maio
27


================================

Elis Regina divide o palco com o marido e arranjador Cesar Camargo Mariano.

Composição escrita com toque de gênio por Gilberto Gil, que Elis Regina interpreta neste vídeo de forma sublime e definitiva. Confira .

BOA NOITE!!!

(Vitor Hugo Soares)


Desenho:Gilson Migué

=====================================


CRÔNICA
Chuva, Seca e modernidade

Gilson Nogueira

Escrever é um ato solitário. Pelo menos, agora, enquanto só, em casa, estou. A chuva fina, chata e demorada aprisiona-me a idéia de dar um pulo no shopping, para fazer de conta que o verão está lá, à minha espera.Se fosse, iria perguntar-lhe: “ E aê, gente boa, como foi que você fez para prolongar suas férias, em Salvador, até a chegada dessa chuva chata, que não vai embora?”

“ Sei não, a Bahia tem um feitiço que nos prende aqui. Esqueci de tirar o time de campo e fui ficando…”
Se esse encontro existisse, iria dar-lhe uma bronca por haver tomado todas no Porto da Barra e, por isso, permitir que seu sol de rachar sertanejo fosse para o Interior da Bahia reeditar a seca, de mais de 40 anos, que presenciei, na juventude, no sertão baiano, vendo gente humilde, sem nada para comer, pedindo esmola, com a cuia na mão, e, ao mesmo tempo, benzendo-se e tirando o chapéu, aos céus, em agradecimento, pelo pedaço de pão e o pouco de farinha. Dói, até hoje.

E os urubus, na cerca, como pelotão da morte, perfilados, disputando, em rodízio, a carniça do garrote. Foi alí que ouvi um gemido estranho, no meio da caatinga, como se a natureza pedisse socorro, no canto da codorna. Logo depois, o tiro seco da fome.

Como não vou sair da frente do computador, opção única para passar o tempo, após ler um jornal local com alguns erros que agridem o bom jornalismo, como, por exemplo, fazer trocadilho com a morte, resolvo colocar na tela do meu PC, além do que já digitei, até aqui, um pensamento. É o seguinte:

Não faz tanto tempo, assim, que o lápis de madeira e grafite, a caneta tinteiro, a esferográfica e a máquina de datilografar eram os instrumentos de quem escrevia. O ato de criar um texto, para o cronista, naquela época, como na atual, exigia-lhe estar só, na solidão de um quarto, sala e, até, de uma privada, que, para muitos, é o ponto ideal para divulgar sua intelectualidade ou o refúgio dos complexados.

Pois é, acompanhado de processos quase rudimentares, comparando com a parafernália tecnológica da era da informação globalizada, o delírio de por no papel a crônica do dia, deu lugar a isso que, na atualidade, nos assusta pela facilidade de escrever e, consequentemente, comunicar. “Vixe, mãe do céu!”, exclama o caboclo.

Vive-se o êxtase cibernético, o orgasmo digital, no dedilhar de palavras e verbos, sobre o teclado do computador pessoal, como se todos os terráqueos fossem co-autores da sinfonia do amanhã, enquanto os ET os espiam. Com certeza, viva o prazer colossal de redigir o instante, o momento presente, em máquinas cada vez mais poderosas, capazes de entortar o tempo e nos deixar tontos diante do que virá! Como agora, por exemplo, ao ouvir – e ver- o saudoso Ray Charles, no Bahia em Pauta, cantando. Comunico-me com uma amiga, na areia da praia de Mar Grande, em plena Ilha de Itaparica. Ilha que, terça-feira passada, da janela do ônibus, no final da tarde daquele dia, avistei, sempre magnífica, piscando sobre o mar escuro.

Vindo do Itaigara, em direção ao Porto da Barra, aquelas luzes da ilha, aos meus olhos, brilhavam mais que em anos em que eu a admirava com o coração de veranista. A sua quietude, seu silêncio, sua não violência acabaram. E, de repente, meu computador ameaça travar geral.É um dos vírus da modernidade!


Gilson Nogueira é jornalista e desenhista, colaborador da primeira hora do BP


Haneke:O grande vencedor em Cannes

=================================

================================

“Amour”, realização do austríaco Michael Haneke que retrata o ocaso da vida de um casal, venceu a Palma de Ouro da 65ª edição do Festival de Cannes, mais importante mostra do cinema da Europa, encerrada este domingo (27)

Na cerimónia de premiação, Michael Haneke recebeu a Palma de Ouro acompanhado pelos atores principais, Jean-Louis Trintignant e Emmanuelle Riva, que tiveram a maior ovação da noite.

«Dedico este prémio à minha mulher, que me atura há 30 anos», disse Haneke, explicando que “Amour”, um filme sobre a última fase da vida de um casal, «é uma ilustração» da promessa que fez com a esposa, caso um deles entre numa situação semelhante.

No elenco de “Amour” entra a atriz portuguesa Rita Blanco, que faz o papel de porteira de um prédio, contracenando com Jean-Louis Trintignant, Isabelle Huppert e Emmanuelle Riva.

Esta foi a segunda vez que Michael Haneke recebeu a Palma de Ouro, depois de, em 2009, ter recebido o galardão pelo filme “O Laço Branco”, entrando para um grupo restrito de cineastas que conquistaram duas vezes o maior prêmio do cinema europeu.

(Com informações do portal europeu TSF)

maio
27


Fãs aguardam na frente da morada (foto Maria Olívia)…
==================================

…para festejar a aniversariante do dia

===================================

Neste domingo (27/05) a cantora Ivete Sangalo ( baiana de Juazeiro, na região do Vale do Rio São Francisco ) completa 40 anos. Desde cedo, centenas de fãs estão reunidos na frente do prédio Morada dos Cardeais, na praça do Campo Grande (onde Ivete mora) à espera de um aceno da musa.

Ontem, 25, a cantora se emocionou ao ganhar uma festa surpresa, em seu apartamento na capital baiana. Segundo o portal Globo.com, entre os presentes famosos, estavam Sabrina Sato, Ildi Silva, David Brazil, Kaká, Carol Celico, Fernanda Souza, Carla Perez, Ricardo Pereira, Serginho Groismann e Leona Cavalli, que postaram imagens da festança no Twitter.

Também no Twitter, fãs comemoraram o aniversário da cantora com a divertida hashtag #Ivete20anosemcadacoxa, que foi para os trending topics. Susana Vieira, que não esteve na festa, parabenizou Ivete pela internet: “Parabéns @ivetesangalo! Você sabe o quanto eu te admiro e te quero bem! Feliz Aniversário querida! Te amo!”

( Postado por Vitor Hugo Soares, com informações da jornalista Maria Olívia Soares e portal Globo.com. Foto de Maria Olívia Soares)

maio
27

================================
“Belo o Mambo e grandíssimo Perez Prado!”, diz um comentarista italiano na área do vídeo no You Tube”.

Nada a acrescentar. Só ouvir e aplaudir!!!

(Vitor Hugo Soares )

Termina hoje, 27, a XX Convenção Nacional de Solidariedade a Cuba, que teve início no dia 24 de maio de 2012, no Centro de Convenções, em Salvador/Ba.
Foram temas de seus debates a integração Latino-Americana e Caribenha, a amizade e solidariedade entre esses povos, “luta permanente contra o bloqueio econômico e pela libertação dos cinco heróis cubanos presos nos EUA, em 1998”.

A programação incluiu, também, intervenções e apresentações artístico-culturais brasileiras e cubanas.

O evento, ontem à noite, como parte do encerramento, foi laureado com a música e dança cubanas, no Espaço Tereza Batista – Pelourinho, ao qual tive oportunidade de assistir e me emocionar.

Para “usted”, de uma amadora. Confiram!

(Marcia Dourado )

http://www.youtube.com/watch?v=S3Ja08aYZeY

maio
27
Posted on 27-05-2012
Filed Under (Artigos) by vitor on 27-05-2012


=======================================
Sponholz, hoje, no Jornal da Manhã (PR)


Governador Jaques Wagner:o mais voador do Brasil

=======================================

DEU EM O GLOBO

Da Redação

O governador da Bahia, Jaques Wagner (PT), é o que mais viaja entre as autoridades máximas de 15 estados, segundo levantamento feito pelo jornal O Globo. Ao todo, considerando o menos de um ano e meio de mandato desde 2011, os 15 governadores pesquisados somam mais 370 dias fora do país em viagens oficiais – ou sejas, pagas com recursos públicos.

Desde janeiro de 2011, quando começou seu segundo mandato, Wagner passou 78 dias no exterior, em 14 missões oficiais. Isso dá quase uma viagem por mês, em média. O governador baiano tem mais do que o dobro de dias fora do país do que os segundos colocados na pesquisa. Atualmente, o governador da Bahia está em viagem nos Estados Unidos.

Depois de Wagner, aparecem o governador de Minas Geiras, Antonio Anastasia (PSDB), e o do Rio Grande do Sul, Tarso Genro (PT) – cada um com 35 dias no exterior cada. Em quarto lugar está o governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz (PT), que ficou 34 dias fora do país. Aparece em seguida o governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, que teve 29 dias fora. O de Goias, Marconi Perillo (PSDB), vem em seguida, com 28 dias.

Comitivas

O jornal também fez um ranking com as comitivas que mais custaram aos cofres de seus estados nas viagens. A lista é liderada por Minas Gerais (R$ 687 mil), seguido pelo Rio. Em seguida aparece a Bahia – as 14 missões oficiais de Wagner custaram aos cofres públicos R$ 285 mil.

Os dados da reportagem de O Globo são dos governos – o jornal pediu aos 26 estados e Distrito Federal sobre as viagens internacionais dos governadores. Só ES, RN, GO, TO, SP, RS, MG, BA, PR, SC, RJ, SE, PA, AM e MA. Dos que não responderam à questão, pelo menos oito viajaram para o exterior – CE, DF, MT, PE, AL, AC, PB, PI. Somente Renato Casagrande (PSB), do Espírito Santo, declarou não ter feito viagens internacionais.

A primeira viagem de Wagner em 2011 foi para a França, na ocasião do Grand Slam do Judô – na ocasião, o governo informou que foi acertada a realização na Bahia do campeonato mundial do esporte em 2012. Wagner voltou ao país para divulgar o cacau baiano na 16ª Edição do Salon du Chocolate. Ele também viajou à China para reuniões com a JAC motors, que instalou uma fábrica na Bahia.

  • Arquivos