maio
22


Quadro contestado pelo partido de Jacob Zuma antes de ser vandalizado/ Imagem: PÚBLICO
=======================================

Pintura vandalizada de Zuma / Reuters

=======================================

Uma pintura polémica exposta numa galeria de Joanesburgo e que retratava o Presidente sul-africano Jacob Zuma com os genitais à mostra foi vandalizada, nesta terça-feira, por um homem que cobriu a obra com tinta vermelha e preta.

Esta destruição da pintura polémica acontece numa altura em que o partido no poder, o ANC, estava a tentar, através da Justiça, forçar a galeria de arte a remover a obra.

A pintura, de quase dois metros de altura e de inspiração soviética no estilo, já tinha sido vendida por 14 mil dólares.

Intitulada “The Spear” [qualquer coisa como “a lança” ou “o arpão”], a obra é da autoria de Brett Murray, conhecido pelos seus trabalhos provocatórios.

Após este acto de vandalismo, a representação da cabeça e dos genitais de Jacob Zuma estão agora cobertos por tinta preta e vermelha, duas das cores da bandeira da África do Sul.

O correspondente da BBC na África do Sul explica que o homem usou uma trincha para danificar a pintura. Foi manietado pelos seguranças quase de imediato mas já era tarde demais.

O homem teve o auxílio de um ajudante, ainda de acordo com a BBC.

“Estou a fazer isto porque o quadro é desrespeitoso para com o Presidente Zuma”, disse um dos dois homens à estação britânica.

O ANC descreveu o quadro como “rude, desrespeitoso e racista”.

O Supremo Tribunal de Justiça deveria pronunciar-se na quinta-feira acerca da manutenção – ou não – da pintura em exposição.

(Com informações do jornal português PÚBLICO )

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos