Ciep Glauber (Rio): modelo de ensino publico

=================================================

O Rio de Janeiro tem duas escolas entre as cinco melhores do Brasil, nos anos iniciais do ensino fundamental. As duas são da rede municipal. O Ciep Glauber Rocha, na Pavuna, ficou em terceiro lugar no país com o Ideb 8,5. A escola atende à crianças das comunidades Quitanda, Pedreira e Lagartixa. Se hoje o colégio apresenta índices de excelência, nem sempre foi assim.

A diretora da unidade, Ioliris Paes Alves, está há 17 anos no comando da escola. Quando ela começou o trabalho, o colégio era alvo de arrombamentos constantes.

— Já levaram até as panelas da merenda, mas fui atrás e recuperarmos. Nossas principais bandeiras são trazer os pais para a escola, incentivar a leitura e fazer reforço escolar — diz, destacando que não houve ações revolucionárias, mas pequenas ações que fazem a diferença.

Para ela, deve-se dar atenção não só a bons alunos:

— Temos que conhecer as dificuldades de cada criança. Temos que ter um olhar não só para o que desponta, mas para aquele que precisa de atenção também.

A professora Edilsa de Souza Mello esteve com os alunos avaliados.

— Eu acreditava muito neles e trabalhamos. Fizemos até um grito de guerra antes da prova. Hoje nossa escola tem vida — lembra.

Em quinto lugar no país ficou o Ciep Pablo Neruda, na Taquara. O colégio atingiu 8,3. Uma das responsáveis pelo resultado é a professora Maria Celeste Pinto Mendes. Ela acompanhou as duas turmas avaliadas pelo Ministério da Educação. Celeste adotou como tática a aplicação de simulados. Foram treze antes da prova do governo:

— Todos queriam gabaritar as provas porque eu dava pequenos brindes. Uma vez, dezesseis alunos gabaritaram. A gente trabalha e gosta de desafios.
==========================================

Bahia em Pauta comenta: O modelo dos CIEPS, de ensino público em tempo integral, foi implantado no estado do Rio de Janeiro no governo de Leonel Brizola (falecido), a partir de projeto do professor Darcy Ribeiro.

Um viva em memória dos dois e os votos do BP de que o exemplo de ambos no campo da educação seja seguido por outros governos. A Bahia, por exemplo, de pífio desempenho no IDEB, segundo comprovam os resultados divulgados ontem.

(Postado por Vitor Hugo Soares)

(Com informações de O Globo.com)

=====================================

DEU NO UOL

A participação especial de Galvão Bueno na cobertura dos Jogos Olímpicos de Londres no SporTV termina com a notícia de que o jornalista Renato Mauricio Prado não renovará seu contrato com o canal pago da Globo.

Prado brigou ao vivo com Galvão durante o “Conexão SporTV” e, nos dias seguintes, se recusou a voltar ao programa, apesar do pedido de desculpas feito pelo apresentador ao vivo.

Segundo o jornalista Lauro Jardim, de “Veja”, a direção do Sportv chegou a pensar em tentar uma reconciliação da dupla, mas desistiu. “Seu contrato, que já tinha expirado, não será renovado”, escreveu.

Prado participava de três programas no canal pago de esportes da Globo, “Bem Amigos” (às segundas), “Redação SporTV” (às quintas e sextas) e “Troca de Passes” (domingos).

Apesar da briga e do mau humor que demonstrou em outros momentos nos Jogos, Galvão saiu de Londres coberto de elogios pela direção do SporTV, que considera a participação do narrador na cobertura dos Jogos positiva para a emissora.

( Com informações de Mauricio Stycer, UOL)

ago
15

http://youtu.be/pVSrLHIAGMM

Nsste vídeo uma das maiores e mais perenes composições do mestre Altamiro, executada com sua famosa banda.

Na ilustração, uma imagem do Rio de Janeiro do começo do século XX.

———————————

Não chore, se for capaz!.

Bom dia, se for possível!

(Vitor Hugo Soares e Maria Olívia, pelo BP)

ago
15

http://youtu.be/IQXSQJo9-7A

=======================================

DEU NO G1

Morreu na manhã desta quarta-feira (15), no Rio DE Janeiro, o flautista Altamiro Carrilho, de 87 anos. O músico e compositor estava internado há cerca de um mês no Hospital São Lucas e voltou para casa. Na segunda-feira (13) ele passou mal e foi levado para uma clínica particular em Laranjeiras, na Zona Sul do Rio. A causa da morte ainda não foi divulgada.

Ainda não há informações sobre o enterro do músico. Segundo a família, Altamiro esteve internado durante muito tempo com problemas pulmonares, que o deixaram bastante debilitado.

Altamiro foi um virtuoso da flauta transversal , com mais de 200 músicas compostas e uma centena de discos gravados.

ago
15
Posted on 15-08-2012
Filed Under (Artigos) by vitor on 15-08-2012


==================================
Aroeira, hoje, em O Dia (RJ)

=================================================


OPINIÃO POLÍTICA

A insegurança e a escola

Ivan de Carvalho

A insegurança pública para o Centro Municipal de Educação Infantil Vovô Zezinho, no bairro do Arenoso, levou a Secretaria de Educação de Salvador a anunciar que essa escola, que atende 151 crianças de um a cinco anos, será transferida de endereço, em busca da redução da insegurança a um grau tolerável. O secretário João Carlos Bacelar está procurando um imóvel no bairro ou em um bairro próximo para que os alunos sejam transferidos ainda este ano, o mais depressa possível.

Na área onde está localizada atualmente a escola acontecem tiroteios com frequência, a qualquer hora do dia, o que assusta as crianças e os professores, existindo registro de que o carro de uma professora já foi atingido por tiros, segundo relatou ontem o site Bahia Toda Hora.

A informação da Secretaria Municipal de Educação foi prestada na segunda-feira pelo secretário João Bacelar. Ontem, a Secretaria de Segurança Pública do Estado emitiu nota oficial garantindo que, mesmo sem haver sido assinado um convênio anunciado em março pela Polícia Militar, entre o Município de Salvador e Estado da Bahia, para proteção pela polícia estadual dos estabelecimentos escolares municipais, o policiamento na região é executado sistematicamente, com o registro, do começo do ano até aqui, de 53 chamadas apenas de escolas municipais do Arenoso.

Ora, aí está uma confissão de que as coisas lá, parafraseando Chico Buarque, estão pretas. Se houve 53 chamadas apenas de escolas municipais do Arenoso, isso comprova que a insegurança na região é muito grande, do contrário não teriam sido necessárias tantas chamadas. A PM esclarece que, quando solicitada, envia equipes para acompanhar eventos específicos.
Acrescenta que este ano 15 criminosos foram presos e outros cinco morreram em troca de tiros, no Arenoso.

Está aí uma nota que, com a intenção de desmentir ou esclarecer, realmente esclarece, mas confirmando, uma confissão espetacular da insegurança reinante na área em questão. A PM realmente dá conta de sua atuação, mas também dá conta da intensa atuação dos bandidos, até porque é óbvio que, se estão as coisas não só como a prefeitura, mas como a própria PM diz, certamente que há bem mais bandidos que os 15 presos e cinco mortos em combate.

Vistas as coisas pelo ângulo da Polícia Militar, a nota faz sentido, mas se vistas pelo ângulo do governo do Estado, não faz bem. É que ela confirma a situação de intolerável insegurança pública nas áreas da rede municipal de educação nos bairros pobres da capital, sendo legítimo extrapolar uma conclusão: se tais escolas estão com problemas de segurança tão graves em seu entorno, não podem estar em situação tolerável a cidade e mesmo o estado. As informações, o sentimento popular de insegurança, a cobertura policial dada pelos jornais e por alguns programas de televisão – tudo isso mostra que o intenso esforço da PM é muito pequeno para o tamanho do problema.

Há notícias em circulação na mídia – o jornalista Raul Monteiro dá conta disso em comentário assinado no site Política Livre – de que, segundo informações circulantes na prefeitura, o governo estadual teria ficado “irritadíssimo” com a decisão de transferência da escola, porque a notícia que isto gerou seria “inoportuna”. Irritação a conferir, apesar da nota da PM, que dá a pista.

Não é preciso aprofundar o assunto, investigando porque seria inoportuna, se assim foi realmente considerada pelo governo estadual. Meu Deus, inoportuno mesmo seria a prefeitura deixar as crianças no meio do tiroteio até meados ou fins de outubro.

Digna de um dos melhores tangos de Astor Piazzola a belissima cena do reencontro do turco Nacib com a quenga Zarolha na orla de Ilhéus. No capítulo desta terça-feira,14, um novo sopro de paixão no folhetim da Globo inspirado na obra de Jorge Amado.

A cena da menina Malvina enfrentando o coronel Melqui, seu pai, em defesa de sua liberdade de amar e pensar, também foi um momento brilhante da novela de Walcyr Carrasco esta terça.

BOA NOITE!!!

(Vitor Hugo Soares)

  • Arquivos