ago
29
Postado em 29-08-2012
Arquivado em (Artigos) por vitor em 29-08-2012 00:51


==================================================

DEU PORTAL TARDE ONLINE

Biaggio Talento

Os advogados da coligação É hora de defender Salvador (DEM, PSDB, PPS, PV e PTN), liderada pelo deputado federal democrata ACM Neto, estão comemorando o que consideram uma vitória. Eles conseguiram sentença favorável para a retirada imediata das imagens da presidente Dilma Rousseff, do governador Jaques Wagner e do ex-presidente Lula da propaganda dos candidatos a vereador dos partidos que integram a coligação Todos unidos por Salvador, encabeçada pelo PT do deputado federal Nelson Pelegrino. As fotos das personalidades do PT aparecem no fundo do quadro dos candidatos a vereadores para passar a ideia da união do time de Lula, mote da campanha petista e coligados.

A legislação eleitoral é tão confusa e anacrônica que permite que Wagner, Lula e Dilma gravem vídeos pedindo voto, individualmente, para determinado vereador, mas veta, em tese, se aparecerem só as fotos deles. Só quem pode ter fotos nas peças dos vereadores, são os candidatos à eleição majoritária. Por exemplo, as imagens congeladas de Nelson Pelegrino e Olívia Santana, sua vice são admitidas. Por outro lado se os dois aparecerem no dia da propaganda dos candidatos à eleição proporcional, falando de suas próprias candidaturas da eleição majoritária, não pode. Isso significa que os candidatos a prefeito e vice têm permissão de aparecer em vídeo no tempo da eleição proporcional também só se for para pedir voto para determinado vereador.

O advogado Ademir Ismerin, da coligação É hora de defender Salvador admite que, para um leigo, a legislação pode parecer confusa. “Mas não posso fazer nada, só usar os mecanismos que a lei permite para mover minhas ações contra as chapas adversárias”, declarou.

Descumprimento – As liminares foram expedidas pelos juízes Eduardo Afonso Maia (12ª Zona), Araci Lima Borges (14ª Zona) e João Batista Alcântara Filho (2ª Zona) e deveriam ter sido cumpridas desde esta terça, 28, o que não ocorreu no horário político das 13 horas nem das 20h30, horário de Brasília. O Time de Lula entrou no campo radiofônico e televisivo como se nada houvesse acontecedido. “Vamos entrar com outras representações se for comprovado o descumprimento”, avisou Ismerin.

O advogado Luís Viana Queiroz, coordenador jurídico da coligação Todos juntos por Salvador disse que recorrerá das liminares no Tribunal Regional Eleitoral (TRE), ponderando entender que não houve infração da lei eleitoral na propaganda.

Rebelião contida – Um princípio de rebelião dos 340 candidatos a vereador dos oito pequenos partidos (PSDC, PTC, PHS, PR, PTdoB, PRP, PMN e PTL) que integram a coligação petista foi controlada, ontem, sem maiores consequências. Os candidatos estavam se queixando de falta de material e chegaram a ameaçar abandonar a coligação e tocarem suas campanhas por conta própria ou, então, migrar informalmente para outra chapa

Um dirigente de uma dessas siglas, pedindo para não ter seu nome divulgado, comentou que a “chiadeira é normal pela grande quantidade de candidatos e afinal quem não chora não mama”. Informou, contudo, que alguns ajustes já foram feitos pelo comando da campanha de Pelegrino e não há risco de rebelião.

Integrantes da coligação Todos juntos por Salvador alegam que as reclamações são normais nesta época mas perfeitamente administráveis. Ponderam ainda que sempre que falta dinheiro na campanha pela dificuldade de captação de recursos, os candidatos abrem o bico, mas depois tudo se acomoda.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos