Deu no Diário de Notícias (Lisboa)

A presidente brasileira , Dilma Rousseff, doará a indenização de 20 mil reais (cerca de 7,7 mil euros) que vai receber do Governo do estado do Rio de Janeiro por ter sido torturada durante a ditadura militar.

A informação foi avançada hoje pelo porta-voz da Presidência, Thomar Traumann, citado pela Agência Brasil.

A presidente brasileira receberá a indenização juntamente com outras 244 pessoas, que constam de uma lista de 1.113 vítimas da ditadura, ou herdeiros e familiares, que fizeram pedidos de reparação, dos quais 650 já foram pagos.

Dilma Rousseff militou contra a ditadura miliar no Brasil (1964-1985) pela organização VAR-Palmares, tendo sido condenada por subversão em 1970. A líder brasileira permaneceu presa por dois anos e meio.

Existem diferentes versões sobre as torturas que Dilma Rousseff terá sofrido, mas a própria Presidente nunca teceu comentários sobre o assunto.

Criado em 1985, o grupo Tortura Nunca Mais é formado por ex-presos políticos e parentes de vítimas e desaparecidos da ditadura militar. A organização luta pelo esclarecimento dos casos de pessoas dadas como mortas ou desaparecidas durante o Regime.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos