===========================================

BAIANO BURRO NASCE MORTO

GORDURINHA

O pau que nasce torto
Não tem jeito morre torto
Baiano burro garanto que nasce morto
Sou da Bahia comigo não tem horário
Não sou otário e você pode zombar
Sou cabra macho, sou baiano toda hora
Meio dia, duas hora, quatro e meia o que é que há
Cabeça grande é sinal de inteligência
Eu agradeço a providência ter nascido lá
Salve a Bahia, ioio
Salve a Bahia, iaia
Sou cabra macho, sou baiano toda hora
Meio dia, duas hora, quatro e meia o que é que há
Cabeça grande é sinal de inteligência
Eu agradeço a providência ter nascido lá
O pau que nasce torto
Não tem jeito morre torto
Baiano burro garanto que nasce morto
Salve a Bahia, ioio
Salve a Bahia, iaia
Sou cabra macho, sou baiano toda hora
Meio dia, duas hora, quatro e meia o que é que há
Cabeça grande é sinal de inteligência
Eu agradeço a providência ter nascido lá
O Castro Alves poeta colosso
Sujeito moço, mas soube o que fez
A Marta Rocha violão baiano
Foi mostrar pro americano que a Bahia já tem vez
E Rui Barbosa, cabra de sangue na guerra,
Foi pra Inglaterra ensinar inglês
O pau que nasce torto
Não tem jeito morre torto
Baiano burro garanto que nasce morto.

===================================

Dá-lhe, mestre Gordurinha. Um soteropolitano do bairro da Saúde, terreiro de bambas da música em Salvador, que dá orgulho à Bahia e ao País.

Dá-lhe Jackson do Pandeiro, paraibano da melhor cepa nacional.

Som na caixa, maestro, como diz Maria Olívia de vez em quando neste site blog duro na queda.

BOA TERÇA-FEIRA PARA TODOS E OLHO NOS CANDIDATOS EM CAMPANHA E NOS JUIZES DO SUPREMO, QUE AMANHÃ TEM MAIS JULGAMENTO DOS RÉUS NO MENSALÃ.

(Vitor Hugo Soares)

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos