=======================================
DEU EM O GLOBO

Cássio Bruno

Um dos 38 réus do mensalão, o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu convocou os estudantes a irem às ruas defendê-lo durante o julgamento do processo pelo Supremo Tribunal Federal (STF), que começa no dia 1º de agosto.

Dirceu participou sábado(9) à tarde do 16º Congresso Nacional da União da Juventude Socialista (UJS), ligada ao PCdoB, na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj). Segundo ele, a partir de agora será “a batalha final”.

— Todos sabem que este julgamento é uma batalha política.

E essa batalha deve ser travada nas ruas também porque senão a gente só vai ouvir uma voz, a voz pedindo a condenação, mesmo sem provas.

É a voz do monopólio da mídia.

Eu preciso do apoio de vocês — discursou Dirceu, aplaudido pelos 1.100 estudantes que lotaram o auditório da Uerj.

Ao lado do ex-ministro do Esporte Orlando Silva, demitido pela presidente Dilma Rousseff após suspeitas de corrupção na pasta, Dirceu disse para os jovens ficarem “vigilantes”:

— Não podemos deixar que este processo (do mensalão) se transforme no julgamento da nossa geração.

Por isso, peço a vocês, hoje aqui, fiquem vigilantes.

Não permitam julgamento político.

Não permitam julgamentos fora dos autos (do processo).

A única coisa que nós pedimos é o julgamento nos autos e que a Justiça cumpra o seu papel.
Dirceu afirmou ainda que deseja “olhar nos olhos dos que o acusaram”:

— Eu tenho que provar a minha inocência. Eu deveria ter a presunção da inocência. Mas sou eu que tenho de provar. Me lincharam, me condenaram. Se eu estou aqui hoje de pé é graças a vocês, com a UJS, com a UNE (União Nacional dos Estudantes).

Mas agora é a batalha final.

É a reta final.

Eu quero este julgamento. Quero olhar nos olhos daqueles que me acusaram e me lincharam esses anos todos.

O ex-ministro concentrou seus ataques na imprensa:

— Estamos travando uma batalha contra quem? Contra a oposição?

Não.

São partidos que foram derrotados em duas eleições presidenciais.

Estamos enfrentando o poder da mídia, do monopólio dos veículos de comunicação.

Leia mais sobre o assunto em O Globo

Be Sociable, Share!

Comentários

vangelis on 10 junho, 2012 at 17:45 #

Bull shit! Mais sujo que pau de galinheiro, esta UNE agora nem se parece mais com o que foi, a entidade morreu com a ditadura militar o que se tem aí é um arremedo de representação estudantil, nesse momento o Ministério Público aponta indícios de irregularidades graves em convênios do governo federal, são mais de 12 milhões entre 2006 e 2012 que estiveram em jogo com muitos desvios. Para conter o Zé só chamando o cantor-tenor Roberto J, tendo em vista que morreu o professor Sr.Yves Hublet, o homem que acertou uma bengalada histórica na cabeça do Zé.


danilo on 10 junho, 2012 at 18:11 #

êia êia êia Zé Dirceu na cadeia!


rosane santana on 10 junho, 2012 at 18:36 #

Vangelis,
Bem lembrado. Acrescento que o autor da bengalada morreu em circunstâncias não explicadas pouco tempo depois. Se vivo fosse, frequentemente seria lembrado como o homem da bengalada no todo poderoso. Com sua morte, a história foi esquecida.
Danilo, adorei o refrão!


rosane santana on 10 junho, 2012 at 18:44 #

http://pt.wikipedia.org/wiki/Yves_Hublet Interessante ler sobre a morte misteriosa de Yves Hublet, escritor de histórias infantis, após prisão pela Polícia Federal, ao desembarcar de um retorno da Bélgica, e súbito internamento em um hospital. Óbito: câncer. Detalhe: Dirceu tentou processá-lo, mas a Justiça arquivou a ação.


vangelis on 10 junho, 2012 at 20:09 #

Faz parte da Teoria Conspiratória -Mais grave ainda, o corpo do professor Yves não foi enterrado, foi incinerado(cremado), dessa forma, não há qualquer hipótese de exumação para qualquer coisa que se pudesse questionar…


rosane santana on 10 junho, 2012 at 21:43 #

Terrível!


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos