==================================

DEU NO PORTAL BRASILl247

247 – Quem é, o que pensa, o que quer Andressa Mendonça? A repórter Sônia Bridi, do Fantástico, entrevistou a mulher de Carlinhos Cachoeira na casa do sogro, em Anápolis, Goiás. Ela diz que o bicheiro vai contar tudo o que sabe.

“Ele disse para mim que tem muito o que falar, que ele quer contribuir. E pediu para falar para o Brasil que ele tem o que dizer”, diz Andressa.

A ENTREVISTA

Repórter: Esse “tem o que dizer” envolve os políticos que são acusados de ter relacionamento com ele, de ter recebido dinheiro dele?

Andressa: Talvez. Talvez sim.

Andressa: Talvez sim.

O pai, a irmã e sobrinhos de Carlinhos Cachoeira acompanharam a entrevista, que foi gravada também por eles.

Repórter: A gente está conversando com você há oito semanas para fazer essa entrevista. Por que agora você aceitou?

Andressa: Aceitei porque tivemos uma derrota difícil no Tribunal de Justiça do Distrito Federal. Me senti assim, injustiçada. Acho que ele é bode expiatório.

Repórter: Bode expiatório de quê?

Andressa: Eu considero meu marido um preso político.

Repórter: Como é que você chega a essa conclusão de preso político? Ele é acusado de corrupção ativa e passiva, falsidade ideológica, contrabando, lavagem de dinheiro e exploração de jogos de azar.

Andressa: Se ele não fosse um preso político, não teria criado uma CPI com o nome dele.

Repórter: Mas a CPI é para investigar a relação dele com políticos.

Andressa: Eu acredito que a mídia criou um monstro: Carlinhos Cachoeira. O monstro Cachoeira. Meu marido não é um monstro, meu marido é um homem de bem.

Repórter: Não seria então obrigação dele, dever dele, ir à Justiça e dizer o que sabe?

Andressa: Ele vai fazer isso no momento oportuno.

Mas quando será esse momento? Andressa diz apenas que o marido não tem se sentido bem na cadeia. “Ele anda deprimido. Está tomando vários medicamentos, está sendo consultado uma vez por semana por um psiquiatra. Ele não está bem psicologicamente”, afirma.

Como nas outras aparições públicas de Andressa, ela chegou para a entrevista vestida com luxo, com roupa de uma grife francesa tradicional e cara. Andressa e Cachoeira começaram um relacionamento quando ambos eram casados. Ela, com Wilder Morais, suplente de Demóstenes Torres, o senador que enfrenta processo de cassação no Congresso por envolvimento no esquema Cachoeira.

Em ligação gravada pela polícia, Andressa e Cachoeira discutem uma viagem em segredo.

Andressa: A gente vai de avião ou de carro?

Carlinhos: Tem que ser táxi aéreo.

Andressa: Amor, pede o Sênica do Cláudio, da Delta.

Carlinhos: Ué, é só pegar.

O Cláudio que emprestaria o avião é Cláudio Abreu, representante da construtora Delta no Centro-Oeste, que também foi preso na operação Saint Michel, que investiga tráfico de influência e fraude em licitações no governo do Distrito Federal.

Leia íntegra no portal 247 ( http://www.brasil247.com/pt/247/br )

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos