Rands:átitude sem barganhas
=============================================

O deputado federal Maurício Rands, que foi pressionado a desistir de disputar as prévias do PT para a escolha do candidato do partido à Prefeitura do Recife, anunciou nesta quarta-feira sua desfiliação da legenda, a renúncia ao mandato de deputado federal e ao “afastamento definitivo” do cargo de secretário de governo de Pernambuco. “Vou sair da vida pública e da política partidária para exercer ainda mais plenamente a cidadania”, escreveu o ex-petista em carta “ao povo de Pernambuco”.

No texto, Rands critica os métodos autoritários do PT e defende a candidatura de Geraldo Júlio (PSB), ex-secretário estadual de Desenvolvimento Econômico do governador pernambucano e presidente nacional do PSB, Eduardo Campos. “Trabalhei diretamente com Geraldo Júlio e sou testemunha de como ele foi central para o sucesso do governo Eduardo Campos. Acredito que Geraldo Júlio é o quadro mais preparado para atualizar e aperfeiçoar a gestão municipal do Recife”, afirma.

O ex-deputado federal disse que, devido a seu apoio, decidiu sair do PT e, para provar que não se trata de barganha por cargos, também deixará o governo de Pernambuco. O PT concorrerá com o senador Humberto Costa, indicado pela direção nacional do partido, que pressionou Rands a desistir das prévias e impediu o atual prefeito, João da Costa, de tentar a reeleição.

Essa decisão do PT é criticada por Rands, que disse ter tentado, sem sucesso, renovar os métodos do partido nas prévias. “Na luta pela renovação do partido, no Recife e em outros lugares, infelizmente, têm prevalecido posições da direção nacional, adotadas autoritária e burocraticamente, distantes da realidade dos militantes na base partidária”, afirmou.

Para o ex-petista, foi “infrutífera sua tentativa de mostrar que o ‘como fazer’ é tão importante quanto os resultados”, em referência velada aos métodos do PT, que tem se aliado a antigos adversários para vencer a eleição e barrado as prévias, prática histórica da legenda. Rands não disse na carta o que fará sem o mandato de deputado federal e sem cargo no governo do Estado. Nos bastidores, comenta-se que ele deve se filiar ao PSB de Eduardo Campos. Retirado da disputa pela prefeitura, o prefeito João da Costa é outro que também pode sair do partido.

João Donato e João Bosco. E a canção de amor entra no ar!

(Gilson Nogueira)


Elieser (primeiro plano): livro exalta heroina baiana

===============================

Dica muito especial da jornalista Maria Olívia Soares para os leitores do Bahia em Pauta:
=================================

O retorno da guerreira

Escritor e jornalista Elieser Cesar publica A Guerreira da Lapinha, em edição solo. A história saiu, originalmente, no livro As Baianas.

Esta quarta-feira (04 de julho), a partir das 10h, o escritor e jornalista Elieser Cesar estará aos pés do Caboclo do Campo Grande, não para chorar suas mágoas, como fazem muitos baianos , mas para lançar o livro A Guerreira da Lapinha, cuja ação transcorre durante o cortejo do Dois de Julho.

A guerreira da Lapinha é uma das histórias que integra a coletânea As baianas, lançada em fevereiro passado, pela editora Casarão do Verbo e que, agora, ganha uma edição solo, em formato de bolso e com ilustrações.

A iniciativa é da Fundação Pedro Calmon (FPC), como parte das comemorações da Independência da Bahia. Por isso, o livro de Elieser Cesar será lançado no evento “Aos pés do Caboclo”, promovido pela FPC. A história resgata a simbologia e importância da maior festa cívica da Bahia, através da personagem Quitéria, uma negra pobre e maltrata pela vida, xará da heroína histórica. Durante o cortejodo Dois de Julho Quitéria vai desfilando o rosário de seus sofrimentos, até o desfecho comovente aos pés da estátua do Caboclo, no Largo do campo Grande.

Para o passeio solo, Elieser Cesar, observa que pediu licença às suas companheiras do livro As baianas: A Bonnie dos Barris, de Mayrant Gallo; A putinha da Vitória, de Carlos Barbosa; A piriguete de Ondina; de Lima Trindade; A santinha da Ribeira, de Tom Correia, e A noivinha do Cabula, de Gustavo Rios.

“Junto com o editor da Casarão do Verbo, Rosel Soares, que assina orelha do livro, os cinco autores, gentilmente, concederam a licença para que Quitéria pudesse retornar no Dois de Julho. Depois, ela voltará para a companhia das demais baianas do livro em que, originalmente, foi publicada a sua história” observa o escritor e jornalista.

A apresentação de A Guerreira da Lapinha é do historiador Ubirantan Castro, presidente da FPC.

Espero vocês. Quem quiser, pode até chorar no pé do Caboclo.

======================

Grande Elieser Cesar!. Vai daqui o o enorme abraço
e a admiração de sempre (e cada vez maior) dos que fazem este Bahia em Pauta, em especial de seu editor.

(Vitor Hugo, Margarida e Olívia)

jul
04


Nillda Spencer (em cena com Kerton Bezerra):”Armindo, seu
filho da puta, você quer me matar?”

======================================================
Na área de comentário do Bahia em Pauta, espaço da Charge do Dia de ontem (3), o leitor bem informado e de ótima memória, que assina Vangelis, postou um texto informativo e muito bem humorado que merece subir ao palco principal e de maior visibilidade do BP. Confira.

(Vitor Hugo Soares)
==================================================

Caro Vitor,

Na maior festa democrática da Bahia (é a minha preferida mais do que o Carnaval) sempre ocorre coisas inusitadas, como o pedaço de pau que jogaram na cabeça do Caboclo Estranho, entre muitas aí vai mais uma:

Testemunho de Tito Celestino(R.I.P) não sei o ano do ocorrido, provavelmente meados dos anos 60:

A organização do cortejo do 2 de Julho junto com a escola de teatro da Ufba resolveram encenar uma representação da revolta e do martírio da Sóror Joana Angélica. Com uma carroça, puxada por um burro, levavam a nossa grande artista Nilda Spencer(R.I.P.) no papel de Sóror Joana Angélica e Armindo Bião no papel de um soldado português. Durante as paragens do cortejo acontecia a representação.

Na última parada em frente ao Teatro Castro Alves iniciaram a encenação, Armindo, no papel de soldado, fuzil de baioneta nas mãos ameaça à Sóror, abrindo os braços num gesto comovente Nilda cita o texto: “Para trás, bandidos. Respeitem a Casa de Deus. Recuai, só penetrareis nesta Casa passando por sobre o meu cadáver.”

Nesse momento, que deveria ser solene, espocam fogos de artifícios num barulho infernal, o burro que puxava a carroça dá um pinote, o soldado se desequilibra em direção à Sóror e a ponta da baioneta bate na sua(lá dela) barriga, Nilda se assusta com tudo aquilo e grita: “Armindo seu filha da puta! Quer me matar!
Desce o pano.

(Vangelis)


Espanha no topo do mundo da FIFA
=================================

DEU NO PORTAL PORTUGUÊS TSF

A Seleção de Portugal sobe ao quinto lugar do ranking FIFA, que ficou marcado pela descida de seis lugares do Brasil, que ocupa agora o 11.º lugar.

Esta queda acentuada da seleção brasileira significa que pela primeira vez na história deste «ranking», a seleção canarinha está fora do top-10.

Classificação da FIFA:

Classificação da FIFA:

1. Espanha

2. Alemanha (+1)

3. Uruguai (-1)

4. Inglaterra (+2)

5. Portugal (+5)

6. Itália (+6)

7. Argentina

8. Holanda (-4)

9. Croácia (-1)

10. Dinamarca (-1)

11. Brasil (-6)

jul
04
Posted on 04-07-2012
Filed Under (Charges) by vitor on 04-07-2012


===================================
Cassio, hoje, no Diário do Pará (PA)


Assange: ele talvez descobrisse o segredo
da antecipação do desfile cívico da Bahia

==============================

OPINIÃO POLÍTICA

Holmes, Assange e a antecipação

Ivan de Carvalho

Devido ao infausto acontecimento da morte de Sherlock Holmes, que não conseguiu descobrir como reprogramar seu DNA para chegar a este confuso ano de 2012, os mais curiosos poderiam convidar o fundador do WikiLeaks, Julian Assange, a investigar o que foi mesmo que aconteceu para que as comemorações do 2 de Julho fossem antecipadas em uma hora, tanto de manhã quanto à tarde.

O enigma é simples de descrever. O difícil é decifrá-lo. Precisa-se de ajuda.

A descrição. A Fundação Gregório de Matos, vinculada à prefeitura de Salvador, elaborou a programação, segundo o costume, marcando a saída do desfile, pela manhã, para as 9:30 horas. Mas às 8:30 horas o desfile começou a deslocar-se da Lapinha. À tarde, o início das comemorações também foi antecipado em uma hora, segundo registrou ontem a imprensa.

A Fundação Gregório de Matos disse, por sua assessoria de comunicação, que a antecipação de horários atendeu a “ordens superiores”. Segundo um jornal, uma “alta fonte” da prefeitura informou que a antecipação fora solicitada pelo cerimonial do governo do Estado.

O secretário estadual de Comunicação, Robinson Almeida, disse ao mesmo jornal que não foi nada disso: o cerimonial apenas informara à fundação os horários em que o governador chegaria para os eventos. E o governador, em entrevista a uma emissora, disse que não teve influência na antecipação.

Com seu método dedutivo, imagino que Sherlock Holmes começaria por perguntar-se qual teria sido o móvel do “crime” e a quem o “crime” de surpreender o público dos eventos com a antecipação interessaria, embora o caso, evidentemente, não seja criminal. Aliás, para não deixar passar batido, cumpre registrar – até porque é fato relevante, agressão física à autoridade máxima do Estado – que o único crime evidente e, pois, inegavelmente praticado durante o desfile da manhã foi do manifestante que conseguiu furar o isolamento de segurança e atingiu o governador Jaques Wagner com uma haste de madeira.

Mas, voltando ao caso dos horários, Holmes está fora de combate e o método de Julian Assange não é dedutivo e sim o de obtenção de documentos reservados guardados em arquivos idem. Poderia dar uma ajuda enorme à Comissão da Verdade. Infelizmente, ele pediu asilo na embaixada do Equador, não sei se porque não simpatiza com o governo brasileiro ou se tem especial simpatia pelo presidente Rafael Correa, que já havia entrevistado antes de fugir de casa (estava em prisão domiciliar) e entrar na embaixada do Equador em Londres.

Julian Assange, se for chamado e aceitar o convite, certamente se lançará à busca das comunicações entre o cerimonial do governo do Estado e a Fundação Gregório de Matos. Se, além de possíveis ofícios e e-mails, pudesse ter acesso a gravações de ligações telefônicas (não é especialista nesta arte das polícias brasileiras, a federal à frente), aumentariam suas chances de decifrar o enigma, que seriam absolutas se conseguisse escutar conversas entre pessoas das duas esferas de poder, a estadual e a municipal.

Talvez Assange descobrisse que foram os caboclos que exigiram a antecipação. Capricho deles.

jul
04

http://youtu.be/5KgpZdQ545Q
===============================
O capítulo de Gabriela desta terça-feira(3) deve fazer parte da antologia dos melhores momentos das melhores novelas da televisão brasileira.Belissimo.

BRAVO À PRODUÇÃO,AOS REALIZADORES E AO ELENCO!!!

BOA NOITE!!!

(Vitor Hugo Soares)

  • Arquivos