ago
06
Posted on 06-08-2012
Filed Under (Artigos) by vitor on 06-08-2012


======================================
Desenho de Gilson Migué, especial para o Bahia em Pauta


Adriana:na briga por medalha de ouro
ela que vaga na final de peso leve

==============================================

LONDRES – A estreia do boxe feminino no programa olímpico permitiu ao Brasil encerrar um jejum de 44 anos sem medalhas nos ringues. A certeza do pódio vem com a baiana Adriana Araújo, que nesta segunda-feira venceu a marroquina Mahjouba Oubtil por pontos – 16 a 12 – e avançou à semifinal do peso leve. Como não há disputa pelo bronze, todas as quatro semifinalistas têm medalha garantida.

A única vez que um brasileiro subiu ao pódio no boxe no Jogos Olímpicos foi na Cidade do México, em 1968, quando o peso mosca Servílio de Oliveira ganhou um bronze. Desde então o boxe amador brasileiro regrediu, voltando a ficar em destaque apenas nos últimos anotes.

Adriana Araújo é sete vezes campeã brasileira (a primeira em 2003) e venceu em cinco oportunidades o Campeonato Pan-Americano, mas nunca teve a chance de disputar uma Olimpíada, uma vez que o boxe feminino só entrou no programa em Londres. E, logo na estreia, vai voltar para casa com uma medalha no peito. Na quarta, ela luta contra Alexis Pritchard, da Nova Zelândia, ou Sofya Ochigava, da Rússia, por um lugar na final.

Na estreia, domingo, ela fez uma luta difícil contra Saida Khassenova, do Casaquistão, vencendo apertado, por 16 a 14. Nesta segunda, a marroquina era uma adversária teoricamente mais fácil, que a brasileira já havia batido num torneio neste ano.

E a luta inicialmente se desenhava tranquila, com a brasileira fazendo 4 a 2 no primeiro round e 3 a 2 no segundo. A marroquina conseguiu reagir e levou a melhor, por 4 a 3, no terceiro assalto. No round decisivo, a africana foi agressiva, chegou a derrubar Adriana, mas permitiu muitos contra-ataques. No fim, 6 a 4 para a brasileira no round, 16 a 12 no total.


Lula:”ele pode falar até 24 horas sem parar”,
diz doutor Kalil
=================================================

DEU NA FOLHA.COM

O médico que cuida da saúde do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Roberto Kalil, afirmou que os exames realizados nesta segunda-feira (6) apontaram quadro de normalidade e, assim, o petista está “totalmente liberado para tudo o que quiser”.

“Ele pode, se ele quiser, ficar falando por 24 horas”, afirmou Kalil, liberando Lula para fazer campanha pelo candidato do PT em São Paulo, Fernando Haddad.

“A partir deste momento, esta completamente liberado, não existe recomendação, mas com bom senso. Está liberado para uma vida normal”, completou o médico cardiologista.

Kalil é o chefe da equipe que trata do câncer diagnosticado no ex-presidente em outubro do ano passado. Desde então, Lula foi submetido a um tratamento quimioterápico e radioterápico que durou cerca de cinco meses. Em março, porém, exames apontaram que o tumor teve uma remissão total.

Nos exames realizados hoje, entre eles análise de sangue, ressonância e pet-scan, aparelho de alta precisão que rastreia o organismo, não há evidência de retorno do tumor, segundo o médico.

O inchaço no pescoço do ex-presidente, afirma Kalil, é ainda reflexo da radiografia e continuará por mais dois ou três meses.

Os próximos exames ainda não estão marcados, mas devem acontecer no fim deste ano.

O médico Artur Katz, que também integra a equipe, afirmou que antes de deixar o hospital Lula disse que iria comer um bacalhau com Dilma Rousseff.


========================================

Mensagem postada na área de comentários do You Tube para este vídeo maravilhoso:

“Ay CHAVELITA YO ACA LLORANDO Y USTED POR? ALLA GOZANDO DE LO LINDO CON JOSE ALFREDO JIMENEZ, PEDRO INFANTE, JORGE NEGRETE, Y EL REY DEL BOLERO JAVIER SOLIS…. Y SOLO PORQUE USTED ME LO PIDE ME TOMARE UNA BOTELLA DE TEQUILA CON USTED…. DESCANSE EN PAZ MI BELLA CHAVELA.

jessicajaramillo

==============================
Desnecessária a tradução. Com emoção e saudade, tomemos então um trago , como pede Chavela.

(Postado por Vitor Hugo Soares)


Zanetti:no posto mais alto da ginástica olímpica

====================================

iDEU NO IG

Com oito anos de atraso, a ginástica artística do Brasil conquistou sua primeira medalha olímpica, e, melhor ainda, de ouro. Arthur Zanetti, de 22 anos, paulista de São Caetano do Sul (criado em São Bernardo),confirmou a condição de favorito e ficou com a nota de 15.900 na final das argolas, nesta segunda-feira, nos Jogos de Londres.

Antes de Zanetti, Daiane dos Santos falhou nos Jogos de Atenas 2004, no solo, quando terminou na quinta colocação, e Diego Hypólito, no mesmo aparelho, sucumbiu em Pequim 2008, terminando em sexto lugar. Dessa vez, o vice-campeão mundial do aparelho em 2011 fez bonito. A prata ficou com o chinês Chen Yibing, atual campeão olímpico, com a nota de 15.800 pontos. O italiano Matteo Morandi levou a medalha de bronze, com 15.733.

A nota final da ginástica artística é a soma de duas pontuações: o nível de difculdade da série do ginasta e a excecução. Zanetti fez uma série de dificuldade 6.8 e, partindo de 10 em execução, tirou 9.100. Na soma, ficou com 15.900.

A final marcou a despedida do ginasta búlgaro Iordan Iovtchev, de 39 anos. Atual presidente da federação do seu país, Iovtchev terminou na sétima colocação, em sua sexta participação olímpica.

ago
06



==============================================

A DICA DE TV DO BAHIA EM PAUTA ESTA SEGUNDA-FEIRA(6)

Deu na Folha

O colunista da Folha Janio de Freitas será sabatinado hoje, ao vivo, no programa “Roda Viva” (Cultura, 22h), apresentado por Mario Sergio Conti.

Freitas deve abordar o julgamento do mensalão e as eleições municipais em todo o país, entre outros temas da atual política brasileira.

Para entrevistá-lo, a Cultura convidou Matinas Suzuki Jr., jornalista e diretor-executivo da Companhia das Letras, Mário Magalhães, jornalista e escritor, Margarete Vieira Pedro, professora de jornalismo da Universidade Metodista, Maria Cristina Fernandes, editora de política do jornal “Valor Econômico”, e Ricardo Noblat, colunista de “O Globo” e titular do “Blog do Noblat”.

Participa ainda do programa “Roda Viva” de hoje à noite o cartunista Paulo Caruso, que faz caricaturas dos convidados.

ago
06
Posted on 06-08-2012
Filed Under (Artigos) by vitor on 06-08-2012


===========================================
Dum, hoje, no site A Charge Online
http://www.chargeonline.com.br/


==========================================
OPINIÃO POLÍTICA

Uma ideia abestada

Ivan de Carvalho

É surpreendente a revelada intenção de um grupo de advogados de réus do Mensalão de impor censura às emissoras de televisão e rádio por usarem essa denominação inventada pelo ex-deputado Roberto Jefferson e adotada generalizadamente na sociedade há anos para designar o maior escândalo de corrupção da história do Brasil.

Por enquanto, pelo menos, ainda não se falou em impor censura neste particular a jornais, revistas e a sites e blogs da Internet, porque o suposto e esfarrapado argumento que tais advogados imaginam esgrimir é o de que emissoras de televisão e rádio são concessões públicas, o que não é o caso de jornais, revistas e blogs e sites da Internet.

Não dá para saber se vão levar a tolice adiante, mas esses advogados – e há entre eles alguns que, mesmo não sendo os mais famosos, são considerados competentes, e é isso que torna a tese mais espantosa ainda – alegam, segundo o noticiário, que a maldição lançada sobre a palavra Mensalão decorre da força “negativa” que esta supostamente teria sobre os eleitores que, em outubro, vão votar para escolher prefeitos, vice-prefeitos e vereadores em todo o país.

Assim, eles querem que as emissoras (o noticiário diz que estão mirando especialmente a Rede Globo e a Globo News), ao invés de mencionarem a maldita palavra Mensalão, se refiram ao processo – e ao caso, que nem sempre é somente o processo, mas este e suas amplas adjacências – de Ação Penal 470, o nome burocrático que recebeu no Supremo Tribunal Federal.

Ora, o fato de serem as emissoras de televisão e rádio concessões do poder público não anula, em relação a elas, certos direitos e garantias do artigo 5º da Constituição, a exemplo da liberdade de expressão e de imprensa.
Nos tempos do regime autoritário militar e nos tempos da ditadura do Estado Novo chefiada pelo então ditador Getúlio Vargas, tanto a imprensa quanto o rádio (e no caso do regime militar, também a televisão, que então já existia) estavam sujeitos à censura. No regime militar, ela vinha por intermédio da Polícia Federal acionada pelo Ministério da Justiça. Na ditadura getulista, por intermédio do DIP – Departamento de Imprensa e Propaganda.

Agora, no entanto, ao tentar impor a metamorfose de Mensalão para Ação Penal 470, vai-se um pouco mais longe. O fascismo já foi definido da seguinte forma: “O fascismo não é obrigar alguém a não fazer o que quer. É obrigá-lo a fazer o que não quer”. Não é impedir alguém de usar a palavra Mensalão, mas sim um autoritarismo mais sofisticado, o de obrigar a usar “Ação Penal 470”.

O noticiário que li a respeito na sexta-feira dava conta de que os advogados preocupados com o assunto iriam, primeiro, procurar as emissoras para tentar convencê-los e, em caso de insucesso, então iriam em busca de medidas judiciais coercitivas. Imagino que junto à Justiça Eleitoral. Mas o caso desenganadamente envolve matéria constitucional e chegaria ao Supremo Tribunal Federal.

No mais, que dizer? Quem pariu o Mensalão que o embale.

ago
06

DEU NO PORTAL EUROPEU TSF

O Presidente dos EUA, Barack Obama, disse estar «profundamente triste» com o tiroteio este domingo (5)no templo da comunidade sikh em Oak Creek, no estado do Wisconsin, que causou pelo menos sete mortos, entre os quais o atirador.

«Enquanto lamentamos esta perda que se registou num lugar de culto, somos lembrados do quanto o nosso país se enriquece com a presença dos sikhs, que são parte da grande família americana», sublinhou Obama, em comunicado.

Transmitindo as suas condolências a familiares e amigos, Obama garantiu que a sua Administração dará «todo o apoio necessário» às investigações sobre o tiroteio. Até agora, desconhecem-se as motivações do acontecimento.

Este não é o primeiro ataque contra a comunidade sikh nos Estados Unidos, com cerca de 700 mil membros, que são frequentemente confundidos com muçulmanos, nota a agência AP

  • Arquivos