João: volta correndo dos EUA para apoiar Leão
=================================

DEU NO JORNAL A TARDE

Biaggio Talento

O prefeito João Henrique (PP) resolveu interromper as férias nos Estados Unidos para entrar de cabeça nas negociações do seu partido visando ao lançamento da candidatura de João Leão à prefeitura. Ele desembarca na capital baiana nesta segunda, 25, para se reunir com o deputado Mário Negromonte, presidente do partido na Bahia, Leão e o ex-secretário de Transporte José Mattos, na manhã de terça. À tarde, terá encontro com candidatos a vereador dos partidos que o apoiam para discutir estratégias de campanha. Depois retorna para as férias nos EUA, onde deixou a mulher, Tatiana Paraíso, e as enteadas. O prefeito respondeu com exclusividade, via e-mail, a perguntas que o
A TARDE lhe enviou sobre a sucessão municipal e sua viagem criticada pelo Ministério Público e pelo TRE.

João defendeu candidatura própria do seu partido: “O PP sempre teve um candidato, João Leão. Mesmo com as negociações que são naturais neste período, sinto da base uma reação natural por um candidato próprio. Leão é o nosso nome”, disse.

Questionado sobre se ficou de fora das negociações entre o PT e o PP, para a formação de uma chapa à prefeitura, o prefeito afirmou que sempre foi informado das tratativas entre os representantes dos dois partidos. “Mantenho ótimo relacionamento com a cúpula do PP, de absoluta lealdade. Ocorre que a base falou mais alto, principalmente as bases da periferia. Governei para o subúrbio e para a periferia. Antes, eles eram esquecidos”.

Embora defenda candidatura própria, o prefeito ponderou que a decisão é do partido, “conhecido pelos princípios democráticos”. Sobre as críticas dos pré-candidatos a prefeito è sua gestão, João Henrique disse que são normais em período eleitoral. “Eu continuo esperando as propostas. Até agora, nada. Torço muito pelo futuro prefeito independentemente do partido vencedor. É Salvador que tem que ganhar”. Ele lembrou que de uma forma ou de outra todos que estão na disputa participaram do seu governo. “O passado também faz parte da nossa história. Tem gente que fala que o meu governo não teve planejamento. Acho graça. As contas públicas estão equilibradas como nunca tiveram. A prefeitura é independente hoje. Não é mais uma secretaria do Estado. Os servidores tiveram reajustes históricos. E tem mais: os projetos estruturantes estão prontos. É um legado que deixo e que a cidade nunca teve. Estou falando de mobilidade urbana, principalmente”.

Possibilidades

Caso Leão não passe para o segundo turno, e numa disputa entre ACM Neto e Pelegrino, o prefeito disse ser prematuro decidir qual dos dois apoiará.
“Ainda é muito cedo. Em 2008, eu estava fora a esta altura do processo. Terminei vencendo, contrariando expectativas e especialistas”.

Indagado sobre a votação das suas contas relativas ao exercício de 2010, o prefeito acha que serão apreciadas ainda durante o seu mandato. “É uma questão que compete ao Poder Legislativo. Eu confio muito no bom senso da Câmara de Vereadores. Espero que a votação seja meramente técnica, comprovando que não houve dolo ou improbidade administrativa”.

Aos que questionaram sua viagem, João disse estar amparado pela Lei Orgânica do Município ao deixar a prefeitura nas mãos da procuradora-geral do município. Esclareceu que comunicou sua ausência do País à Câmara Municipal de Salvador, embora não tivesse obrigação de fazê-lo, pois sua viagem é inferior a 30 dias.

Veja matéria completa sobre o prefeito e sua viagem no portal www.atardecom.br.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos