jun
11


===================================


Deu na coluna RADAR, assinada pelo jornalista Lauro Jardim na revista VEJA. Edição nas bancas.

Francisco Falcão, escolhido pelos pares na semana passada para substituir a rigorosa Eliana Calmon na corregedoria do CNJ, se notabilizou, em seus tempos de juiz federal em Pernambuco, por empregar a mulher, a filha e a irmã em seu gabinete. Seu nome ainda precisa ser aprovado pelo Senado.

Por Lauro Jardim

Be Sociable, Share!

Comentários

rosane santana on 11 junho, 2012 at 10:16 #

Pois é, Vitor…Quando li esta notícia, lembrei-me de uma conversa pelo telefone com um irmão meu que é advogado, poliglota (fala até alemão), erudito, brilhante, que a essa altura deve estar passeando por Paris:”Rosane, o problema do Brasil é estrutural. Nada tem a ver com a crise da europa ou a redução do ritmo de crescimento da China. Veja, por exemplo, que, em 2002, votamos em Lula para dar continuidade às reformas que vinham sendo realizadas, desde o governo de Itamar Franco. E o que vimos foi o retorno brutal ao patrimonialismo, do clientelismo. O Brasil não mudará pela nossa vontade e nossos protestos”. Está aí o substituto de Eliana Calmon. A nossa herança portuguesa é nossa maior desgraça. “Raízes do Brasil”.


rosane santana on 11 junho, 2012 at 10:18 #

Detalhe: “Nossa vontade e os nossos protestos” (meus e dele).


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos