DEU NO IG

Durante essa semana, o ex-delegado do Departamento de Ordem Política e Social (DOPS), Cláudio Guerra, confirmou mais duas mortes de militantes de esquerda durante o regime militar: Thomaz Antônio da Silva Meirelles Netto e Issami Nakamura Okano. Ambos foram incinerados na usina de açúcar Cambahyba, localizada no município de Campos, no Rio de Janeiro.

A execução de Thomaz Netto, militante da Ação Libertadora Nacional (ANL), foi relatada durante depoimento prestado essa semana por Guerra no Ministério Público Federal (MPF) de Vitória, como parte do processo investigatório conjunto das procuradorias da República do Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo e Minas Gerais sobre as mortes narradas por Guerra no livro “Memórias de uma guerra suja”. O depoimento de Guerra a quatro procuradores federais durou aproximadamente 16 horas.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos