jul
26


Cristina Kirchner exibe a nova nota de cem pesos, com a efígie de Evita Fotografia © Reuters/Marcos Brindicci

=========================================

O legado de Evita Perón ainda é importante nas decisões da Argentina peronista, 60 anos após a sua morte, a começar pela Presidente Cristina Kirchner, que muitas vezes se apresenta ao lado do seu retrato.

“O peronismo deve muito a uma mulher em particular, Evita”, afirmou o historiador Felipe Pigna, autor da biografia ‘Evita’, à AFP, referindo-se à atual Presidente Cristina Kirchner. “No kirchnerismo que tem sido construído, Evita está muito presente”, acrescenta.

Para assinalar o aniversário da morte, Kirchner revelou uma imagem da nova nota de cem pesos argentinos (cerca de 18 euros), que tem a efígie de Evita.

A mítica herança de Evita, que conheceu Juan Domingo Perón em 1944, antes de este se tornar presidente, é reivindicada pelo movimento que se tornou a principal força política na segunda metade do século XX. Cristina Kirchner, de 59 anos, tem uma tendência para discursos improvisados e gostos luxuosos, tal como Maria Eva Duarte Perón. Ambas partilham o gosto por jóias e vestidos Dior. No entanto, as semelhanças ficam por aí.

“Cristina é uma intelectual, da classe média universitária e com uma longa carreira parlamentar”, explica Felipe Pigna. “Evita era intuitiva: permitiu que Perón mantivesse os pés assentes no chão”.

Muito antes de Cristina Kirchner chegar ao poder, em 2007, já María Estela Martínez, conhecida como “Isabelita”, havia tentado em vão desempenhar o papel de Evita, cujo 60.º aniversário da morte se celebra hoje. Longe de satisfazer as condições necessárias para governar o país, Isabelita ainda conseguiu aquilo que foi recusado a Evita: ser candidata à vice-presidência ao lado de Perón em 1973. Isabelita, que hoje em dia vive em Espanha, tornou-se presidente após a morte de seu marido em 1974, até o golpe de 1976.


(Com informações do Diário de Notícias (Portugal e AFP)

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos