas não há garantia.

No entanto, se não vencer no primeiro continuará com grande chance de vencer no segundo turno.

Com esse panorama desagradável em algumas capitais fundamentais para o PT, o partido investe pesado em São Paulo. Uma vitória do petista Fernando Haddad, candidato “inventado” por Lula, poderia ser usada como uma espécie de compensação por possíveis derrotas nas outras capitais citadas. E, vejam só, a candidatura do suposto principal adversário do PT em São Paulo, o tucano José Serra, desmorona. Mas apareceu um tal de Celso Russomano, do PRB, com um mínimo de tempo de propaganda no rádio e televisão – assumiu a liderança das pesquisas e tem ampliado sua vantagem.

Haja sufoco para o PT. Ainda mais com o processo do Mensalão (perdão, a Ação Penal 470

Be Sociable, Share!

Comentários

Paulo on 12 setembro, 2012 at 6:52 #

Salvador tem chance única de crescer e se organizar. Vem aí a Copa das Confederações e a Copa do Mundo. Nunca antes a cidade teve um cheque em branco assinado para investimentos em infraestrutura, saúde e lazer. Só faltamos provar que baiano burro nasce morto.


rosane santana on 12 setembro, 2012 at 7:21 #

É incrível a modernidade da quatrocentona Marta Schmidt Suplicy. Mandou os “princípios” pras cucuias.Um ministério em troca do apoio a Haddad. Bem feito para Ana de Holanda, que poderia ter passado sem essa. Ela e o irmão Chico Buarque rifados numa tacada só. Toma lá da cá!. Viva o Brasil llulopetista!


danilo on 12 setembro, 2012 at 14:07 #

os soviéticos que mandam no país a partir de São Paulo sabem que a Serra elétrica continua amolada, e perceberam que o clima pólítico na capital paulistana ficou “Russo, mano”.

aconchambramentos, o velho e surrado “toma lá, dá cá” entra em cena para inflar o Haddad. convoca-se Marta Suplicy, para acalmá-la, e em troco do apoio explícito a Haddad, é dado a ela o Ministério da Cultura.

e como a cultura é livre até para falar besteira, o bordão martiano “relaxe e goze” volta à carga.

e a cultura brasileira sai das mãos do bolerista nacionalista Chuco Buarque para cair no colo do roqueiro entreguista Supla.

é o Brasil lullo-petista dando mais um passo em direção à modernidade.


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • setembro 2012
    S T Q Q S S D
    « ago   out »
     12
    3456789
    10111213141516
    17181920212223
    24252627282930